Festival de Curitiba tem 41 peças grátis neste fim de semana

Memorial: o grande QG do Festival de Curitiba - Foto: Emi Hoschi/Clix

Quem está por Curitiba, no Paraná, e quer se divertir de graça neste fim de semana tem 41 espetáculos para ver. Como no Festival de Curitiba teatro sempre é em grande quantidade, são 24 opções neste sábado (31) e 17 neste domingo (1).

Gerald Thomas anda por Curitiba cercado de seguranças

Veja a lista, abaixo, e monte seu roteiro teatral:

DIA 31 DE MARÇO

Teatro Bento Mossurunga – Colegio Estadual do Paraná

  • 16 horas = Carnivale / Mostra Música & Dança (Tango x / PR)

Uma menina entra em um velho depósito e acaba achando objetos, fotos e roupas de um velho e antigo circo. Cansada, a pequena adormece e, em seus sonhos, os artistas circenses de outrora aparecem para, pela última vez, apresentar suas encantadoras performances.

Duração: 40 min

Auditório Brasílio Itiberê

  • 21 horas = Coreografia dos Porcos / Mostra Novas Linguagens (Grupo Tronco / SP)

Os bastidores de um teatro onde os dois personagens (Ator e Produtor) se percebem não apenas diante de um fracasso de bilheteria, mas, ainda pior, não encontram motivos para continuar a fazer arte. Decidem, então, em pacto secreto, assassinar uma pessoa a cada apresentação, diante dos olhos da plateia, sem concessões.

Duração: 50 min

 

Casa do Damaceno

  • 19 horas = Para o Vampiro – Variações nº2 / Mostra Novas Linguagens (Marcos Damaceno Cia de Teatro / PR)

Um homem. Duas mulheres. Tentativas de histórias e de vida. Pessoas na eterna agonia da incompletude. Uma atmosfera, um clima incrustado na alma. Somente histórias. Quem assistir o espetáculo ganha R$ 4,00 e estudante R$ 2,00.

Censura: 16 anos | Duração: 60 min

Pátio da Reitoria da UFPR

  • 17h30 = Circo S/A / Mostra Seu Nariz (Cia dos Palhaços / PR)

Alípio e Sombrinha tentam apresentar seu Circo, com uma sutil disputa pela atenção e o amor da platéia. A simplicidade e o jogo do Palhaço com o público permanecem neste espetáculo que completa oito anos em 2012.

Duração: 50 min

Memorial de Curitiba

  • 18 horas = De la Murcía (“Caixarola” teatro de caixa ambulante / PR)

Uma carruagem é puxada por uma menina mascarada. É dentro dessa estrutura que o público, um por vez, assiste ao espetáculo de aproximadamente 5 minutos. Com uma dramaturgia ambientada na Espanha do século XVI, a peça retrata o sonho, a liberdade e a arte, e reflete sobre igualdade, força e esperança.

Duração: 5 min

 

Praça Rui Barbosa

  • 10 horas = Deus Ajuda os Bão (Coletivo BoatoClandestino / PR)

Formiguinho, honesto cidadão, tem um objetivo na vida: colocar uma porta em sua casa. Nessa jornada pela bondade e submissão humana, Formiguinho descobre que para se ter o que se quer, mesmo uma simples porta, é necessário ir muito além.

Duração: 50 min

 

  • 12 horas = Ri Quem Quer (Grupo Anônimos de Teatro / ES)

Convite ao riso e ao divertimento em que os atores mostram que o teatro é uma forma livre de expressão humana, onde o riso pode derivar dos jogos circenses, do grotesco e do ridículo do corpo, e é capaz de provocar as mais diversas sensações. Uma peça cheia de improvisos.

Duração: 40 min

 

  • 15 horas = A Historia dos Caminhos Que Se Cruzam (Os Intiquentos Cia de Teatro e Circo/BA)

Sguibowsglaves e Aliquisinildete tomam conta da imaginação e conta uma história coberta de aventura, cheias de mitos e lendas do cerrado mato-grossense, onde o velho Amis e a menina Ade encaram de maneira emocionante muitos caminhos que se cruzam, onde o melhor amigo de Ade, o menino Andriel precisa trilhar para salvar sua amiga.

Duração: 50 min

  • 18 horas = Cadê o Teatro Que Estava Aqui? (Grupo Anônimos de Teatro / ES)

Um ator, um figurino, um cenário, uma apresentação nas ruas de Curitiba. Eis mais uma peça de teatro, certo? Cadê o teatro que estava aqui? ilustra a pergunta que todos fazem, mas se calam diante do espetáculo da cena, do fantástico que aliena. Num festival de teatro, o teatro realmente existe?

Duração: 60 min

Praça Osório

  • 11 horas = Chega o povo do Brasil – Intervenção de rua para espaços urbanos (Grupo Arte da Comédia / PR)

Dez personagens brasileiras representantes do Povo do Brasil. O cearense Rosendo, o carioca Biro Biro, o mineiro Saci, a gaúcha Amarinda, a baiana Miranda, a velha Josefina, do interior de um estado brasileiro qualquer, e o arrogante Capador, coronel conservador ou a jovem menina Penélope.

Duração: 30 min

  • 13 horas = Florisbela e Seus Dois Pretendentes (Cia. Teatral Ainda sem Nome / SP)

Uma apresentadora amadora farsante se desespera quando seu programa vai de mal a pior e admite que foi contratada para contar uma história da qual não se lembra. Através de um diretor e ponto eletrônico imaginário, ela conta o romance de Florisbela e seus dois pretendentes.

Duração: 45 min

 

  • 16 horas = Batimpaz (GRUTUN! Grupo de Teatro UniBrasil / PR)

Batimpaz discute o valor da guerra versus a paz. A partir da ingenuidade da criança, Enéas Lour buscou a inspiração para colocar no palco as atrocidades praticadas pelo homem. Brincando, as três personagens falam verdades e tocam em temas que muitas vezes deixamos de lado por não termos coragem de abordá-los.

Duração: 40 min

Praça Santos Andrade

  • 13 horas = Qual É A Graça (Cia Do Bem / PR)

Baseada em depoimentos de alunos de Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas de Curitiba e região, a peça narra, com toque circense, a história de Coxinha e Macarrão, dois jovens estudantes que lidam diariamente com conflitos no ambiente escolar e a perspectiva de um futuro melhor.

Duração: 50 min

 

  • 18 horas = Serviço Ativo em Metadança N.5 (Coletivo Génos Teatro Dança / SC)

Série de performances de dança para espaços urbanos, numa coreografia de jogos de improvisação de dança e teatro e execução de tarefas para três pessoas. A composição possui dois elencos, um masculino e outro feminino, pois as questões da masculinidade e da feminilidade são abordadas na proposta.

Duração: 60 min

Praça da Espanha

  • 12 horas = Na Rua, Na Chuva e No Teatro (Grupo Moving / CE)

O espetáculo traz no seu contexto cênico o teatro e a dança no seu encenar. Mostrando personagens que vivem nas ruas e que nelas brincam de dançar e recitar versos, fazendo-as palco, conta uma história envolvente sobre os sentimentos reais e os imaginários.

Duração: 45 min

  • 16 horas = A Pereira da Tia Miséria (Os Intiquentos Cia de Teatro e Circo / SP)

Baseado no livro “O Concretismo Abstrato do Mundo”, de Alexandre Carraca.

 

 

Largo da Ordem / Bebedouro

  • 11 horas = A Menina Que Foi Arquivada (Núcleo Cênico ProjetoBaZar/SP)

História de uma menina, fruto de um aborto mal sucedido, cuja trajetória de vida fica entre a cruz e a bandeira, entre a educação moral cristã e as ideias revolucionárias. Questionamento do destino, transitando por personagens históricos e censurados da dramaturgia brasileira.

Duração: 60 min

  • 16h30 = Sonho de Palhaço – Carambas e Carambolas! (Cia dos Homens de Palha de Circo e Teatro / SP)

Histórias de dois palhaços. Pinotti e Petéko, que sonham em entrar para o elenco do Magnânimo Grand Circus Maximus. A primeira tentativa não é das melhores e são rejeitados pelo dono do circo. Os palhaços, porém, não desistem de seu grande sonho e começam a apresentar o que fazem de melhor.

Duração: 45 min

 

  • 19 horas = Barganha (Os Intiquentos Cia de Teatro e Circo / BA)

Desempregado já há muito tempo, Lázaro, com muitas dívidas, precisa encontrar um meio de sustentar sua família. Pressionado pela situação e sem outras alternativas em vista, ele sai às ruas em busca de qualquer oportunidade que o permita saciar a fome dos filhos.

Duração: 45 min

 

  • 23 horas = Rock is Dead? (Paris Blues Produções Artísticas / PR)

A história de um rock psicodélico, político e poético. Canções interpretadas por atores e uma banda convidam o espectador a viver no mundo de Jim Morrison e deixar-se influenciar, como o artista, pela estética do grupo Living Theatre, em atravessar o outro lado e viver o mundo do Rei Lagarto.

Duração: 90 min

 

Largo da Ordem / Cavalo Babão

  • 12 horas = O Grande Invento (Turma do Papum / SC)

As mais significativas fábulas de Esopo são recontadas de modo muito divertido por dois personagens caçadores de histórias que estão à procura de um grande invento que faz os bichos falarem. Na montagem, os atores contracenam com bonecos de diversas técnicas de construção e manipulação.

Duração: 45 min

  • 18 horas = Antes do Terceiro Sinal (Grupo Teatral Entreactos / MG)

Beatriz Falcão é uma premiada e conceituada atriz de teatro prestes a estrear o texto de Ibsen, Casa de Bonecas. Ao seu lado o ator novato Caio de Oliveira, famoso graças a comerciais veiculados na televisão. Beatriz decide não entrar mais em cena e cabe ao jovem Caio convencer a veterana.

Duração: 40 min

  • 20h30 horas = Desvio (Cia. Numseikitem / SP)

Em Desvio, o público é escolhido na rua. As pessoas são abordadas aleatoriamente, sendo convidadas para ingressar no carro que comporta três pessoas por apresentação. A ação interage com a cidade, expandindo a noção do espectador, que é pego de surpresa para ser desviado de seu trajeto.

Duração: 30 min

Largo da Ordem / Relógio das Flores

  • 10 horas = “E Toda Vez Que Ele Passa, Vai Levando Qualquer Coisa Minha…” (Delirivm Teatro de Dança / SP)

Um grupo de pessoas traz consigo sonhos, desejos e esperanças em uma estação à espera do trem. Sua história não é conhecida e o espetáculo, sem texto falado, é desenhado por gestos e expressões. Teriam sido as pessoas abandonadas em um vilarejo, ou seriam fantasmas destinados a vagar por essa estação?

Duração: 55 min

DIA 01 DE ABRIL

Auditório Brasílio Itiberê

  • 18 horas = Coreografia dos Porcos / Mostra Novas Linguagens (Grupo Tronco / SP)

Os bastidores de um teatro onde os dois personagens (Ator e Produtor) se percebem não apenas diante de um fracasso de bilheteria, mas, ainda pior, não encontram motivos para continuar a fazer arte. Decidem, então, em pacto secreto, assassinar uma pessoa a cada apresentação, diante dos olhos da plateia, sem concessões.

Duração: 50 min

Casa do Damaceno

  • 19 horas = Para o Vampiro – Variações nº2 / Mostra Novas Linguagens (Marcos Damaceno Cia de Teatro / PR)

Um homem. Duas mulheres. Tentativas de histórias e de vida. Pessoas na eterna agonia da incompletude. Uma atmosfera, um clima incrustado na alma. Somente histórias. Quem assistir o espetáculo ganha R$ 4,00 e estudante R$ 2,00.

Censura: 16 anos | Duração: 60 min

Pátio da Reitoria da UFPR

17h30 = O Louco Magnético / Mostra Seu Nariz (Cia dos Nobres Arteiros / SC)

Nesta paródia da nossa insensata vida moderna, Amanito Matutino, um palhaço no aperto financeiro, se vê obrigado a pedir empréstimo para o grandioso Honestious International Bank S/A. Graças aos juros, o pobre cidadão jamais consegue pagar sua dívida e se vê escravo do compromisso com o banco.

Duração: 60 min

Memorial de Curitiba

  • 18 horas = De la Murcía (“Caixarola” teatro de caixa ambulante / PR)

Uma carruagem é puxada por uma menina mascarada. É dentro dessa estrutura que o público, um por vez, assiste ao espetáculo de aproximadamente 5 minutos. Com uma dramaturgia ambientada na Espanha do século XVI, a peça retrata o sonho, a liberdade e a arte, e reflete sobre igualdade, força e esperança.

Duração: 5 min

 

Praça Rui Barbosa

  • 10 horas = Na Rua, Na Chuva e No Teatro (Grupo Moving / CE)

O espetáculo traz no seu contexto cênico o teatro e a dança no seu encenar. Mostrando personagens que vivem nas ruas e que nelas brincam de dançar e recitar versos, fazendo-as palco, conta uma história envolvente sobre os sentimentos reais e os imaginários.

Duração: 45 min

  • 15 horas = A Historia dos Caminhos Que Se Cruzam (Os Intiquentos Cia de Teatro e Circo/BA)

Sguibowsglaves e Aliquisinildete tomam conta da imaginação e conta uma história coberta de aventura, cheias de mitos e lendas do cerrado mato-grossense, onde o velho Amis e a menina Ade encaram de maneira emocionante muitos caminhos que se cruzam, onde o melhor amigo de Ade, o menino Andriel precisa trilhar para salvar sua amiga.

Duração: 50 min

Praça Osório

  • 11 horas = Deus Ajuda os Bão (Coletivo BoatoClandestino / PR)

Formiguinho, honesto cidadão, tem um objetivo na vida: colocar uma porta em sua casa. Nessa jornada pela bondade e submissão humana, Formiguinho descobre que para se ter o que se quer, mesmo uma simples porta, é necessário ir muito além.

Duração: 50 min

 

  • 13 horas = Cadê o Teatro Que Estava Aqui? (Grupo Anônimos de Teatro / ES)

Um ator, um figurino, um cenário, uma apresentação nas ruas de Curitiba. Eis mais uma peça de teatro, certo? Cadê o teatro que estava aqui? ilustra a pergunta que todos fazem, mas se calam diante do espetáculo da cena, do fantástico que aliena. Num festival de teatro, o teatro realmente existe?

Duração: 60 min

Praça Santos Andrade

  • 15 horas = Qual É A Graça (Cia Do Bem / PR)

Baseada em depoimentos de alunos de Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas de Curitiba e região, a peça narra, com toque circense, a história de Coxinha e Macarrão, dois jovens estudantes que lidam diariamente com conflitos no ambiente escolar e a perspectiva de um futuro melhor.

Duração: 50 min

Praça da Espanha

  • 12 horas = Sonho de Palhaço – Carambas e Carambolas! (Cia dos Homens de Palha de Circo e Teatro / SP)

Histórias de dois palhaços. Pinotti e Petéko, que sonham em entrar para o elenco do Magnânimo Grand Circus Maximus. A primeira tentativa não é das melhores e são rejeitados pelo dono do circo. Os palhaços, porém, não desistem de seu grande sonho e começam a apresentar o que fazem de melhor.

Duração: 45 min

 

  • 14 horas = A Menina Que Foi Arquivada (Núcleo Cênico ProjetoBaZar/SP)

História de uma menina, fruto de um aborto mal sucedido, cuja trajetória de vida fica entre a cruz e a bandeira, entre a educação moral cristã e as ideias revolucionárias. Questionamento do destino, transitando por personagens históricos e censurados da dramaturgia brasileira.

Duração: 60 min

  • 16 horas = Serviço Ativo em Metadança N.5 (Coletivo Génos Teatro Dança / SC)

Série de performances de dança para espaços urbanos, numa coreografia de jogos de improvisação de dança e teatro e execução de tarefas para três pessoas. A composição possui dois elencos, um masculino e outro feminino, pois as questões da masculinidade e da feminilidade são abordadas na proposta.

Duração: 60 min

Largo da Ordem / Bebedouro

  • 16h30 = Batimpaz (GRUTUN! Grupo de Teatro UniBrasil / PR)

Batimpaz discute o valor da guerra versus a paz. A partir da ingenuidade da criança, Enéas Lour buscou a inspiração para colocar no palco as atrocidades praticadas pelo homem. Brincando, as três personagens falam verdades e tocam em temas que muitas vezes deixamos de lado por não termos coragem de abordá-los.

Duração: 40 min

  • 19 horas = Barganha (Os Intiquentos Cia de Teatro e Circo / BA)

Desempregado já há muito tempo, Lázaro, com muitas dívidas, precisa encontrar um meio de sustentar sua família. Pressionado pela situação e sem outras alternativas em vista, ele sai às ruas em busca de qualquer oportunidade que o permita saciar a fome dos filhos.

Duração: 45 min

  • 23 horas = Rock is Dead? (Paris Blues Produções Artísticas / PR)

A história de um rock psicodélico, político e poético. Canções interpretadas por atores e uma banda convidam o espectador a viver no mundo de Jim Morrison e deixar-se influenciar, como o artista, pela estética do grupo Living Theatre, em atravessar o outro lado e viver o mundo do Rei Lagarto.

Duração: 90 min

Largo da Ordem / Cavalo Babão

  • 16 horas = Circo di Due (GTI – Grupo Teatro do Imprevisto / SP)

Depois de várias tentativas frustradas por esse mundão afora, os palhaços Tropo Opo Valantaimes e Don Ruan da Silva tentam cativar o público apresentando o Circo di Due, com criativos números circenses e o grande, incrível, magnífico, luxuoso, esbelto, difícil, doloroso, perigoso, proém esplêndido número da Segunda Altura.

Duração: 50 min

  • 20h30 horas = Desvio (Cia. Numseikitem / SP)

Em Desvio, o público é escolhido na rua. As pessoas são abordadas aleatoriamente, sendo convidadas para ingressar no carro que comporta três pessoas por apresentação. A ação interage com a cidade, expandindo a noção do espectador, que é pego de surpresa para ser desviado de seu trajeto.

Duração: 30 min

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. estevao disse:

    que legal!

  2. Paulo disse:

    queria sugerir de vc tabém cobrir o teatro da bahia!

  1. março 31, 2012

    […] Festival de Curitiba tem 41 peças grátis neste fim de semana […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *