Festival de Curitiba tem 12 peças grátis nesta quarta

Além de ser grátis, espetáculo Para o Vampiro ainda paga o espectador até R$ 4

O Festival de Curitiba caminha para sua reta final, mas ainda há muito o que se aproveitar.

O maior evento teatral do país, que vai até domingo (8), oferece, nesta quarta (4), 12 peças gratuitas em dez diferentes locais da capital paranaense.

E, em uma delas, pasme, além de deixar de pagar, o público ganha até R$ 4 para assistir: Para o Vampiro – Variações nº2, às 19h, na Casa do Damasceno.

A turma da organização dá a dica aos amigos do blog: todos os dias, quem passar pelas praças RuiBarbosa, Osório, Santos Andrade e Espanha, além das Ruínas São Francisco e de três pontos no Largo da Ordem – Bebedouro, Cavalo Babão e Relógio das Flores -poderá assistir a uma apresentação de teatro sem pagar nenhum centavo.

Para sua escolha ficar mais fácil, abaixo está a lista dos espetáculos gratuitos desta quarta. Agora, é só se programar:

DIA 04 DE ABRIL

TeatroBento Mossurunga – Colegio Estadual do Paraná
·        20h30 = Carnivale /Mostra Música & Dança (Tango x / PR)
Uma meninaentra em um velho depósito e acaba achando objetos, fotos e roupas de um velhoe antigo circo. Cansada, a pequena adormece e, em seus sonhos, os artistascircenses de outrora aparecem para, pela última vez, apresentar suasencantadoras performances.
Duração: 40 min

Casa do Damaceno
·        19 horas = Para o Vampiro – Variações nº2 / Mostra Novas Linguagens (MarcosDamaceno Cia de Teatro / PR)
Um homem. Duas mulheres. Tentativas de histórias e de vida. Pessoas na eterna agoniada incompletude. Uma atmosfera, um clima incrustado na alma. Somente histórias.Quem assistir o espetáculo ganha R$ 4,00 e estudante R$ 2,00.
Censura: 16 anos | Duração:60 min

Ave Lola Espaço de Criação
17     horas = O Malefício da Mariposa (Cia     Instável / PR)
O autor Federico Garcia Lorca utiliza a metáfora para representar tudo o queenvolve as relações afetivas com a originalidade e profundidade de poucos. Atemática é abordada de maneira fascinante, dentro de um inusitado universo: omundo dos insetos.
Duração: 50 min

Memorial de Curitiba
18     horas = De la Murcía (“Caixarola” teatro de     caixa ambulante / PR)
Uma carruagem é puxada por uma menina mascarada. É dentro dessa estrutura que opúblico, um por vez, assiste ao espetáculo de aproximadamente 5 minutos. Comuma dramaturgia ambientada na Espanha do século XVI, a peça retrata o sonho, aliberdade e a arte, e reflete sobre igualdade, força e esperança.
Duração: 5 min

Praça Rui Barbosa
15     horas = Julieta de Bela Flor (Grupo de     Teatro Evolução / RO)
Em uma pequena cidade conhecida como Bela Flor moram duas irmãs com gênioscompletamente diferentes, em comum apenas o sonho de encontrar um grande amor.A ganância, a inveja e a ambição são medidas em contrapartida ao amor e à uniãofraterna.
Duração: 45 min

Praça Osório
11     horas = As espertezas de Arlequim (Grupo     Arte da Comédia / PR)
Pantaleão e Arlequim estão apaixonados pela bela Ricciolina e a esperteza de Arlequimfará com que o velho Pantaleão tenha que ceder à lei da natureza.
Duração: 60 min

16     horas = Como a Gente Gosta     (Grupo Maria Cutia / MG)
Rosalinda se disfarça de homem e foge da corte para a floresta onde encontra seuenamorado Orlando, fazendo-o imaginar que ela (travestida de homem) fosse deverdade sua amada. Lições de como curar a febre do amor, inspiradas na obra Asyou like it, de Shakespeare.
Duração: 60 min

Praça Santos Andrade
10h30     = Folia de Um Semideus (Grupo Teatral De 4 no Ato / RJ)
Uma viagem atemporal por uma terra conhecida chamada Brasil. As peripécias de um Semideus,nascido de mãe mora num país tropical, norteiam a trama da história, que viajaatravés de sua busca faminta por humanidade, passando por cima de suasnecessidades, espertezas e inquiteações.
Duração: 55 min

Largo da Ordem / Bebedouro
13     horas = A Linda História de Amor da Jovem     Bela Flor e a Horrenda Criatura (Companhia de Teatro Chafariz/SP)
Releitura do clássico francês infantil “A Bela e a Fera” em linguagem popular eestilo de cordel. Músicas ao vivo, compostas especialmente para a peça, dão toma essa bela história de amor sobre não julgar pelas aparências e ouvir a voz decoração.
Duração: 30 min

Largo da Ordem / Relógio das Flores
·        14 horas = Nordestepra Frente (Bando do Padim Vô / BA)
Espetáculo didático, alegre e emocionante que surgiu da vivência do diretor EnoqueNorberto em todas as capitais do Nordeste, região do país formada por umamultiplicidade impressionante de expressões e manifestações culturais, frutosda diversidade que marca a formação da população brasileira.
Duração: 55 min

17     horas = Medo de Que? (Companhia     Corpo na Contramão / GO)
A história de uma boneca levada e curiosa como qualquer criança, que depois deviver algumas experiências desagradáveis é tomada por um medo paralisante. Elatem medo de tudo: de monstros, do escuro e de pessoas novas. Um convite àcoragem de enfrentar o pior inimigo do homem: o receio.
Duração: 50 min

Ruínas São Francisco
15     horas = Chapeuzinho Vermelho dos Tempos     Modernos (Grupo Cena Educativa / CE)
Era uma vez duas meninas que, por adorarem usar capuz vermelho, ficaram conhecidas comoChapeuzinho Vermelho. Garotas com vidas diferentes que, ao levar doces pelaestrada a fora, vão descobrir que a vida ultrapassa as linhas de um conto.
Duração: 60 min

Quer saber o que rola no maior festival de teatro do Brasil?

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *