A Família Addams diverte sem assustar

A Família Addams conta a história do amor de Wandinha por um garoto normal - João Caldas/Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

Um musical tão certinho que não tira o fôlego de ninguém. Assim é A Família Addams, em cartaz no Teatro Abril, em São Paulo.

Com texto de Marshall Brickman e Rick Elice e direção geral de Jerry Zaks, o espetáculo reproduz a obra tal qual a que estreou em Nova York em 2010. A montagem brasileira é a primeira fora dos EUA.

A família de monstros mais divertida da história ganha vida nos palcos por elenco tarimbado. Marisa Orth empresta seu carisma e bom humor natural a Morticia, a matriarca do clã. O também afinado e sedutor Daniel Boaventura interpreta Gomez, o pai, e é quem mais se destaca e segura o plateia.

O enredo se concentra no morno drama de Wandinha, vivida por Laura Lobo. Apaixonada por um garoto normal, Lucas (Beto Sargenteli), ela resolve apresentar sua família aos pais do moço em um desastrado jantar. Como pano de fundo moral, a necessidade de aceitar o diferente do jeito que ele é em vez de tentar modificá-lo.

Laura demonstra ser dedicada bailarina nas cenas de dança e apresenta uma técnica vocal correta em seus números solos. Já Iná de Carvalho conquista o público com forte presença cênica, como a divertida Vovó de ares hippies.

Completam o elenco principal Claudio Galvan, como Tio Fester, Rogério Guedes, como Tropeço, e os meninos Gustavo Daneluz e Nicholas Torres, como Feioso, além da alternante de Morticia, Sara Sarres. Nos papéis dos pais de Lucas, Wellington Nogueira e Paula Capovilla, que nesta obra, como coadjuvante, está mais à vontade do que quando protagonizou o musical Evita.

Claudio Botelho fez boas versões em português para as músicas do original norte-americano, criadas por Andrew Lippa. A requisitada Fernanda Chamma é quem assume o comando da execução da coreografia criada por Sergio Trujillo e consegue um resultado bem sincronizado com o elenco brasileiro.

Apesar da grandiosa produção, dos efeitos especiais e do empenho dos 27 atores e 12 músicos, o musical é cômodo demais em sua construção dramatúrgica. A impressão que se tem é que é bem mais direcionado ao público infantil do que ao adulto, já que tudo é previsível do início ao fim.

A Família Addams
Avaliação:
bom
Quando: Quinta e sexta, às 21; sábado, às 17h e 21h; domingo, às 16h e 20h (em cartaz por tempo indeterminado)
Onde: Teatro Abril (av. Brigadeiro Luís Antonio, 411, São Paulo, tel. 0/xx/11 4003-5588)
Quanto: R$ 80 a R$ 250
Classificação: Livre

Leia outras críticas teatrais no R7!

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. abril 19, 2012

    […] Conversando com Mamãe – RenaissanceAvaliação: Vermelho – Teatro GEOAvaliação: A Família Addams – Teatro AbrilAvaliação: Ultimos Posts / […]

  2. abril 20, 2012

    […] Conversando com Mamãe – RenaissanceAvaliação: Vermelho – Teatro GEOAvaliação: A Família Addams – Teatro AbrilAvaliação: Ultimos Posts / […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *