Há 40 anos Brasil perdia Leila Diniz

Leila Diniz foi uma atriz que não se importava com que os outros falavam dela - Foto: Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

Leila Diniz morreu há exatos 40 anos, no dia 14 de junho de 1972, em um estúpido acidente aéreo na Índia. Tinha só 27 anos. E uma filha, Janaína, para criar, fruto de seu relacionamento com o cineasta Ruy Guerra.

Foi embora no auge da beleza e do sucesso.

Mulher sem papas na língua e que fazia o que lhe viesse à cabeça, Leila abriu caminho para as atrizes, para as mães, para o mundo feminino.

Quem não se lembra da imagem dela grávida na praia de Ipanema, com barrigão de fora, mostrando que gravidez não era doença? E que uma grávida poderia ser sensual, sim, senhor.

Leila era dona de seu nariz. Atrevida. Cheia de personalidade.

Bel Kutner, filha de Dina Sfat e Paulo José, com quem Leila contracenou no filme clássico Todas as Mulheres do Mundo, de Domingos de Oliveira, conta ao R7 que “a Leila sempre foi lembrada com muito carinho pelos meus pais”.

— Eles sempre falaram dela como uma pessoa muito especial. Hoje, vendo as fotos e o trabalho dela, dá para ver a força e o brilho que ela tinha. Foi embora tão menina! É mãe da Janaína, minha amiga. Musa desbocada. Adoro a famosa entrevista dela ao Pasquim. Quem não viu tem de ler!

Irene Stefania: amiga de Leila

A atriz Irene Stefania, amiga íntima que fez três filmes com Leila, diz que “a alegria era a característica mais importante da Leila”. E sente muita falta da companheira.

— A Leila me ensinou a viver o presente sem muitas normas, sem muitas regras. Hoje em dia, está tão forte essa coisa do politicamente correto. E ela jamais foi isso. Tinha uma vitalidade selvagem, livre. Normas não eram com ela. Leila rompia como ninguém a todas barreiras morais.

Leila faz falta. E como.

Como diz Rita Lee, toda mulher é meio Leila Diniz - Foto: Divulgação

O Retrato do Bob: o riso gostoso de Yara de Novaes

No FIT-BH, ator argentino mete a ripa no panelaço

Primeiro dia do Fito tem muito batuque em BH

Por trás do pano – Rapidinhas Teatrais

Veja a programação completa do FIT-BH!

Silvana Garzaro, a fotógrafa que era atriz

O Retrato do Bob: a doce brutalidade de Otto Jr.

Veja as dicas da Agenda Cultural da Record News

Leia a coluna Por trás do Pano – Rapidinhas teatrais

Saiba quem são os musos do teatro em maio de 2012

Descubra agora o segredo de cada miss

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. samuel campos disse:

    eu sou fa dela,sempre leio sobre a cvida dela.

  2. samuel campos disse:

    eu sou fa dela,sempre leio sobre a cvida dela.

  3. samuel campos disse:

    eu sou fa dela,sempre leio sobre a cvida dela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *