Com shows e comidas típicas no parque, Ponto de Encontro mistura artistas e público no FIT-BH

Público acompanha show da grávida Nina Becker no Ponto de Encontro do FIT-BH - Foto: Glenio Campregher/Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado
Enviado especial do R7 a Belo Horizonte*

Todo fim de noite quem curte o FIT-BH (Festival Internacional de Teatro, Palco e Rua de Belo Horizonte) tem destino certo: o Ponto de Encontro, localizado dentro do Parque Municipal, no coração do centro da capital mineira.

Um palco montado sob as copas das árvores centenárias recebe uma programação eclética de 50 artistas vindos dos mais variados cantos do País e da cidade selecionados por edital. Em média, 2.000 pessoas por noite conferem as apresentações.

Com ingresso a preço popular (R$ 10 a inteira e R$ 5 a meia-entrada), a plateia é formada, majoritariamente, por jovens universitários, artistas, jornalistas e gente em busca de diversão com cultura, como define Rodrigo Barroso, coordenador do FIT.

Cheia de personalidade, show de Carla Gomes fez sucesso - Foto: Glenio Campregher/Divulgação

— O objetivo é propiciar encontro entre artistas, quem trabalha no festival e o público belo-horizontino. Em festival que não tem este espaço, o público se dispersa depois das peças. Por que não ir todo mundo para um mesmo lugar, para falar da peça e ainda apreciar boa música? Além disso, é um espaço para os músicos da cidade mostrarem seus trabalhos, já que 80% da programação do Ponto de Encontro são de artistas locais.

O diretor artístico do FIT-BH, Marcelo Bones, bate ponto (e papo) todas as noites no parque.

— Vou como coordenador e também para curtir. Encontro amigos com os quais gosto de conversar sobre os espetáculos e sentir o retorno do público do festival.

Para quem não abre mão de comer bem, um corredor gastronômico oferece aos visitantes comidas típicas de Minas Gerais, além de bebidas. Há espaço para o feijão tropeiro, uma infinidade de caldos, espetinhos e os disputados pães com linguiça e pernil.

Paladar à parte, o grande barato é realmente o que o nome do lugar propõe: ser o local para artistas, público e imprensa baterem aquele papo. Coisa que falta, por exemplo, ao famigerado Festival de Curitiba.

Protagonista da obra O Idiota, o ator Aury Porto esteve no parque na noite deste sábado (16), e gostou do que viu.

— Diferentemente de outros festivais, percebemos que o Festival de BH tem uma postura de que é feito realmente por gente de teatro. É um festival que se dedica a provocar uma interação entre os artistas participantes e o público da cidade. Aqui, a gente se encontra mais.

O ator, professor de alemão e estudante de letras da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) Leonardo Kildare Louback já colocou o Ponto de Encontro do FIT-BH na sua agenda noturna. E explica o motivo, aliás, que não pode faltar a qualquer boa festa que se preze.

— É um lugar para encontrar gente bonita e inteligente.

Espaço para artistas de BH: o DJ Alexandre de Sena toca no Ponto de Encontro - Foto: Glenio Campregher/Divulgação

O jornalista Miguel Arcanjo Prado viajou a convite do FIT-BH.

Bando de Teatro Olodum revela cultura negra no alto do morro, no FIT-BH

No FIT-BH, ator argentino mete a ripa no panelaço

Primeiro dia do Fito tem muito batuque em BH

Por trás do pano – Rapidinhas Teatrais

Veja a programação completa do FIT-BH!

Você pode gostar...

9 Resultados

  1. junho 18, 2012

    […] Com shows e comidas típicas no parque, Ponto de Encontro mistura artistas e público no FIT-BH […]

  2. junho 18, 2012

    […] Com shows e comidas típicas no parque, Ponto de Encontro mistura artistas e público no FIT-BH […]

  3. junho 19, 2012

    […] Ponto de Encontro do FIT-BH reúne artistas e público […]

  4. junho 20, 2012

    […] Ponto de Encontro do FIT-BH reúne artistas e público […]

  5. junho 21, 2012

    […] Ponto de Encontro do FIT-BH reúne artistas e público […]

  6. junho 22, 2012

    […] Ponto de Encontro do FIT-BH reúne artistas e público […]

  7. junho 23, 2012

    […] Ponto de Encontro do FIT-BH reúne artistas e público […]

  8. junho 23, 2012

    […] Ponto de Encontro do FIT-BH reúne artistas e público […]

  9. junho 24, 2012

    […] no FIT-BH a proximidade entre artistas, jornalistas e espectadores foi algo concreto, sobretudo no Ponto de Encontro montado dentro do Parque Municipal, no coração do centro, que reuniu média de 2.000 pessoas por […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *