Festival Mirada apresenta 38 espetáculos até o dia 15 em Santos; 23 são produções internacionais

Cena da peça mexicana Incéndios, que integra o 2º Mirada, em Santos - Foto: Roberto Blenda

Por Miguel Arcanjo Prado

Desta quarta-feira (5) até o próximo dia 15, Santos terá teatro por toda parte. A cidade do litoral paulista recebe a segunda edição do Mirada – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas.

Apesar de jovem, o evento já é um dos mais importantes da América Latina. Isso se dá por conta dos números do festival.

Durante 11 dias, serão apresentados 38 espetáculos, dos quais 23 são internacionais, e 15, nacionais. Eclético, o Mirada reúne produções da Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Espanha, Paraguai, Peru, Portugal, Uruguai, Venezuela e México, que é o grande homenageado desta edição.

Organizado pelo Sesc São Paulo, tem o apoio da Prefeitura de Santos e do Conaculta (Conselho Nacional para Cultura e Artes do México).

As apresentações não acontecem apenas em teatros tradicionais da cidade, como também em praças e na rua. Espaços de Praia Grande, Bertioga, Cubatão, Guarujá e São Vicente, cidades vizinhas a Santos, também integram a mostra.

Para os amantes de outras artes, haverá palestras, lançamentos de livros, shows e performances.

Transporte gratuito

O público paulistano que comprar entradas para o festival em qualquer Sesc terá transporte gratuito até Santos, mediante agendamento prévio e comprovação do pagamento do ingresso. O ônibus partirá, diariamente, do Sesc Vila Mariana.

Segundo a organização do festival, o serviço de transporte contará com um guia de turismo que ficará responsável pelo receptivo e embarque dos passageiros. Apenas nesta quarta (5), o ônibus sairá às 18h. Já de 6 a 15 de setembro, sairá às 15h. O coletivo só retorna a São Paulo após a última apresentação do dia.

O diretor do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda, afirma que o evento tem o objetivo de “criar intercâmbio entre artistas que trazem na bagagem suas experiências e técnicas”.

Além de Danilo Santos de Miranda, o Conselho Diretivo do Mirada ainda tem a pesquisadora teatral Isabel Ortega, o diretor do Teatro Mayor de Bogotá, Ramiro Osório, e o diretor do Festival Ibero-Americano de Teatro de Cádiz, Pepe Bablé Meira.

Peruanos, mexicanos e cubanos

A programação tem destaques, como La Maldita Vanidad, da Colômbia, o Teatro de los Andes, da Bolívia, o Grupo Yuyachkani, do Peru, e o Argos Teatro, de Cuba, além dos espanhóis de Els Joglars. Como é o país homenageado, o México leva várias companhias ao festival: Teatro Línea de Sombra, Compahia Tapioca Inn, Por Piedad Producciones, Companhia Nacional de Teatro, Teatro El Farfullero, Artilleria Producciones, El Milagro e Carretera 45 Teatro.

No lado brasileiro, há presenças significativas, como o Grupo Galpão, de Belo Horizonte, o Grupo Piollin, da Paraíba, e a mundana companhia, de São Paulo.

Saiba a programação completa do Mirada!

Leia também:

Descubra todos os segredos do mundo de miss!

Leia mais:

Daniel Veronese fala com exclusividade sobre peça em Minas

O Retrato do Bob: François Khan, o discípulo de Grotowski

Eloisa Vitz e Mario Sergio Cabral são Musos do Teatro

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *