Filho de revolucionário boliviano, ator Antonio Peredo apresenta peça grátis em São Paulo

Boliviano Antonio Peredo faz apresentação única em SP - Foto: Helio Dusk/SP Escola de Teatro

Por Miguel Arcanjo Prado

O boliviano de La Paz Antonio Peredo, de 32 anos, vai apresentar o espetáculo A Morte de Um Ator, nesta quinta (11), às 20h, na SP Escola de Teatro (praça Roosevelt, 210), em São Paulo. A entrada é gratuita e aberta ao público.

No enredo, apresenta o encontro do palhaço com a morte. Em conversa com o R7, explica como o trabalho surgiu.

— Queria fazer um espetáculo para espaços alternativos, no qual pudesse trabalhar com a técnica de clown. Ao falar da morte do palhaço, eu também falo da morte do ator, já que o ator que escolhe trabalhar com clown tem de deixar o ego de lado.

Peredo revela que a peça tem um gosto de despedida. Ele é filho do jornalista, intelectual de esquerda e ex-deputado e senador da Bolívia Antonio Peredo, que morreu em junho deste ano, aos 76 anos. O pai viu a peça na estreia.

— De alguma maneira, meu pai me possibilitou fazer este trabalho. A peça fala de uma despedida. Sempre me orgulho de ser filho dele e carregar seu nome. Saber que ele me viu nesta obra na estreia e em várias sessões é uma das coisas que me deixam mais feliz neste momento. Eu dedico a ele não só esta apresentação, mas todo esse tempo que passei no Brasil.

Antonio Peredo é da Escola de Teatro de Santa Cruz de La Sierra e faz intercâmbio na SP Escola de Teatro desde o dia 15 de setembro. O ator, que mora temporariamente em um hostel na Vila Mariana, permanece na capital paulista até 1º de novembro, quando retorna à Bolívia.

— Este é o começo de um intercâmbio que eu espero que dure muitos anos. Adorei São Paulo, é uma cidade que é tão grande que eu comparo à Bolívia inteira. Tem uma vida cultural enorme. Quero voltar ao Brasil assim que puder, porque dessa vez não deu para conhecer as praias.

Leia mais:

Entrevista de Quinta – Laerte Késsimos

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *