Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

De saia e peruca rosa, Luciano bate o prato no palco do circo Tihany – Foto: Eduardo Enomoto

Por Miguel Arcanjo Prado

Que graça!
Olha que gracinha ficou o sertanejo Luciano no palco do circo Tihany Spectacular, no clique certeiro do nosso fotógrafo Eduardo Enomoto. Sem o irmão Zezé Di Camargo, o cantor levou a mulher, Flávia, e as filhas gêmeas, Isabella e Helena, para conferir a estreia do espetáculo AbraKdabra, na lona montada no parque Villa-Lobos, em São Paulo. A coluna também estava lá. Convidado a subir ao palco pelo palhaço, o simpático Luciano entrou na brincadeira e transformou-se em uma integrante da banda circense. Ele até rodopiou, além de bater os pratos como ninguém. O público veio abaixo. Viva o picadeiro!

Leandro Luna: destaque

Premiado
O ator Leandro Luna ganhou o Prêmio Magnífico de Ator Destaque, por sua atuação no musical Priscilla, Rainha do Deserto (leia a crítica). O moço também protagonizou recentemente o filme Satyrianas – 78 horas em 78 minutos (leia a crítica), que deu o que falar entre a turma teatral. Falando no musical das drags, ele encerra temporada neste domingo (9) no Teatro Bradesco. Bem que poderia voltar no ano que vem, porque todos estão de parabéns. Para quem não foi, este fim de semana é a última chance.

Teatro todo dia
O Teatro do Núcleo Experimental, na rua Barra Funda, 637, em São Paulo (veja o site deles), está com peça gratuita todos os dias da semana. De sexta a segunda, tem Mormaço, o texto de Ricardo Inhan que tem Laerte Késsimos pelado como um cachorro. Já de terça a quinta, tem No Coração do Mundo, peça no qual o ator Eric Lenate rouba a cena como um afegão bem espertinho. É uma reunião de uma turma talentosa que precisa ser prestigiada por todos. Vai lá, gente. Antes que chegue o Natal…

Bailarino voa durante apresentação do Balé Folclórico da Bahia, agora em São Paulo – Foto: Vinícius Lima

Bahia em Sampa
O Balé Folclórico da Bahia, que viaja o mundo representando nossa cultura, faz temporada até 9 de dezembro no Teatro Sérgio Cardoso (r. Bela Vista, 153), em São Paulo, com o espetáculo Herança Sagrada. Inspirado nas manifestações folclóricas afro-brasileiras, a montagem é dirigida por Walson Vavá Botelho e tem direção artística de José Carlos Zebrinha Santos. No palco, 26 artistas, entre bailarinos, músicos e cantores fazem a festa, com muito ritmo, cor e gingado que só o baiano tem. Os ingressos custam R$ 40 a inteira e R$ 20 a meia. Sexta, 21h30; sábado, 21h; e domingo, 19h. Uma beleza só.

Breu: ditadura em xeque

Ferida aberta
A dureza da repressão feita pela ditadura militar nos anos 70 é pano de fundo do espetáculo Breu, que está em cartaz no Espaço Viga (r. Capote Valente, 1323), perto do metrô Sumaré. Kelzy Ecard e Natalia Gonsales dividem o palco no texto de Pedro Brício. Fica em cartaz até 16 de dezembro. Quinta, 21h; sexta, 21h30; sábado, 21h; e domingo, 20h. O ingresso vai de R$ 30 a R$ 40. Como diz a letra da música que Gal gritava: “É preciso estar atento e forte”. Senão, o bicho pega.

ÚItima chance
O espetáculo notívago de dramaturgia improvisada a cada dia Fim de Show (leia a crítica) encerra temporada nesta sexta (30) no Espaço dos Satyros 1 em São Paulo. É à meia-noite e você paga quanto quiser. O José Sampaio, ator da peça, pede para todo mundo ir, gente.

Barba: estrela teatral

Eugenio Barba entre nós 1
O Brasil entrou mesmo na rota das grandes estrelas. Mas não é só Lady Gaga e Madonna que darão o ar de sua graça. O mito do teatro mundial Eugenio Barba estará em São Paulo no próximo dia 7 de dezembro, às 19h, na SP Escola de Teatro da praça Roosevel, 210. Ele lançará o livro A Arte Secreta do Ator – Um Dicionário de Antropologia Teatral, feito com Nicola Savares, cuja nova edição é publicada pela Editora É Realizações em parceria com a Palipalan Arte e Cultura. O livro já foi traduzido para mais de 20 línguas. A entrada é gratuita e aberta a todos. Como todo mundo vai querer ir, é preciso fazer inscrição pelo email [email protected]

Eugenio Barba entre nós 2
Savarese fará conferência sozinho na escola no dia 6 de dezembro, às 19h30. Será aberta ao público. Barba também falará aos alunos da SP Escola de teatro, no dia 8 de dezembro, às 18h. Vai contar sua trajetória. Com participação de Ivam Cabral, diretor da instituição, e Carlos Simioni, do Grupo Lume de Campinas. O coleguinha Valmir Santos vai mediar. Vai ser um arraso.

Odilon Esteves está em Prazer

Muito prazer
Depois de abalar palcos Brasil afora com Aqueles Dois, a Cia. Luna Lunera, de Belo Horizonte, estreia seu novo espetáculo, Prazer, neste fim de semana, em São Paulo. Os mineirinhos ficam no CCBB da Sé até 16 de dezembro. Depois, voltam de 11 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013. A orientação dramatúrgica é de Jô Bilac. No elenco, está o velho amigo da coluna Odilon Esteves. O ingresso é baratíssimo: R$ 6 a inteira. É claro que vamos estar na primeira fila.

O Retorno
A turma da peça A Casa de Bernarda Alba, que encerrou temporada nesta quinta (29) no Teatro do Centro da Terra, pretende voltar ao cartaz em março de 2013. Estão à procura de um novo teatro.

Bob Sousa: o estudioso

Bob, o mestre
O fotógrafo Bob Sousa, parceirinho do blog, foi aprovado no mestrado em artes cênicas da Unesp. Sua pesquisa se chama A Força do Teatro de Grupo na Cidade de São Paulo – Iconografia. Vai ser orientado por Alexandre Mate. Ele vem realizando há dez ano um trabalho primoroso de registro artístico do teatro paulistano. Portanto, a aprovação é mais do que merecida. Parabéns, Bob!

Audi bebê

Rodrigo Audi, que deu longa entrevista ao blog nesta semana, está procurando se lembrar das sensações que teve ao nascer. É que ele vai interpretar um bebê na peça Amor de Mãe, que estreia no Sesc Consolação, em São Paulo, em 10 de janeiro. A direção é do amigo da coluna Eric Lenate.

Marba: musa no Cacilda

Dance, dance, dance
O elenco de Máquina de Dar Certo pede para avisar que a peça está de sexta a domingo, no Teatro Cacilda Becker, na rua Tito, 198, na Lapa. O ingresso é baratinho: R$ 10. A peça tem a Musa do Teatro R7 Marba Goicochea. Ou seja, é uma produção internacional da Cia. Bruta de Arte, dirigida pelo Roberto Áudio.

Empanadas
Marbita, que dá uma receita de ceviche na peça, agora descobriu um lugar em São Paulo que vende deliciosas empanadas argentinas. Quem quiser é só falar com ela depois da peça. Essa menina é danada!

Só deu ela
A Musa do Teatro R7 e diva loira dos Satyros Cléo de Páris era a mais elegante no lançamento do livro #MDrama, na última terça (27), na praça Roosevelt.

Amendoim
Na noite de lançamento, a turma do teatro se fartou com os amendoins oferecidos ao público. Teve gente que reclamou que faltou cerveja. E, para piorar, bar dos Satyros estava fechado. O motivo? Dedetização.

Maitê e Giselle, globais no MixBrasil carioca- Foto: Cristina Froment

Linda de morrer
A beleza de Maitê Proença chamou a atenção de todos na leitura que fez no MixBrasil, no Rio, nesta quinta (29). Interpretou a protagonista lésbica da peça As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant. Ela contracenou com Giselle Batista. O diretor da leitura, Lucianno Maza, tratou Maitezinha como uma diva. Também, não é para menos, né?

Musos do Teatro R7
Já escolheu as novas beldades dos palcos? Ainda dá tempo de votar aqui!

Gente de teatro
Olha, na foto abaixo, que sorriso gostoso dá a Selma Morente. Dona do escritório de assessoria e produção teatral Morente Forte, em parceria com Célia Regina Forte, Selma é tranquila e do bem. Nas estreias, está sempre atenta a tudo o que acontece, para que seus convidados fiquem à vontade. Gentil, educada e simples, ela dedica sua vida profissional para que espetáculos teatrais sejam sempre um sucesso. É para ela que vai um beijão da coluna desta semana. Porque ela merece!

A produtora e assessora Selma Morente: querida por toda a turma que faz teatro no Brasil

 

Leia também:

Fique por dentro do que os atores fazem nos bastidores

Descubra agora tudo o que as belas misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *