Fernanda Montenegro beija atriz na boca em protesto contra deputado Marco Feliciano

Fernanda Montenegro beija Camila Amado na boca contra deputado Feliciano – Foto: Cristina Granato/Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

A atriz Fernanda Montenegro, nome mais respeitado dos palcos nacionais, aproveitou a entrega do Prêmio APTR (Associação dos Produtores de Teatro do Rio), que aconteceu nessa segunda-feira (25), no Rio, para protestar.

Durante o recebimento de homenagem na cerimônia, Fernanda, 83 anos, deu um beijo na boca da também atriz Camilla Amado, 71, responsável pela preparação de muitos atores para o cinema e a TV, em protesto contra o deputado Marco Feliciano (PSC) ocupar a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, em Brasília (leia mais sobre o caso). O deputado é conhecido por declarações racistas e homofóbicas. Nesta quarta (27), o deputado mandou prender um manifestante.

O evento aconteceu no Teatro Imperator, no Méier, zona norte do Rio. Fazem parte do júri do Prêmio APTR os mais importantes críticos de teatro cariocas. Veja quem ganhou:

Melhor Autor:
Carla Faour – Obsessão

Melhor Direção:

Bruce Gomlevsky – O Homem Travesseiro

Melhor Cenografia:
Breu – Aurora dos Campos, Maria Silvia Siqueira Campos e Miwa Yanagizawa

Melhor Figurino:
Valsa n. 6 – Teka Fichiski

Melhor Iluminação:
A Marca da Água, A Primeira Vista, Édipo Rei e O Outro Van Gogh – Maneco Quinderé

Ator em papel protagonista:
Gregório Duvivier – Uma Noite na Lua

Atriz em papel protagonista:
Vanessa Gerbeli – Quase Normal

Ator em papel coadjuvante:
Tonico Pereira – A Volta ao Lar e O Homem Travesseiro

Atriz em papel coadjuvante:
Simone Spoladore – Depois da Queda

Categoria Especial:
Marcela Altberg (casting de musicais)

Melhor Espetáculo:
O Homem Travesseiro

Melhor Música:
Era uma vez… Grimm – Tim Rescala

Melhor Produção
Sarau Agencia de Cultura – Gonzagão – A Lenda
Gávea Filmes – O Desaparecimento do Elefante

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

 

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. "Edna,2 disse:

    “Achei meio sem sentido o tipo de protesto da FERNANDA MONTENEGRO,não *carecia de tanto*,eu acho que *ela* exagerou na dose”.
    *O protesto é válido e corretíssimo*,esse Deputado Pastor é um *sem noção*.

  2. Ronaldo disse:

    Sou evangelico e vou morrer defendendo o direito de quem quer que seja fazer o que acha certo,apenas quero que respeitem o meu direito de discordar de tais atitudes fazendo ou nao criticas.

  3. Isabela Silva disse:

    Até que enfim uma atriz de grande destaque se manifestou em defesa da inteligência e contra o obscurantismo representado por Marco Feliciano. O tal pastor ataca os gays e negros da mesma forma como a Igreja Católica atacou no passado os protestantes. Se ele quer liberdade para viver sua religiao do jeito que acredita, precisa também respeitar quem é diferente dele. As leis religiosas que servem para ele nao servem para todos. Porque, o Brasil, até que se prove o contrário, é um país de Estado Laico e que respeita todas as religioes. Nao vejo pais de santo querendo fazer valer a forma de crenca deles para todos os outros brasileiros de outras religioes. Entao, o Marco Feliciano nao pode querer o mesmo. Parabéns para a Fernanda Montenegro! E que o Brasil recobre sua consciência e tire este homem do cargo que está ocupando atualmente de forma vergonhosa.

  4. Pedro Pareiros disse:

    Fernanda Montenegro é exemplo a todos. Que bom que ainda temos uma atriz à altura dela, que ainda luta por um Brasil mais inteligente e que respeita a diversidade. Os católicos e os espíritas também deveriam querer que o mundo passe a ser do jeito que acreditam, incluindo aí quem nao professa a mesma fé. O que será que o senhor Feliciano acharia disso? Ele é a prova do atraso. Há pouco mais de cem anos, muitos brasileiros também achavam algo absurdo um negro nao ser escravo. A sociedade muda e o país precisa ser maduro para acompanhar esta evolucao e nao dar espaco a mentes retrógradas e preconceituosas como a desse deputado que nem merece ser chamado de pastor. Porque se realmente fosse isso, deveria estar preocupado nao em atacar ou prender, mas em fazer o bem e nao julgar os outros, como Jesus fez — Jesus nao prendeu ninguém, muito pelo contrário, ele foi preso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *