Artistas se unem para conseguir ingressos grátis para as peças do Festival de Curitiba

Débora Santos pede ingresso para Renata Sorrah: a primeira jura que não reconheceu a segunda – Foto: Divulgação/Movimento dos Sem Ingresso

Por Miguel Arcanjo Prado*
Enviado especial do R7 ao Festival de Curitiba

Quem chega à porta do Memorial de Curitiba, sede do Festival de Curitiba, logo vê Debora Cristina dos Santos a postos pedindo se alguém tem algum ingresso sobrando da mostra oficial. Licenciada em teatro e produtora cultural, ela é ávida por alguma entrada dos 32 espetáculos selecionados pelos curadores do evento e cujos ingressos custam R$ 60.

Mas se engana que ela pensa em revendê-los. Muito pelo contrário. Como muitos atores e estudantes de teatro não tem tal quantia no bolso, Debora e sua turma do Movimento dos Sem Ingresso tentam descolar entradas para distribuir gratuitamente para a classe artística local por meio da página deles no Facebook.

Ela capitaneia a ação há dez anos e conta ao R7 que tem cerca de seis pessoas em sua equipe, todas trabalhando voluntariamente.

– As companhias nos doam muitas entradas. Nós conseguimos na semana passada 35 ingressos para o espetáculo coreano Pansori, mas não posso revelar quem nos deu.

Além de fazer mistério sobre a origem de algumas entradas que consegue, Débora conta, toda orgulhosa, que em 2012 conseguiu distribuir 2.000 ingressos. Neste ano, espera superar o número. Até o último fim de semana, já havia conseguido 400 entradas. Mas conta que o forte mesmo é esta semana derradeira do festival.

Além de angariar entradas, Debora prestigia espetáculos, sobretudo os do Fringe, a mostra paralela. Foi vista, por exemplo, dançando funk carioca com o elenco do espetáculo Wunderbar (leia a crítica), no palco do TUC (Teatro Universitário de Curitiba) na última sexta (29).

Ela está tão acostumada a pedir ingresso a todos que cruzam em sua frente que abordou até a atriz Renata Sorrah. Debora jura de pés juntos que não reconheceu a intérprete da vilã Nazaré da novela Senhora do Destino, que está em cartaz no evento com a peça Esta Criança (leia a crítica).

– Ela falou que, infelizmente, ninguém tinha dado ingresso para ela distribuir. Só depois que ela foi embora que eu percebi que era a Renata Sorrah [risos].

*O jornalista Miguel Arcanjo Prado viajou a convite do Festival de Curitiba.

Veja a cobertura completa do R7 do Festival de Curitiba

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *