Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Gerald Thomas enfia a mão debaixo do vestido de Nicole Bahls: ele quis aparecer e ela ficou triste com a situação constrangedora – Foto: Anderson Borde/AgNews

Por Miguel Arcanjo Prado

Gerald x Nicole
O diretor Gerald Thomas perdeu a noção ao colocar o pênis para fora da calça e enfiar a mão debaixo do vestido de Nicole Bahls, no lançamento do livro dele, Arranhando a Superfície, na última quarta (10), no Rio. Tudo bem que a moça é panicat, mas estava lá trabalhando como repórter, tadinha. Para quem não sabe, até diploma de jornalismo ela tem. Nicole disse que “ficou triste” com a situação. Coitada.

Gerald x Nicole 2
Fato é que a ousadia do polêmico diretor serviu tanto para divulgar o livro dele quanto a volta da moça ao programa Pânico.

Gerald x Nicole 3
Gerald Thomas estava tão assanhado que tentou abrir o zíper da calça de Daniel Zukerman e também quis  enfiar a mão no vestido usado por Wellington Muniz, o Ceará. O que ele anda tomando?

Ainda Gerald
Já que o assunto é Gerald Thomas, está proibido o lançamento e a venda de outro livro dele: Gerald Thomas – Cidadão do Mundo, que Edi Botelho escreveu para a Imprensa Oficial pela Coleção Aplauso. Os atores Luiz Damasceno e Marcos Azevedo e o cenógrafo Domingos Varela ficaram revoltados com o que Gerald disse sobre eles na obra. No livro, Thomas chega a dizer que um deles é gay e espanca travestis. Sobre a proibição, Gerald Thomas chamou os três artistas de “coitadinhos”. Esse Gerald é fogo…

[r7_poll id=6858]

Agenda Cultural
[r7video http://noticias.r7.com/videos/8-mostra-latino-americana-de-teatro-de-grupo-agita-sao-paulo/idmedia/5168435e92bb8031923625a0.html]

Ordem de chegada
A Cia. do Feijão avisa que os ingressos para seu novo espetáculo, Armadilhas Brasileiras, serão distribuídos sempre uma hora tes de cada sessão, de graça, na rua Teodoro Baim, 68, na República, em São Paulo. Não há possibilidade de fazer reserva. A estreia será no dia 19 e ficam em cartaz até 17 de junho, sempre sextas e sábados, às 21h, domingos e segundas, às 20h. A peça mostra um grupo de teatro que encena uma peça nos anos 20.

Cena da peça Armadilhas Brasileiras, da Cia. do Feijão: estreia dia 19 – Foto: José Romero

Curso do Espantalho
O ator brasiliense André Torquato, estrela do musical O Mágico de Oz, dará um workshop na manhã deste sábado (13) na primeira escola especializada na formação de Teatro Musical da América Latina, a  4 ACT Performing Arts, sediada em São Paulo.

Como um animal
O monólogo A Obscena Senhora D volta as palcos de São Paulo nesta sexta (12), às 21h, no Teatro Eva Herz. A direção é de Rosi Campos e Donizetti Mazonas para o texto de Hilda Hilst. Em cena, a atriz Suzan Damasceno, que fez a adaptação do texto com Germano Melo. O enredo conta a história de uma viúva sexagenária que, após a morte de seu marido, desiste da vida civilizada e vai viver em um vão de escada como um animal.

Data marcada
O jornalista e crítico teatral Jefferson Del Rios, amigo da coluna, lança às 19h do dia 23 de abril, terça-feira, seu livro O Teatro de Victor Garcia – A Vida Sempre em Jogo, das Edições Sesc, na livraria Martins Fontes (av. Paulista, 509). Na obra, Del Rios mergulha na vida do grande diretor argentino. O autor convida todos a irem lá autografar seus exemplares.

Livro de Jefferson Del Rios é resultado de ampla pesquisa sobre Victor Garcia – Divulgação

Agenda cheia
O ator André Mattos, da novela Balacobaco (Record), já tem planos teatrais após o fim do folhetim. Ele planeja encenar a comédia Depois do Final Feliz, na qual atua com a mulher, Roberta Repetto. O moço também dará as caras no Cine Pernambuco 2013, já que tem dois filmes no festival: Giovani Improta, dirigido por José Wilker, e Vendo ou Alugo, de Betse de Paula. Ainda neste ano, ele poderá ser visto no filme Dia dos Namorados, de Roberto Santucci. No longa, ele contracena com a ex-mulher, Heloisa Périssé.

André Mattos, no longa Giovanni Improta: ele tem planos familiares no teatro com a mulher – Divulgação


Bob Sousa: retratos derradeiros para livro

Reta final
Bob Sousa, nosso renomado fotógrafo, está na reta final de seu livro Retratos do Teatro. Está fazendo as últimas fotos. É o livro mais aguardado do ano pela turma do teatro.

Coração de Estudante
Quando não está fotografando uma peça por aí, Bob Sousa pode ser visto nos corredores do Instituto de Artes da Unesp, na Barra Funda, em São Paulo. É que faz mestrado por lá. Cara inteligente.

Mãe Natureza
O espetáculo Ycatu- Água Boa, da Cia. Paideia de Teatro será apresentado na sede da trupe (rua Darwin, 153, Alto da Boa Vista São Paulo) neste final de semana: sábado e domingo, 13 e 14 de abril, às 17 horas. E também na quarta e quinta, 17 e 18 de abril, às 10h30. A temporada vai até 21 de abril com preços populares (inteira: R$ 20 e meia:R$ 10). O espetáculo fala da importância da preservação da água. Coisa bonita.

Aviso
Os meninos da Cia. Teatro Líquido pedem para avisar que o espetáculo 9 Mentiras sobre a Verdade, com a atriz Vanise Carneiro, fica em cartaz no Teatro Commune (r. Consolação, 1218), em São Paulo, até 19 de abril. Toda quinta e sexta, 21h. O ingresso é R$ 30 a inteira e R$ 15 a meia-entrada.

Filho meu
Amor de Mãe cumpre temporada no Espaço dos Parlapatões, na praça Roosevelt, em São Paulo, até 9 de maio, toda quinta, 21h, com ingresso a R$ 30. Em cena, a diva do teatro paulistano Lulu Pavarin e o ator Rodrigo Audi. Eric Lenate assina a direção.

Filho de Antunes
O Núcleo de Artes Cênicas do Centro da Cultura Judaica será inaugurado nesta segunda-feira (15), em São Paulo. A coordenação artística e pedagógica é de Lee Taylor, ator que fez fama no CPT de Antunes Filho e agora dá seus passos sem o mestre.

Na ponte aérea
Depois de fazer maratona com duas sessões de cinco horas cada uma no Festival de Curitiba no último fim de semana, a peça Ficção, da Cia. Hiato, faz maratona em São Paulo e no Rio. Em SP, fazem a partir desta sexta (12) no CIT-Ecum (r. da Consolação, 1623). Ficam por lá até 12 de maio, de sexta a domingo, sempre às 20h. Serão apresentados dois monólogos de uma hora por dia. No Rio, a peça é apresentada na Caixa Cultural, de quinta a domingo, às 19h. O ingresso é preço pular: R$ 15. O espetáculo chamou a atenção do público porque os atores contam fatos reais de suas vidas.

Cena da peça Ficção, da Cia. Hiato, durante o último Festival de Curitiba – Foto: Ernesto Vasconcelos/Clix

 

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. cristina disse:

    fiquei muito triste pela nicole.. esse cara e doente merecia ser punido de alguma forma.

  2. Felipe disse:

    Miguel, primeiramente, muitíssimo obrigado por trazer especificamente essa nota acerca do tratamento que recebeu Nicole Bahls. Creio que este será meu mais longo comentário, porém sinto necessidade de fazê-lo. Achei repugnante e verdadeiramente vil a forma como Gerald Thomas tratou a moça. É realmente muito fácil agir dessa forma com alguém que não goza de muito poder midiático e com um sotaque interiorano. Lamento profundamente não apenas pela celebridade Nicole Bahls, mas principalmente pela PESSOA NICOLE BAHLS. Queria ver se ele faria o mesmo com uma atriz global como Carolina Dieckmann, como Giovanna Antonelli, como uma Camila Pitanga. O que mais me dói foi ver como ele pôde desrespeitar tão profundamente uma pessoa que foi ali na maior humildade fazer seu trabalho. Como você mesmo diz, de fato Nicole tem o diploma do curso de Jornalismo. E, novamente ensinando às pessoas o que é humildade, evitava alardear o fato porque tinha medo de não projetar uma imagem que estivesse à altura do curso. Isto, sim, É humildade. Aliás, no seu jeito caipira, o que Nicole externou foi um profundo respeito pelo curso e pela profissão. Ao contrário de adotar uma postura arrogante pelo fato de ser jornalista formada, ela optou pelo silêncio. Ninguém, realmente ninguém tem o direito de desqualificar o outro. Ninguém, realmente ninguém tem o direito de usar o outro como se fosse um objeto. O ato desse senhor me causou uma profunda tristeza, não só pela Nicole, mas por todas as mulheres, pois eu o considero atentório à dignidade de TODAS AS MULHERES. Justamente num tempo em que temos finalmente o país governado por uma mulher, ocorre esse lamentável episódio, onde uma mulher é coisificada. O fato de Nicole ter uma imagem projetada como sensual não a desqualifica enquanto pessoa. Ao contrário do Gerald Thomas, exatamente por Nicole ter a imagem que tem e por perceber que ela luta com dificuldade tentando galgar maior respeitabilidade, é que eu procuraria tratá-la com um olhar de generosidade, respeito e, principalmente, cuidado com o outro. Em Nicole eu procuraria enxergar uma moça caipira que chegou na “cidade grande” com a cabeça cheia de sonhos – como todos nós – e que está se esforçando para obter a chance de exercer seu trabalho com dignidade. Realmente ninguém merece receber esse tratamento, pois nenhum ser humano merece ser desqualificado enquanto pessoa a esse ponto por um gesto alheio.

  3. MONIA DE PATOS DE MINAS/ MG disse:

    Miguel achei que foi uma enorme falta de educação da parte desse senhor. Não é porque a pessoa trabalha num programa que só tem besteira, que os reporteres são obrigados a suportar brincadeiras de mau gosto! Se estivesse no lugar da Nicole, teria quebrado o nariz dele com um murro! Concordo com a Nana, pra mim foi uma tentativa de estupro! Só porque é rico, escritor (nunca ouvi falar), ele se acha no direito de desrespeitar as pessoas?!?! Isso cabe processo!!!

  4. Elizeth disse:

    Ela quiz se aparecer,é normal.Parabéns Nicole

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *