Beto Bellini leva Tchekhov à praça Roosevelt

Peça “e teatro dentro do teatro” segundo o diretor Beto Bellini – Foto: Demian Golovaty

Por Miguel Arcanjo Prado

Após realizar a montagem Slavianski Bazaar no ano passado, na qual comparava a efervescência cultural da praça Roosevelt, em São Paulo, ao lendário bar russo onde se reunia os membros do Teatro de Arte de Moscou, o diretor Beto Bellini resolveu investir em um clássico teatral, mas a seu modo.

Adaptou livremente A Gaivota, de Tchekhov, no que resultou o espetáculo A Gaivota no Infinito do Espelho, que pode ser visto no Espaço dos Satyros 1, em São Paulo, sempre às quartas e quintas, às 21h, até 6 de junho.

Como também integra o elenco, convidou Marcelo Galdino para dirigir a peça com um “grupo heterogêneo” composto por 13 atores.

Bellini define obra como “teatro dentro do teatro”, já que, em seu espetáculo, os personagens estão às voltas com uma montagem de A Gaivota. Mas tudo não passa de lembranças de um homem que resolve refletir sobre sua vida em um cemitério.

O diretor, que já produziu uma montagem de A Gaivota no Rio, em 1996, com direção de Jorge Takla, diz que “os textos de Tchekhov são de abrangência universal” e que, ao refazer clássicos quer “agregar pessoas, para o exercício do pensamento”.

O elenco da produção do Faz Centro de Criação é composto por Gisa Guttervil, Beto Bellini, Flávio Quental, Deborah Graça, Joana Pegorari, Danilo Amaral, Amanda Pereira,Gustavo Merighi, Letícia Trebbi, Rebeca Zadra, Paloma Souza, Arthur Alavarse e Luci Savassa.

A peça tem cenografia do próprio diretor, iluminação de Pâmola Cidrack, figurinos de Daíse Neves e trilha sonora de Henrique Mello.

A Gaivota no Infinito do Espelho
Quando:
Quarta e quinta, às 21h. 80 min. Até 6/6/2013
Onde: Espaço dos Satyros Um (praça Roosevelt, 214, Centro, São Paulo, tel. 0/xx/11 3255-0994)
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada); moradores da praça Roosevelt, com comprovante de endereço, pagam R$ 5
Classificação etária: 14 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Felipe disse:

    Metalinguagem em uma peça altamente intelectual. Entretenimento com reflexão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *