Giuseppe Oristanio e Cissa Guimarães vivem casal em crise em Doidas e Santas, que chega a SP

 

Giuseppe Oristanio está em cartaz no Teatro das Artes, em SP – Foto: Eduardo Enomoto

Por Miguel Arcanjo Prado
Fotos de Eduardo Enomoto

Uma das estrelas do time de atores da Record, Giuseppe Oristanio (leia o blog do ator no R7) traz o sucesso da dobradinha no teatro com Cissa Guimarães para São Paulo. Os dois fazem o atormentado casal da peça Doidas e Santas, que estreia nesta sexta (5), no Teatro das Artes. Além do casal protagonista, o elenco da peça escrita por Martha Medeiros ainda tem a atriz Josie Antelo, interpretando três personagens. Ernesto Piccolo assina a direção.

A comédia fez um sucesso danado no Rio desde a estreia, há três anos. Já foi vista por mais de 130 mil pessoas. A trupe também espera lotar o teatro paulistano, como conta Oristanio.

— A gente procura fazer com a mais absoluta verdade. O que significa dormir e acordar com a mesma pessoa por décadas?

Ao que Cissa emenda:

— E o pior: não saber o que se passa na cabeça dele ou dela? [risos]

A peça conta a história de Beatriz (Cissa Guimarães), uma moderna psicanalista casada há décadas com Orlando (Giuseppe Oristanio), com quem tem a filha adolescente Marina (Josie Antello). Um dia, ela percebe que seu casamento já foi por água abaixo. E resolve se aventurar.

Cissa Guimarães fica feliz em ver casais gays na plateia: “Feliciano deveria se tratar no SUS” – Foto: Eduardo Enomoto

O projeto começou em um pequeno teatro carioca, no Leblon, para 200 espectadores apenas. Logo, ficou pequeno. Josie Antello conta que o público, que “começou majoritariamente da terceira idade”, logo foi se diversificando. A peça agora atinge a todos. E Cissa lembra que há muitos casais gays na plateia.

— Somos a favor de todas as formas de amor. Queremos que todos sejam felizes. Somos contra qualquer preconceito. Essa história de “cura gay” levantada pelo deputado que preside a Comissão de Direitos Humanos da Câmara é um absurdo! Minha opinião é que esse Feliciano deveria se tratar no SUS! Foi uma proposta absurda e retrógrada.

Como bom carioca, o diretor, Ernesto Piccolo, diz que prefere fazer piada do assunto.

— É tão ridículo que só tirando graça. Só sacaneando.

Artista consciente, Oristanio aproveita para comentar a atual onda de insatisfação que ronda o Brasil.

— O impulso dessa gente nas ruas é ótimo. O povo está cansado do Congresso Nacional, que é absolutamente voltado para o próprio umbigo. Cansamos de aceitar calados essa pouca-vergonha na política brasileira.

Política à parte, o grupo conta que tem lotou o teatro até em dias de manifestações e jogos da Copa das Confederações. Um timaço.

Equipe da peça Doidas e Santas, que chega a São Paulo após sucesso carioca – Foto: Eduardo Enomoto

Doidas e Santas
Quando: Sexta e sábado, 21h30; domingo, 18h30. 95 min. Até 29/9/2013
Onde: Teatro das Artes (Shopping Eldorado – av. Rebouças, 3.970, São Paulo, CPTM Hebraica-Rebouças, tel. 0/xx/11 3885-5056)
Quanto: R$ 40 (sex.) R$ 80 (sáb.) e R$ 70 (dom.)
Classificação etária: 12 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Felipe disse:

    Curto bastante o Oristanio e o Piccolo. Já andei visitando o blog do Oristanio, sem a frequência que tenho aqui, e achei que o blog reflete bem o dono: leve, agradável e despretensioso.

    • Miguel Arcanjo Prado disse:

      Ele é gente boa, Felipe. No dia da entrevista, me confessou que também sempre lê o nosso Atores & Bastidores. Ele já até comentou uma vez. Mas você é imbatível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *