O Retrato do Bob: O talento e a sorte de Maria de Medeiros, uma artista do mundo

Foto de Bob Sousa
Por Miguel Arcanjo Prado


Artista do mundo, a atriz portuguesa Maria de Medeiros não deve acreditar na conversa de que o número 13 seria de azar. Afinal, 2013 anda sendo um ano e tanto para ela. A artista acaba de levar o Kikito de melhor filme estrangeiro para o seu documentário Repare Bem, no Festival de Gramado. O longa sobre a agruras provocadas pela ditadura militar brasileira em uma família ainda abocanhou o Prêmio Dom Quixote e o Prêmio do Júri da Crítica de Gramado, também como melhor longa estrangeiro. Após a glória no Sul, Maria recebe os amigos paulistanos nesta segunda (19), às 21h, no Espaço Itaú de Cinema da rua Augusta, onde lança seu filme em São Paulo. Além disso, segue firme em cartaz no Tuca com a peça Aos Nossos Filhos, que lhe rendeu indicação a melhor atriz pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes). Não bastasse tudo isso, a musa de Bruce Willis no filme Pulp Fiction, de Quentin Tarantino, ainda encontrou tempo em sua movimentada agenda global para receber com exclusividade Bob Sousa em seu camarim. Doce, a estrela cosmopolita presenteou nosso fotógrafo com Pássaros Eternos, seu terceiro disco – porque ela, além de falar seis idiomas, também canta. E ainda confessou para a gente o porquê desse corpo e jeito de menina para todo o sempre: segue apaixonada. Sem dúvida, é uma mulher de muito talento e sorte.

Leia mais sobre Maria de Medeiros

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Felipe disse:

    A foto está incrível. Bob arrasando!

  1. agosto 23, 2013

    […] hoje Maria de Medeiros, queridíssima da coluna, pede para avisar que seu documentário Repare Bem estreia nesta sexta […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *