O Retrato do Bob: o menino Ângelo Paes Leme

Foto de Bob Sousa
Por Miguel Arcanjo Prado

Apesar dos cabelos já grisalhos e dos 40 anos que completará em 10 de novembro deste ano, o ator Ângelo Paes Leme conserva um jeito de menino. Protagonista da minissérie da Record José do Egito, ele também dá expediente ao lado do grande Francisco Cuoco, no espetáculo Uma Vida no Teatro, no Teatro Vivo, em São Paulo. Foi lá, no palco, que ele posou para o nosso Bob Sousa. Ângelo começou na música, profissão do pai. Mas, acabou, por acaso, em uma peça do Teatro Tablado, no Rio. Em 1995, ficou conhecido de todo o Brasil, na pele de Caio, o turbulento namorado de Joyce, personagem de Carla Marins na novela História de Amor, de Manoel Carlos. Desde então, se aventura em cinema, teatro, séries e novelas, na Globo e na Record. É pai do pequeno Caetano, fruto de seu casamento com a também atriz Anna Sophia Folch. Nem parece, mas o menino já é homem feito.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

7 Resultados

  1. Felipe disse:

    É verdade! Como esquecer a atuação incrível de Ângelo como Caio? Também gosto quando ele faz uns papeis atrapalhados. Ele tem um charme e “timing” para tanto. Esses personagens psicologicamente complexos são perfeitos para ele, como escorpiano que é. E, salvo se o personagem exige o contrário, do que já vi dele, ele imprime um charme “nonsense” aos personagens dele que é uma marca do trabalho dele, assim como o humor irônico é uma marca do José Wilker e um certo tom de frivolidade é uma marca em vários trabalhos da Marília Pêra.

  2. Felipe disse:

    Espero que o Ângelo leia esse meu comentário, pois não me recordo de ter visto outros críticos fazendo essa crítica, especificamente, sobre a marca “nonsense” dele. Sobre ele interpretar bem papeis atrapalhados, já lembro de ter lido algo sobre, mas acredito que, até então, ninguém falou sobre esse aspecto “nonsense” do trabalho dele.

  3. elizabeth disse:

    Ele está interpretando muito bem o papel de José. Parabéns!! Sou sua fã de carteirinha!!

  4. hadassa disse:

    Xiiiii momento confissão eu detestava o Ângelo Paes Leme, não suportava vê a sua imagem em nenhum lugar porque?
    Na época, eu tinha de 10 anos de idade, era uma criança confundi as coisas não entendia sobre esse mundo das artes cênicas de saber diferenciar o ator e o personagem que eles fazem.
    Eu tomei uma antipatia e ojeriza dele por causa do insuportável Caio que ele fez na novela “história de amor” que eu acompanhei.
    O destino pregou uma peça em mim miguel a mãe dele foi minha professora de matemática na escola pública sou aqui do RJ ela um doce de pessoa é ótima mestre pelo menos eu passei na matéria né? kkkkk.
    Eu perdi essa bronca que eu tinha dele por causa da sua mãe e comecei a vê os trabalhos dele nas novelas com boa vontade e vê que excelente ator mesmo.
    Amei a novela que fez aí na record “Vidas opostas”, o seu personagem jérfeson mesmo sendo um traficante do lado do mal ele era um cara de bons sentimentos e apaixonado pela mocinha joana( atriz maytê piragibe) aliás não é toa repetem na minissérie José a parceria eles tem uma química juntos atuando que incrível.

  5. Parabéns pelo o lindo trabalho que você faz em JOSÉ DO EGITO. Sou sua FÃ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *