Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Maria Carolina Dressler estreia Monga no próximo dia 6 de novembro no Sesc Santo André – Foto: Andreia Iseki

Por Miguel Arcanjo Prado

Trancafiada
A atriz Maria Carolina Dressler está nos preparativos finais para a estreia de seu espetáculo solo Monga, marcada para 21h da próxima quarta (6), no Sesc Santo André, na Grande São Paulo. Com direção de Juliana Sanches, do Grupo XIX, e supervisão do italiano Pietro Floridia, a montagem conta a história da clássica personagem da mulher que se transforma em macaco. Promete!

Agenda Cultural da Record News
Toda sexta, meio-dia, ao vivo, nos canais 179 (Sky) e 93 (Net) – saiba como sintonizar! Entre os destaques, está a peça Entre Ruínas Quase Nada, do Teatro do Abandono (leia a crítica).

Troca-troca
A Cia. Paradoxo do Caos marcou para o dia 5 de novembro, no Espaço dos Parlapatões, em São Paulo, a estreia de sua versão para A Serpente, última peça de Nelson Rodrigues. Na obra, duas irmãs trocam de marido. Safadas.

Nervosinho
Um diretor incipiente com o rei na barriga agrediu fisicamente um dramaturgo porque não chegavam a um denominador comum. Que feio!

Aceito
O diretor Marco Antônio Braz convidou Celso Frateschi para integrar o elenco da peça Bola de Ouro. A estreia do texto do francês Jean-Pierre Sarrazac é no dia 14 de novembro, no Sesc Santo Amaro. Walter Breda, Marlene Fortuna, Luis Serra e Carolina Gonzalez completam o elenco. No palco, um confronto de gerações. Dá pano pra manga…

Herbert Silva: ator está no filme (Dí)vida, que participou do Festival de Cinema de Bogotá, entre outros – Foto: Divulgação

Cinema & teatro
Olha aí, acima, o ator Herbert Silva, no filme (Dí)vida, com direção de Cleber Almeida, que está rodando festivais mundo afora e acaba de passar na Colômbia. Além disso, o moço também está em cartaz na peça Depois da Vida, no Club Noir, em São Paulo, toda quinta e sexta, às 21h, até 15 de novembro. Estão todos convidados.

Apaixonados
Um namoro inusitado anda dando o que falar na praça Roosevelt, reduto do teatro paulistano. O amor é lindo…

Estreia
Baseado na obra do moçambicano Mia Couto, o espetáculo Sem Palavras, da Penélope Cia. de Teatro, estreia nesta sexta (1º), na Casa das Rosas, em São Paulo. Haverá sessões também nos dias 8 e 29 de novembro, sempre às 20h. A peça também será apresentada no Aúthos Pagano, na rua Tomé de Souza, 997, no Alto da Lapa, nos dias 9 e 23 de novembro, às 17h. Todas as sessões são gratuitas. Não dá para reclamar, né?

Obra do moçambicano Mia Couto inspirou o espetáculo paulistano Sem Palavras – Foto: Divulgação

Teatro da diversidade
O 21º Festival Mix Brasil terá uma programação teatral intensa. O evento começa na próxima quinta (7) e vai até 17 de novembro de 2013. As peças serão encenadas no Centro Cultural São Paulo, com ingresso a apenas R$ 1. Na programação, está Lou&Leo, de Leo Moreira Sá com direção de Nelson Baskerville. Regina Braga também confirmou presença com Um Porto para Elizabeth Bishop. Veja a programação completa!

Aviso do Zé
Zé Celso Martinez Corrêa, nosso grande diretor, pede para avisar que neste dia 1º, “Dia de Todos os Santos & Santas, Demônios & Demônias, Vegetais & Minerais & Mamíferos & AryHélicos” terá sessão especial da peça Cacilda!!! Glória no TBC – Capítulo 1, às 19h, em seu Teatro Oficina, em São Paulo. “No segundo ato da peça, receberemos o cortejo da assembleia do Parque Augusta: RE Existência versus Especulação Imobiliária”, conta o diretor.

Centenário
O espetáculo Prazer, da mineira Luna Lunera, faz sua centésima apresentação nesta sexta (1º), no Centro Cultural Banco do Brasil de Belo Horizonte. Parabéns.

Fause Haten cumprimenta Thiago Amoral (à dir.) após performance na SPFW – Foto: Ligia Jardim

Na moda
O ator Thiago Amoral causou no desfile de Fause Haten nesta São Paulo Fashion Week. O artista fez a perfomance Cosmic Dance em plena avenida Paulista. Depois, Amoral e Haten comemoraram juntos o êxito com um abraço. Olha aí, acima.

Viva Marx!
Após temporada carioca, a Cia do Latão estreia O Patrão Cordial no Sesc Belenzinho no próximo dia 8 de novembro. Teatro guerrilheiro.

Ai, que chique!
O grupo mineiro Quatroloscinco está feliz da vida. Agora em novembro, participa da Bienal de Teatro da USP com Outro Lado, e do Festival Internacional de Teatro Unipersonal de Montevidéu, no Uruguai, com Get Out!, cujo texto será lançado em livro. E ainda restará espaço na agenda para uma viagem rápida ao Ceará, onde apresenta É Só Uma Formalidade na Mostra Nacional Sesc Cariri de Culturas. Danados!

Reta final
Olha, aí, abaixo, os atores (a partir da esquerda) Rodrigo Sampaio, Alexandre Ganico (no fundo), Lukas Torres e Nayara Meneghelli, em um dos ensaios finais da peça Agruras – Ensaio sobre Desamparo. A obra estreia no próximo dia 9 de novembro no Teatro Heleny Guariba, na praça Roosevelt, em São Paulo, onde fica em cartaz até 1º de dezembro. Todo sábado, 20h, e domingo, 19h. O ingresso vai custar R$ 20 a inteira e R$ 10 a meia-entrada. Rudnei Borges assina dramaturgia e direção. Merda pra eles!

Agruras – Ensaio sobre Desamparo estreia no dia 9 de novembro em São Paulo – Foto: Christiane Forcinito

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Felipe disse:

    1. Torcendo muito por MONGA!
    2. Agredir fisicamente? Isso é caso de polícia! Por mais estresse que haja entre as partes, deve-ser ter o mínimo de compostura. Não sei se a outra pessoa atiçou quem agrediu (pois não sei quem são os envolvidos), porém, de qualquer forma, agressão física é golpe baixo.
    3. O povo do Alto da Lapa tem de ir prestigiar a peça. Se é grátis, deveriam ir em peso para lá.
    4. Miguelito, o que vem a ser AryHélicos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *