Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Aline Negra Silva: direção da peça Otto, de Marco Klepper, na Satyrianas – Foto: Eduardo Enomoto

Por Miguel Arcanjo Prado

Gata na praça
Aline Negra Silva está na correria dos ensaios da leitura dramática que vai dirigir nesta Satyrianas, festival que começa nesta quinta (14), com 78 horas de arte na praça Roosevelt, reduto do teatro alternativo paulistano. Está sob seu comando a peça Otto, escrita pelo dramaturgo Marco Klepper. O enredo mostra um inusitado encontro de dois homens. No elenco, estão dois atores tão queridos da coluna quanto a diretora: Ed Moraes e Juan Manuel Tellategui. A apresentação será no sábado (16), às 22h, na SP Escola de Teatro (pça. Roosevelt, 210). Quem não for vai perder. Veja a programação completa das Satyrianas!

Agenda Cultural da Record News (toda sexta, meio-dia)

Camila Pitanga: humilde – Divulgação

Gata no ABC
Chama a atenção de todo mundo no Sesc Santo André a simpatia e simplicidade da atriz Camila Pitanga. Ela faz a peça O Duelo, com a mundana companhia, por lá, até este domingo (10). Camila já havia demonstrado a todo mundo sua humildade durante os ensaios, realizados na Casa Livre, quando pegava o metrô, descia na estação Marechal Deodoro, e andava pela região do Minhocão como qualquer pobre mortal. É assim que se faz, garota!

Volta pro CCSP
O Duelo só volta ao Centro Cultural São Paulo na quinta, 21 de novembro. Falando nisso, esta sessão terá ingressos a R$ 3. Vai ser um fuzuê só. A peça vai até 15 de dezembro, com ingresso a R$ 30 nos outros dias.

Enrique Diaz trará Daniel MacIvor ao Sesc Pompeia para fazer workshop com atores – Foto: Nathalie Melot

Monstruosidade 1
Enrique Diaz, nosso grande diretor aí acima e aí embaixo, em fotos exclusivas que mandou para a coluna, tem uma relação intensa com o dramaturgo Daniel MacIvor. Do canadense, dirigiu os sucessos In on It e À Primeira Vista. Agora, embarca em um texto dele em seu primeiro monólogo da carreira, Cine_Monstro. Diaz fará 13 personagens. “Ele escreveu a peça para ser feita por um ator só, no caso, ele mesmo, quando a peça estreou nos anos 1990. É interessante conhecer o texto e saber que o público vai traçando relações entre as diferentes personagens e histórias, até perceber que o quadro geral revela uma série de coisas que não estavam previstas”, revela Diaz. A estreia paulistana está marcada para 22 de novembro, no Sesc Pompeia.

Mostruosidade 2
E o próprio MacIvor virá ao Brasil para prestigiar o já amigo. No dia 12 de dezembro, o autor participará de um bate-papo com o público e ainda vai prestigiar a leitura de sua próxima peça, The Best Brother. Além disso, haverá um workshop para atores e estudantes de teatro no dia 14 de dezembro, sábado, das 14h às 18h. As inscrições serão abertas em 7 de dezembro. A temporada vai de 22 de novembro a 15 de dezembro, com entrada a R$ 40 a inteira, R$ 20 a meia-entrada e R$ 8 para comerciários e dependentes. Sexta e sábado, 21h; domingo, 18h. Vai, gente!

O ator e diretor Enrique Diaz, em pose exclusiva para a coluna no palco de Cine_Monstro – Foto: Nathalie Melot

Dose dupla 1
Nossa atriz Cléo De Páris, mais apaixonada do que nunca, faz jornada dupla na praça Roosevelt a partir desta sexta (8). Estará em Édipo na Praça e em Nosferatu, ambas em cartaz no Espaço dos Satyros Um. Leia a entrevista na qual ela conta tudo, inclusive o nome do namorado.

Monguinha: atriz de Monga deu mimo aos colegas – Foto: Reprodução

Dose dupla 2
Outra que está em jornada dupla é a atriz Maria Carolina Dressler. Aos fins de semana, ela está em cartaz em Estrada do Sul, do Grupo XIX, na Vila Maria Zélia. Já às quartas, assume o monólogo Monga no Sesc Santo André.

Mimo
Falando em Monga, Maria Carolina Dressler preparou um mimo para toda a equipe da obra. No dia da estreia, na última quarta (6), ela distribuiu uma fofinha macaquinha de chocolate, feita por Ligia Barros, para todo mundo. Na obra, ela vive a mulher que se transforma em gorila. A peça já está na boca do povo.

De volta ao assunto
Falando em Satyrianas outra vez, os atores Robson Catalunha e Gustavo Ferreira, que trabalham que nem loucos para botar o festival de pé, mandam avisar que ninguém os procure, por favor, depois da próxima terça (12). É que estarão mergulhados até a alma no evento. Só um adendo: eles só abrem brecha na agenda para propostas de coisas que lhe deem o mais absoluto prazer. Combinado?

Guti-guti
Os trofeus da eleição do Grande Prêmio ‘Os Mais Mais’ da Semana da Criança – 1ª Edição, feita aqui no blog, serão entregues no Satyros III, no domingo (17), às 23h15. Veja quem ganhou.

Bate-papo
A coluna também estará representada nas Satyrianas. Este vosso escriba e o grande fotógrafo Bob Sousa farão bate-papo com o público na sexta (15), às 18h, no Espaço dos Satyros Um. Esperamos encontrar você por lá!

Bob Sousa e Miguel Arcanjo Prado: bate-papo na Satyrianas dia 15, às 18h, no Satyros Um – Foto: Daniela Sousa

Na prensa
Falando em Bob Sousa, seu livro, Retratos do Teatro, já está na gráfica. O lançamento, no fim deste mês, será no palco de um dos mais tradicionais teatros de São Paulo. Quem viver verá.

Para todos
Bob Sousa, nosso fotógrafo socialista, lutou para que seu livro fosse de livre acesso. Uma versão digital estará disponível na internet para quem quiser ver.

Data
A estreia da peça Bola de Ouro está marcada para a próxima quinta (14), no Sesc Santo Amaro. O texto é o primeiro do dramaturgo francês Jean-Pierre Serrazac.

Hora de dar tchau!
Vindo de Brasília, o espetáculo Eros Impuro encerra temporada em São Paulo neste fim de semana no Teatro Pequeno Ato, ali pertinho do Arena. A obra (leia a crítica) mistura artes plásticas com artes cênicas, para contar a vida de um homem atormentado por um abuso no passado. Se quiser conferir, é bom correr.

Sergio Maggio e Jones de Abreu: despedida de São Paulo com Eros Impuro – Foto: Eduardo Enomoto

Samir em Santana
Samir Yazbek, dramaturgo querido da coluna, tem retrospectiva de sua obra no Sesc Santana. O projeto Imersão Samir Yazbek vai até 15 de dezembro. A peça Frank faz temporada sábado, 21h, e domingo, 18h. Ainda há outros trabalhos da Companhia Teatral Arnesto nos Convidou, fundada por Yazbek com Helio Cicero, com sessões sempre às sextas: As Folhas do Cedro (8 a 15 de novembro), Fogo Fátuo (22 de novembro) e O Fingidor (29 de novembro e 6 e 13 de dezembro). Só coisa boa.

Taís em Sampa
Taís Araújo estreia neste sábado (9) a peça Caixa de Areia, em São Paulo, no CIT-Ecum. O texto é de Jô Bilac e tem direção do autor e de Sandro Pamponet. No elenco, estão ainda Luiz Henrique Nogueira, Jaderson Fialho, Cris Larin e Julia Marini. Fica em cartaz até 15 de dezembro, com entrada a R$ 40 a inteira. Toda sexta e sábado, 21h, e domingo, 20h. Estão todos convidados. Lázaro Ramos irá.

Taís Araújo no CIT-Ecum: temporada de Caixa de Areia estreia neste sábado (9) em SP – Foto: Paula Kossatz

Então, é Natal…
Em um bar do centro paulistano tudo pode acontecer na noite de Natal. Este é o enredo da peça O Natal Mais Feliz da Minha Vida está em cartaz no N.Ex.T., na rua Rego de Freitas, 454, na República, em São Paulo, até 14 de dezembro. Tem sessão toda quinta, 21h30; sexta, 22h30; e sábado, 21h30. O texto e a direção são de Antonio Rocco. No elenco, estão Antonio Destro, Jacqueline Obrigon, Javert Monteiro, Celso Melez, Débora Ester, Gigante Cesar, Mário Matias, Sérgio Melo e Ralph Maizza. A entrada é R$ 40 a inteira e R$ 20 a meia. Simone adoraria.

Retorno
O musical Godspell volta ao Teatro Commune, em São Paulo, nesta sexta (8). Fica por lá até 1º de dezembro de 2013. Sexta e sábado, 21h; domingo, 20h. Leia a crítica.

Coleguinha no palco 1
O coleguinha Leão Lobo, que também é ator além de jornalista, volta aos palcos neste sábado (9), na peça O Mambembe, no Teatro Commune (r. da Consolação, 1218), em São Paulo. O texto de Arthur de Azevedo ganha direção de Jair Aguiar com a Cia. das Artes. A obra conta a saga de uma divertida trupe de artistas pelos cafundós do Brasil. “A última vez que atuei foi em 2005, O que Aconteceu com Shirley Taylor, com direção da Fafy Siqueira, e agora estou voltando. No meio disso, tenho feito coisas na TV paga, relacionadas a humor, com o Rafael Queiroga, e o quadro às quintas no Programa do Ratinho“, conta Leão à coluna.

Coleguinha no palco 2
Leão Lobo conta como surgiu o convite: “Eu dei uma oficina na escola dos meninos da Cia. das Artes e eles me chamam há um bom tempo. Fiquei muito feliz em agora poder aceitar convite. Até cancelei uma viagem aos EUA para fazer a peça”, revela. Sobre sua personagem, diz que ela é serelepe: “Eu faço a Dona Rita, é a madrinha da mocinha da história. Mas na verdade, ela é uma amante da representação. Porque como O Mambembe fala de atores, a Dona Rita é a atriz do espetáculo, ela nasceu para representar. É mais atriz do que a mocinha! É uma personagem muito engraçada, porque é a própria mãe de miss. O texto é a primeira grande comédia do teatro brasileiro”. A temporada vai até 8 de dezembro, sábado, 19h, e domingo, 18h. O ingresso custa R$ 20 para todos, em preço promocional. Merda, Leão!

De volta ao palco: Leão Lobo (à esq) contracena com Antonio Netto em O Mambembe – Foto: Sergio Massa

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Felipe disse:

    Ei, Miguel! Por favor, corrija a primeira menção da personagem de Leão Lobo. Está Sona Rita. A segunda menção está perfeita.
    Mudando de assunto, que lindo o mimo de Monga! Belíssimo. Que delicadeza: da peça em si e da Maria Carolina Dressler!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *