Artistas da Escola Livre de Teatro desocupam prédio após promessas do prefeito de Santo André

Promessas: Prefeito Carlos Grana se encontra com representantes da ELT – Foto: Prefeitura de Santo André

Por Miguel Arcanjo Prado

Após reunião com prefeito de Santo André, Carlos Grana (PT), artistas aprendizes da Escola Livre de Teatro (ELT), resolveram desocupar a Secretaria de Cultura e Turismo do município no ABC paulista. A manifestação era realizada desde o começo do dia. O fim do protesto foi confirmado tanto pelos estudantes quanto pela assessoria da Prefeitura de Santo André ao R7.

Os aprendizes mantém, contudo, a manifestação pacífica prevista para esta terça (19), que deverá sair da praça Rui Barbosa, em frente à ELT, às 13h, em direção ao Paço Municipal de Santo André.

Ao decidirem ocupar o prédio público, os aprendizes queriam a atenção do prefeito Carlos Grana (PT) para a crise que vive a ELT, com situação de atraso nos salários, sucateamento de sua sede, além de ter sido recorrente nos últimos tempos boatos sobre seu fechamento definitivo. O projeto de mais de 20 anos é referência em todo o Brasil em ensino das artes cênicas.

O prefeito de Santo André recebeu os manifestantes no fim da tarde desta segunda (18). Ao final do encontro, os manifestantes resolveram terminar a ocupação, já que Carlos Grana se comprometeu com as reivindicações dos artistas.

Em sua página oficial em uma rede social, o prefeito de Santo André publicou o seguinte comunicado:

“Recebi nesta segunda-feira (18) uma comissão da ELT (Escola Livre de Teatro), após a ocupação do prédio da Secretaria de Cultura e Turismo de Santo André, ocorrida pela manhã. Durante o encontro, que teve duração de cerca de 1h30, pedi a desocupação do espaço e assumi os seguintes compromissos, mediante carta de reivindicações apresentada:

1.) Realizar a licitação para contratação de mestres para 2014 de modo a obedecer rigorosamente as regras, os prazos e datas estipuladas por lei;

2.) Reformar o prédio Conchita de Morais em 2014 sem que ocorra interrupção das aulas. A permanência dos alunos está condicionada à análise técnica. Caso seja necessário a evacuação total do prédio, a administração se compromete a indicar um novo local para as aulas;

3.) Pagar os salários atrasados imediatamente;

4.) Discutir a elaboração de uma lei e orçamento fixo para avaliar a viabilidade do procedimento;

5.) Fazer balanço deste ano em relação às ações propostas e inseridas no plano de governo, em data a ser definida.”

Aprendizes da ELT também fazem comunicado

Neste fim de noite, os aprendizes da ELT também redigiram o comunicado abaixo:

“A comunidade ELT, após um dia inteiro de ocupação, sai do prédio da Secretaria de Cultura mais fortalecida, pois, mesmo diante da argumentação do prefeito de que caso não saíssemos estaríamos declarando guerra e que o diálogo estaria interrompido, conseguimos firmar compromissos públicos.

Esclarecemos que a situação entre a escola e a prefeitura só chegou a este ponto por pura ineficiência da atual gestão da Secretaria de Cultura. Nosso OCUPAÇO explicitou o jogo político de interesses, que promoveu gradualmente o desmanche do que hoje entendemos como Escola Livre de Teatro de Santo André.

Exigimos um posicionamento concreto diante de nossas reivindicações e conseguimos um compromisso público favorável a elas. Estamos mais uma vez dando um voto de confiança para a atual gestão, já que nosso interlocutor será o próprio prefeito. Isso se dará até que o prefeito consiga se reunir com a Secretaria de Cultura para que revejam suas futuras ações. Até lá seguimos em TOTAL ALERTA e atentos aos compromissos firmados hoje [segunda, 18]”

Saiba mais sobre a confusão na ELT!

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *