Veja os melhores de 2013 pela APCA

Nossa Cidade, de Antunes Filho, levou melhor espetáculo de 2013 da APCA – Foto: Emidio Luisi

Por Miguel Arcanjo Prado

A APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), entidade da qual este vosso jornalista é membro, escolheu os melhores de 2013 em assembleia que reuniu 52 críticos no Sindicato dos Jornalistas do Estado de S. Paulo na noite desta segunda (9), nas seguintes categorias: Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Dança, Literatura, Música Popular, Música Erudita, Rádio, Teatro, Teatro Infantil e Televisão.

A cerimônia de entrega a todos os artistas contemplados nesta 57ª. Edição do Prêmio APCA acontecerá em março de 2014, em data a ser divulgada, no Teatro Paulo Autran, no Sesc Pinheiros, em São Paulo.

Veja, abaixo, a relação dos premiados:

Cassio Scapin foi eleito melhor ator de 2013 pela APCA em 2013 por viver Myriam Muniz – Foto: João Caldas

TEATRO

Grande Prêmio da Crítica: Maria Thereza Varga (pela brilhante trajetória profissional de pesquisadora teatral e pelo livro Cacilda Becker – Uma Mulher de Muita Importância)

Espetáculo: Nossa Cidade (CPT – direção de Antunes Filho)

Diretor: Dagoberto Feliz (espetáculo Folias Galileu)

Autor: Kiko Marques (por Cais, ou da Indiferença das Embarcações, da Velha Companhia)

Ator: Cássio Scapin (por Eu Não Dava Praquilo)

Atriz: Débora Falabella e Yara De Novaes (por Contrações)

Prêmio Especial: Projeto Baú de Arethuza (Cia. Os Fofos Encenam)

Prêmio Especial: Eva Wilma (60 Anos de Carreira)

Homenagem a Artistas Falecidos: Cleyde Yáconis, Fauzi Arap e Ênio Gonçalves

Votaram: Afonso Gentil, Aguinaldo Cristofani Ribeiro da Cunha, Edgar Olímpio de Souza, Erika Riedel, Evaristo Martins de Azevedo, Gabriela Mellão,  Maria Eugênia de Menezes, Miguel Arcanjo Prado e Vinício Angelici.

Débora Falabella e Yara de Novaes foram as melhores atrizes de 2013 pela APCA por Contrações – Foto: João Caldas

TEATRO INFANTIL

Grande Prêmio da Crítica: A Rainha Procura (Cia. do Quintal)

Melhor Espetáculo de Animação/Bonecos: Cocô de Passarinho (Cia. Noz)

Melhor Espetáculo de Dança Para Crianças: Uma Trilha para sua História (direção de Gustavo Kurlat)

Melhor Espetáculo de Rua Para Crianças: Mário e as Marias (Cia. Lúdicos)

Melhor Espetáculo Musical para Crianças: Empate entre Operilda na Orquestra Amazônica (Oásis Produção, dir. de Regina Galdino) e Menino Lua (dir. Fernanda Maia)

Melhor Espetáculo para Jovens: Lampião e Lancelote (dir. Débora Dubois)

Votaram: Dib Carneiro Neto, Gabriela Romeu e Mônica Rodrigues da Costa.

ARQUITETURA

Homenagem pelo conjunto da obra
: Carlos A. C. Lemos

Melhor obra: Biblioteca Brasiliana Mindlin – Autores: Eduardo de Almeida e Rodrigo Mindlin Loeb

Obra referencial: Centro Paula Souza – Autores: Pedro Taddei e Francisco Spadoni

Registro de arquitetura: Nelson Kon

Fronteiras da arquitetura: Bom Retiro 958 metros – Autores: Guilherme Bonfanti (luz) e Carlos Teixeira (direção de arte)

Promoção à pesquisa: Concurso Estação Antártica Comandante Ferraz/ SECIRM – Secretaria da Comissão Interministerial para Recursos do Mar/ Secretário Geral Contra-Almirante Marcos Silva Rodrigues

Urbanidade: Conjunto Residencial Jardim Edite – Autores: MMBB Arquitetos (Marta Moreira, Milton Braga e Fernando de Mello Franco) e H+F Arquitetos (Eduardo Ferroni e Pablo Hereñú)

Votaram: Abílio Guerra, Fernando Serapião, Guilherme Wisnik, Maria Isabel Villac, Mônica Junqueira Camargo, Nadia Somekh e Renato Luiz Anelli.

ARTES VISUAIS

Grande Prêmio da Crítica: Maria Martins – Metamorfoses – MAM

Exposição Internacional: Mestres do Renascimento – CCBB

Exposição: Waldemar Cordeiro – Itaú Cultural

Multimídia: William Kentridge – Pinacoteca do Estado

Fotografia: Sebastião Salgado – Sesc Belenzinho

Retrospectiva: Antonio Henrique Amaral – Pinacoteca do Estado

Homenagem: Walter Zanini

Votaram: Antonio Santoro Jr., Antonio Zago, Dalva Abrantes, João Spinelli, José Henrique Fabre Rolim, Luiz Ernesto Machado Kawall, Marcos Rizolli e Paulo Klein.

Cena do filme Tatuagem: melhor roteiro e também melhor ator para Rodrigo Garcia pela APCA

CINEMA

Filme: O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho

Prêmio Especial do Júri: Esse Amor que nos Consome, de Allan Ribeiro

Diretor: Kleber Mendonça Filho, por O Som ao Redor

Roteiro: Hilton Lacerda, por Tatuagem

Ator: Rodrigo Garcia, por Tatuagem

Atriz: Denise Fraga, por Hoje

Documentario: O Dia que Durou 21 Anos, de Camilo Tavares

Votaram: Orlando Margarido, Rubens Ewald Filho e Walter Cezar Addeo.

DANÇA

Grande Prêmio da Crítica: 50 Anos de Dança Moderna, de Ruth Rachou

Pesquisa em Dança: Grupo Proposição, pela investigação continuada

Bailarina Revelação: Alda Maria Abreu, do Taanteatro, por Androgyne Sagração do Fogo

Projeto Artístico: O Confete da Índia, de André Masseno

Criação em Dança: Projeto Propulsão/O que faz Viver-parte 2: Seguinte, da Keyzetta e Cia.

Criadora-Intérprete: Maria Paula Rego Monteiro, pelo solo Terra, do Grupo Grial

Bailarino: Luciano Fagundes, por Húmus, da Companhia Antônio Nóbrega

Votaram: Ana Teixeira, Flávia Couto, Helena Katz, Joubert Arrais, Katia Calsavara e Renata Xavier.

LITERATURA

Grande Prêmio da Crítica: Toda Poesia, de Paulo Leminski (Cia. das Letras)

Romance: Lívia e o Cemitério Africano, de Alberto Martins (Editora 34)

Ensaio/Crítica/Reportagem: Holocausto Brasileiro, de Daniela Arbex (Geração Editorial)

Infanto-Juvenil: As Gêmeas da Família, de Stella Maris Rezende (Globo Livros)

Poesia: Rabo de Baleia, de Alice Sant’Anna (Cosac Naify)

Contos/Crônicas: Garimpo, de Beatriz Bracher (Editora 34)

Tradução: A Anatomia da Melancolia – Volume IV – A Terceira Partição – Melancolia, de Robert Burton. Por Guilherme Gontijo Flores. (Editora UFPR)

Biografia/Memória: Norberto Bobbio: Trajetória e Obra, de Celso Lafer (Editora Perspectiva)

Votaram: Amilton Pinheiro, Gabriel Kwak, Gustavo Ranieri, Luiz Costa Pereira Junior e Ubiratan Brasil.

A funkeira Anitta foi escolhida revelação de 2013 pelos críticos de música da APCA

MÚSICA POPULAR

Grande Prêmio da Crítica: Ângela Maria

Grupo Vocal: Aindaessência

Grupo de Rock: Selton

Intérprete: Emicida

Compositor: Arnaldo Antunes

Projeto Especial: Terruá Pará

Revelação: Anitta

Álbum: Antes que Tu Conte Outra – Apanhador Só

Votaram: Inês Fernandes Correia, José Norberto Flesch e Marcelo Costa.

MÚSICA ERUDITA

Grande Prêmio da Crítica: Aylton Escobar – compositor

Conjunto da obra: Maria Helena Rosas Fernandes – compositora

Personalidade: Edino Krieger

Projeto Musical I : Semana Eleazar de Carvalho – Concurso Anual Jovens Solistas

Projeto Musical II: Sérgio Bittencourt Sampaio e sua Pesquisa Musicológica em Livros

Obra vocal: Ópera O Menino e a Liberdade, de Ronaldo Miranda

Prêmio Especial: Centro de Integração Documentação e Difusão Cultural – Unicamp na pessoa de Denise Garcia

Menções honrosas: I) Série Radiofônica de 13 programas (Cultura FM), por Samuel Kerr – Seminários de Música da Pró-Arte

II) Coral Paulistano sob a regência de Thiago Pinheiro

Votaram: Eduardo Escalante, Léa Vinocour Freitag e Luís Roberto A. Trench

RÁDIO

Grande Prêmio da Crítica: 89 FM – pelo retorno da Rádio Rock

Internet: Rádio Sarau – www.radiosarau.com

Musical: Ricardo Corte Real – Programa Jazz Caravan – USP FM e Educativa FM de Rio Preto

Revelação: Programa João Carlos Martins – Cultura FM – SP

Humor: Band Coruja – Band FM

Prêmio Especial do Juri: Roberto Carmona – Transamérica FM – pelos 50 anos de reportagem esportiva

Variedades: Panelinha – Rádio Estadão AM/FM

Votaram: Fausto Silva Neto, Marco Antonio Ribeiro e Sílvio Di Nardo.

Bianca Comparato (à esq.), em A Menina sem Qualidades (MTV Brasil): melhor diretor e melhor atriz de TV pela APCA em 2013 – Foto: Divulgação

TELEVISÃO

Série: Latitudes, (TNT/YouTube – produtora Los Bragas)

Atriz: Bianca Comparato (A Menina Sem Qualidades/MTV Brasil e Sessão de Terapia/GNT) e Elizabeth Savalla (Amor à Vida/TV Globo)

Ator: Mateus Solano (Amor À Vida/TV Globo)

Direção: Felipe Hirsch (A Menina Sem Qualidades/MTV Brasil)

Programa de Variedades: Amor e Sexo (TV Globo)

Programa Jornalístico/Documentário: Presidentes Africanos (Band/Discovery – produtora Cinegroup)

Programa Infantil: Historietas Assombradas para Crianças Malcriadas (Cartoon Network – produtora Glaz)

Menções Honrosas: I – Canal Arte 1 (Iniciativa Grupo Band) e II – “Sai de Baixo” (Reunião – 4 novos Episódios – Canal Viva)

Votaram: Alberto Pereira Jr., André Mermelstein, Cristina Padiglione, Edianez Parente, Fernanda Teixeira, João Fernando, Keila Jimenez, Leão Lobo e Paulo Gustavo Pereira.

Mateus Solano, o Félix de Amor à Vida, é o melhor ator de TV em 2013 pela APCA

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Felipe disse:

    Vamos lá aos comentários sobre algumas vitórias:

    Grande Prêmio da Crítica: Maria Thereza Varga – Merecido. Ela fez uma pesquisa acurada sobre um nome que é um mito indiscutível em se tratando do Teatro Brasileiro.
    Espetáculo: Nossa Cidade (CPT – direção de Antunes Filho) – O Antunes Filho prova por que é referência em se tratando de teatro.
    Diretor: Dagoberto Feliz (espetáculo Folias Galileu) – Eu fiquei feliz pelo Feliz.
    Autor: Kiko Marques (por Cais, ou da Indiferença das Embarcações, da Velha Companhia) – Não posso emitir opinião por desconhecimento do trabalho desse autor.
    Ator: Cássio Scapin (por Eu Não Dava Praquilo) – Realmente o Cássio já vinha despontando como um grande favorito por sua interpretação nessa peça. Merecido também!
    Atriz: Débora Falabella e Yara De Novaes (por Contrações) – Fico feliz em ver uma atriz estudiosa como Débora tendo o seu talento reconhecido seja na televisão, seja no teatro. Achei que a APCA foi bem certeira e sobretudo justa quando premiou as duas atrizes, pois a peça se sustenta no embate das duas. A personagem de uma só existe em contraponto à personagem da outra. Creio que foi uma das decisões mais coerentes nessa categoria.
    Prêmio Especial: Projeto Baú de Arethuza (Cia. Os Fofos Encenam) – Fiquei feliz, até por conta de todos os dissabores que Os Fofos passaram recentemente, por conta de instalações físicas.
    Prêmio Especial: Eva Wilma (60 Anos de Carreira) – Sem comentários. Alguém com 60 anos de carreira realmente merece ser premiado, principalmente a adorável Evinha.
    Homenagem a Artistas Falecidos: Cleyde Yáconis, Fauzi Arap e Ênio Gonçalves. Que todos descansem em paz! E eu sou muito suspeito para falar da Cleyde, pois eu realmente amava tudo o que via dela.
    Fotografia: Sebastião Salgado – Merecidíssimo, até por levar o nome do Brasil mundo afora!
    Grande Prêmio da Crítica – Música: Ângela Maria – Outra que merece ser celebrada por conta de sua trajetória. Que bom que a APCA está resgatando esses nomes históricos de nossa cultura e conferindo a eles o valor que realmente possuem!
    Intérprete: Emicida – É, realmente não gostei do resultado.
    Compositor: Arnaldo Antunes – Justíssimo. Excelente compositor!
    Revelação: Anitta. Previsível. E ainda que eu não a ache assim tão boa, de fato, considerando o burburinho midiático que se criou em torno dela, não haveria como haver outro resultado nessa categoria, especificamente.
    Atriz de Televisão: Elizabeth Savalla e Bianca Comparato. Não posso falar da Bianca, porque não assisto a seus programas. Creio que ela mereça, pois foi premiada por dois trabalhos, ainda que eu tenha uma certa discordância quanto a premiar trabalhos em canais pagos. Eu só vejo os canais da televisão aberta. Isso não seria elitizar a cultura? Já quanto à Savalla, ela provou que “não está morta” e deixando muita garota nova e com o corpo saradinho para trás. Bom para ela que caiu no gosto popular!
    Ator de televisão: Mateus Solano – Indiscutível. Só um bom ator para não deixar caricato o personagem que interpreta atualmente. Talvez com a visibilidade de Félix, os homossexuais afeminados possam ser melhor assimilados ou ao menos que se entenda que eles existem e são dignos de respeito.
    Programa de variedades: Amor e Sexo – É, definitivamente não entendi o resultado. Acho que esse programa é um desserviço à população. Não sei qual foi o critério da APCA quanto a essa categoria. Achei o resultado lastimável. E olha que eu respeito profundamente o trabalho da APCA!
    Quanto aos demais resultados, nada a declarar por desconhecimento do assunto. Em geral, concordo com tudo e achei tudo coerente. Só dois resultados que não entendi. De um, discordo mas até entendo; posso não apreciar, mas reconheço o talento do artista. Do outro, nem mesmo consegui entender qual foi o critério usado que o conduziu à vitória e só posso lamentar, enquanto brasileiro que exerce a sua cidadania, pelo resultado. Mas agora já é história. Quem ganhou, ganhou (não é como nos concursos de Miss, em que a candidata pode perder a coroa – que pena! -) e é esperar pelos resultados do próximo ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *