Domingou: O 2014 que queremos ter

Fogos na praia de Copacabana recebem o ano novo: o que você quer em 2014? – Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO*

De forma estonteante, o ano começa, e a gente logo faz planos para fazer tudo melhor. Há quem até escreva, em uma agenda ou diário, todos os votos que deseja realizar nos próximos 12 meses. O que é muito bom. Afinal, como diria Gil, “andar com fé eu vou que fé não costuma faiá”. Aquilo que se foca costuma mesmo acontecer.

Os dias de janeiro vão passando com aquele marasmo do verão. Quem está trabalhando custa a acreditar que isto seja verdade. Enquanto isso, outros desfrutam seus dias livres em praias, parques e cidades paradisíacas, exibindo tudo, em detalhes, nas redes sociais.

Por falar nas redes sociais, neste mês de janeiro, elas evidenciam ainda mais o quanto costumam ser chatas. Parece que fica mais claro, neste período de férias em massa, o quanto o ritmo do Facebook é irreal e demandante.

Nada como ficar longe dele por uma semana que seja para perceber o quanto costuma ser obtuso seu ar de excesso de exibicionismo.

Mas voltemos ao nosso começo de ano. Acho que o que realmente é preciso é que todos queiram de fato melhorar mesmo, nem que seja um pouquinho, e fazer mais o bem. Amar mais o próximo. Parar com picuinhas e disputas bobas que não levam a nada. Parar de se preocupar tanto com a vida do outro e olhar para o próprio umbigo. Porque, geralmente, o telhado de quem taca pedra nos outros costuma ser de vidro. Acho que é melhor, simplesmente, tentar apenas viver. E aproveitar, muito, a vida. Porque ela é curta e passa tão rápido quanto o ano, cada vez mais veloz.

*Miguel Arcanjo Prado é jornalista e acredita no amor. A coluna Domingou, uma crônica semanal, é publicada todo domingo no blog Atores & Bastidores do R7.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Felipe disse:

    De fato, nas redes sociais, só o que se vê são fotos provocantes de peruaças badalando pelos EUA ou periguetes sensualizando (ainda mais do que o normal). Aí fica cansativo seguir ou mesmo ver certos Instagrams…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *