Atriz ganha Prêmio Shell de Teatro e diz que empresa apoiou ditadura; conheça os vencedores

A atriz da Kiwi Cia. de Teatro, Fernanda Azevedo, eleita melhor atriz do 26º Prêmio Shell de Teatro, falou em seu discurso que Shell apoiou ditadura – Foto: Paduardo/AgNews; veja a galeria de fotos da festa do teatro!

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Se na entrega carioca há uma semana houve protesto, a entrega do 26º Prêmio Shell de Teatro de São Paulo, na Estação São Paulo, nesta terça (18), também ficou marcada por um discurso politizado e corajoso. Fernanda Azevedo, que ganhou o prêmio de melhor atriz por sua atuação na peça Morro como um País – Cenas sobre a Violência de Estado, da Kiwi Cia. de Teatro, aproveitou a deixa para discursar contra a própria Shell.

Ao subir no palco, ela fez um discurso contra a empresa que patrocina a premiação dando R$ 8.000 a cada vencedor. Fernanda lembrou que sua peça fala das agruras que o golpe militar de 1964 instaurou no Brasil sob forma de ditadura. E reiterou que, no ano do cinquentenário do golpe civil-militar, precisava dizer algumas palavras. Eis o discurso que ela proferiu:

— Como este prêmio tem o patrocínio da Shell, eu gostaria de ler quatro linhas sobre esta empresa. O texto é de Eduardo Galeano [escritor uruguaio, autor de As Veias Abertas da América Latina]. “No início de 1995, o gerente geral da Shell na Nigéria explicou assim o apoio de sua empresa à ditadura militar desse país: Para uma empresa comercial que se propõe a realizar investimentos é necessário um ambiente de estabilidade. As ditaduras oferecem isso.”

Leia entrevista exclusiva com Fernanda Azevedo!

A plateia, formada majoritariamente por artistas de teatro, ouviu em silêncio.

Ao fim, ela afirmou que foi “uma questão de coerência com nosso trabalho” ter proferido tal discurso, pensado pelo grupo Kiwi. E reiterou que as ditaduras são “civis e militares”.

Veja a galeria de fotos da festa do teatro!

Eva Wilma ofereceu seu Prêmio Shell especial à memória do diretor José Renato – Foto: Paduardo/AgNews; Veja a galeria de fotos da festa do teatro!

Eva Wilma foi a grande homenageada por seus 80 anos de vida e 60 de carreira. Dedicou a todos que trabalharam com ela e ao diretor José Renato, “que me desencaminhou para o teatro”, em suas palavras.

Assim como na entrega carioca, Renata Sorrah foi a apresentadora da noite. O ator Paulo Goulart, que morreu na última quinta aos 81 anos, foi lembrado e aplaudido de pé.

A atriz cubana Phedra D. Córdoba, do premiado grupo Os Satyros, foi um dos destaques da festa do Prêmio Shell de Teatro em São Paulo – Foto: Paduardo/AgNews; Veja a galeria de fotos da festa do teatro!

A turma do grupo Os Satyros subiu em peso no palco para receber na categoria Inovação, por conta do projeto Satyrianas. Gustavo Ferreira leu discurso e agradeceu até a cantora Vanusa, que inspirou as Satyrianas.

Antunes Filho ganhou melhor direção, mas não apareceu. Foi representado pelo ator Leonardo Ventura.

Cantata para um Bastidor de Utopias, da Cia. do Tijolo, foi a peça mais premiada, com dois troféus, melhor cenário e melhor música.

Veja, abaixo, os vencedores de todas as categorias:

Autor:
Kiko Marques por Cais ou da Indiferença das Embarcações

Direção:
Antunes Filho por Nossa Cidade

Ator:
Chico Carvalho por Ricardo III

Atriz:
Fernanda Azevedo, Morro como um País

Cenário:
Rogério Tarifa por Cantata para um Bastidor de Utopias

Figurino:
Miko Hashimoto por Operação Trem-Bala

Iluminação:
Fran Barros por Vestido de Noiva

Música:
Jonathan Silva e William Guedes por Cantata para um Bastidor de Utopias

Inovação:
Os Satyros pela projeção, permanência e abrangência do evento “Satyrianas” na condição de fenômeno histórico-artístico e social.

Homenagem Especial
Eva Wilma, pelos 60 anos dedicados ao teatro

Vencedores do 26º Prêmio Shell de Teatro de São Paulo – Foto: Paduardo/AgNews; veja a galeria de fotos da festa do teatro!

Veja a galeria de fotos da festa do teatro!

Renata Sorrah foi a apresentadora do Prêmio Shell de São Paulo – Foto: Paduardo/AgNews; Veja a galeria de fotos da festa do teatro!

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Felipe disse:

    Os premiados foram muito bem escolhidos. Divirjo do conceito abraçado pelo pessoal de Os Satyros porém reconheço a existência do fenômeno histórico-social e artístico criado em torno das Satyrianas.

  1. março 25, 2014

    […] as críticas recebidas por Fernanda Azevedo por membros da própria classe teatral depois que ela protestou ao receber o Prêmio Shell de melhor atriz há uma semana. O grupo publicou o texto, que o blog reproduz abaixo, originalmente em seu site. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *