Paulistas do interior querem conquistar Curitiba

Jovens atores do grupo Os Cogitadores: oito espetáculos do interior de SP fazem parte da Mostra Ademar Guerra no Festival de Curitiba; programação inclui também bate-papos no Teatro da UFPR – Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Num mundo de quase 500 espetáculos conseguir destaque é tarefa árdua. Sabedores disso, os artistas do interior e litoral de São Paulo se reúnem na Mostra Ademar Guerra no Festival de Teatro de Curitiba.

Esta é a primeira vez que o Projeto Ademar Guerra, existente há 16 anos, participa do evento. Ele fomenta grupos teatrais no interior paulista com recursos estaduais.

Artistas do Espírito Santo também querem destaque

Oito espetáculos foram selecionados pelo curador do projeto, Sergio Ferrara. Direto da capital paranaense, ele conta ao Atores & Bastidores do R7 que participar do Fringe, a mostra paralela do evento, “é importante para que os grupos dialoguem com o público e melhorem seus trabalhos”.

— Participar do Festival de Curitiba traz a estes grupos o caráter de profissionalização.

Sergio Ferrara no Festival de Teatro de Curitiba: grupos do interior querem profissionalização nas artes cênicas – Foto: Ernesto Vasconcelos/Clix

Segundo Ferrara, o Projeto Ademar Guerra está presente em 90 municípios e atende 200 artistas. Estão em Curitiba grupos vindos de cidades como São José do Rio Preto, Botucatu, Presidente Prudente, Tatuí, São José dos Campos, Batatais e Presidente Prudente. Eles comemoram a viagem.

— É primeira vez que o projeto sai do Estado de São Paulo. Viemos para o Festival de Curitiba porque ele tem tradição muito grande e visibilidade enorme. E também para que os grupos entrem em contato com a diversidade artística.

Cena da peça Casa de Bonecas, de Os Bárbaros Cia. de Teatro – Foto: Divulgação

Ferrara conta que os jovens estão empolgados com “a estrutura grande e instigante” do evento. E lembra que já esteve três vezes na Mostra Oficial ao lado de nomes como Maria Alice Vergueiro e Esther Góes, com textos de gente consagrada como Plínio Marcos e Ignacio de Loyola Brandão.

— Tenho orgulho de poder trazê-los a um lugar onde fui reconhecido e aprendi muito.

EXCLUSIVO: “Vendemos mais ingresso que Rock in Rio”, diz Leandro Knopfholz

A turma paulista faz apresentações até o fim do festival, em 6 de abril, no Teatro da UFPR, que fica na praça Santos Andrade, no centro curitibano.

Serão apresentados na Mostra Ademar Guerra os espetáculos Cordel do Amor sem Fim, da Cia Atores em Conserva; Um Pequeno Animal Selvagem, da Os Cogitadores Cia. de Teatro; Histórias Lá da Serra, do Grupo Anônimos da Arte; Quadrado, Cia. Núcleo 2; O Arquiteto e o Imperador da Assíria, da Cia. de 2; Angústia, do Mênades & Sátiros Cia. de Teatro; A Barca do Inferno, do Grupo do Athos; e Casa de Bonecas, da Os Bárbaros Cia. de Teatro.

Leia a cobertura completa do R7 no Festival de Teatro de Curitiba!

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Felipe disse:

    Que os paulistas conquistem Curitiba! Que os curitibanos conquistem São Paulo! Que haja troca de experiências e que essa conexão enriqueça ainda mais a Cultura Brasileira!

  2. Felipe disse:

    Miguel, por favor, reveja como está o funcionamento da página. De novo algumas mensagens, ainda que enviadas, simplesmente não aparecem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *