Veja as melhores fotos do Festival de Curitiba 2014

El Hombre Venido de Ninguna Parte abre o Festival de Curitiba 2014 – Foto: Daniel Sorrentino/Clix

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Enviado especial do R7 a Curitiba*
Produção ANA CRIS WILLERDING/Clix

O Festival de Teatro de Curitiba terminou no último domingo (6), com público de 230 mil pessoas em 13 dias da maior festa as artes cênicas brasileiras. E, como o teatro é arte efêmera, ele entra para a história por meio das imagens captadas durante as disputadas sessões do evento.

Como já é tradição, o fotógrafo Daniel Sorrentino, criador da agência Clix, comanda um aguerrido time de profissionais da imagem que garantem que os espetáculos garantam seu lugar na posteridade. O Atores & Bastidores do R7 pediu aos fotógrafos que escolhessem suas melhores fotos no evento e contassem por quê.

É de Sorrentino o clique acima, feito na peça El Hombre Venido de Ninguna Parte, que abriu o festival. O fotógrafo explica por que optou por ela: “Escolhi uma foto da abertura do evento. Como coordenador fico responsável pela equipe de talentos fotográficos do Festival e passo a maior parte do tempo correndo atrás das pautas e dos pedidos de última hora. Tenho pouco tempo para fotografar os espetáculos e aproveito para clicar bastante durante a peça de abertura. O espetáculo escolhido para a abertura sempre simboliza o auge de um trabalho de um ano todo, uma expectativa que público e organizadores têm para o evento como um todo. A foto mostra o momento desta explosão e a alegria que ainda está por vir”.

Veja, abaixo, as outras imagens escolhidas e as declarações dos respectivos fotógrafos responsáveis por tanta beleza:

Eriberto Leão na peça Jim no Guairão – Foto: Annelize Tozetto/Clix

“Escolhi uma imagem da peça Jim, uma produção carioca apresentada no Teatro Gaíra. Essa foto demonstra que toda a ansiedade que eu sentia – só porque iria fotografar Jim no Guairão – foi canalizada para que eu capturasse momentos que traduzem a energia que era Jim Morrison nos palcos e na vida.”
Annelize Tozetto, fotógrafa

Foi preciso muita técnica para captar Dona MacBeth – Foto: Daniel Isolani/Clix

“Escolhi uma foto que fiz do drama curitibano Dona MacBeth, da Cia. Nossa Senhora do Teatro Contemporâneo, apresentado no Teatro Novelas Curitibanas. A uma distância de dois metros do ator, sob uma iluminação extremamente pontual e um diálogo quase que sussurrante tive que fotografar o espetáculo em poucos instantes. Munido de uma 5DMKIII e uma 135mm F/2, abusei da abertura e usei o Iso mais elevado que a câmera me ofereceu.”
Daniel Isolani, fotógrafo

A força de uma atriz potente no palco, Greice Barros – Foto: Emi Hoshi/Clix

“Escolhi uma imagem da peça curitibana Obscura Fuga da Menina Apertando sobre o Peito um Lenço de Renda, no Teatro Novelas Curitibanas, com a CiaSenhas de Teatro. A atriz em destaque é a Greice Barros. Eu achei a atuação dela formidável! Eu teria só fotografado-a! Um super bravo para ela!”
Emi Hoshi, fotógrafa

A poesia que vem da escuridão em Rózà – Foto: Ernesto Vasconcelos/Clix

“Optei por uma imagem da peça Rózà, de São Paulo, apresentada no Centro de Eventos Sistema Fiep. Na maioria das vezes, uma luz comum não transmite a ideia do autor.”
Ernesto Vasconcelos, fotógrafo

A força do índio brasileiro marcou presença no evento – Foto: Ester Gehlen/Clix

“Escolhi uma foto feita durante a peça O Beijo da Lua e da Vitória Régia, que foi apresentada na Sala Londrina, com os artistas da Cia. Revelação de Teatro, de Campo Novo, no Mato Grosso. Escolhi esta foto por causa da estética indígena maravilhosa desse espetáculo. Ela me passa uma sensação muito boa.”
Ester Gehlen, fotógrafa

Bonecos e atores em um retrato no palco – Foto: Humberto Araújo/Clix

“Uma das fotos mais especiais que fiz durante o festival, na verdade, trata-se de um retrato e não uma foto de cena. Foi no dia de estreia da peça Otelo, do Chile. Especial porque aconteceu de forma surpreendente, espontânea e improvisada, afinal estamos de falando de teatro! Soma-se a isso um clássico de Shakespeare, em um dos teatros mais tradicionais de Curitiba –  o Teatro Guaíra (o “Guairão”), com um elenco estrangeiro  – o casal chileno Teresita Iacobelli e Jaime Lorca. Cheguei bem cedo pela coxia e eles estavam no palco, ensaiando. Esperei um momento de descontração e pedi licença para entrar no palco. Apresentei-me e pedi um retrato, coisa rápida… Já tinha estudado essa montagem que eles fazem com cabeças de bonecos e num “portunhol” bem básico disse que queria dar destaque para os bonecos. Indiquei uma posição com luz favorável, e eles, numa generosidade incrível, fizeram a pose da foto. No dia seguinte, uma das produtoras do festival disse que a Teresita tinha adorado o retrato.”
Humberto Araújo, fotógrafo

O questionamento artístico em uma peça experimental – Foto: Janaína Rizziolli/Clix

“Escolhi uma imagem da peça experimental curitibana Louvores, do Grupo pLÓpTuS, que propõe a reflexão sobre dogmas religiosos e a criação de uma nova maneira de ver, trazendo para a foto a mesma proposta.”
Janaína Rizziolli, fotógrafa

O êxtase do palhaço Ritalino no Festival de Curitiba – Foto: Jorge Mariano

“Esta foto é da peça O Melhor Show do Mundo, na Minha Opinião, da Cia. Triolé Cultural, de Londrina, interior do Paraná. O palhaço Ritalino, interpretado pelo Tiago Marques, estava eufórico por ter a plateia cheia e uma iluminação excelente. Essa imagem é do fim do espetáculo, em que ele joga confetes e agradece ao público. Dá para ver a felicidade estampada no rosto dele e uma verdadeira satisfação em estar ali. Essa, sem dúvida, é minha melhor foto do Festival de Curitiba 2014.”
Jorge Mariano, fotógrafo

O homem no vazio da opressão da ditadura – Foto: Juliana Hilal/Clix

“Escolhi uma imagem da peça Nem Mesmo Todo o Oceano, uma montagem carioca que foi apresentada no palco do Teatro Guairinha. A foto capta o ápice de uma peça incrível, com uma iluminação especial que é quase uma personagem do espetáculo. A intensidade do ator, somada à dramaticidade da luz criaram um breve momento único que agora existe para sempre.”
Juliana Hilal, fotógrafa

A multiplicação de uma atriz em luz e sombras – Foto: Lina Sumizono/Clix

“Minha melhor foto é uma composição de movimentos da atriz congelados numa cena. É um trabalho autoral, fugindo do padrão da estética de fotografia de palco. Foi feita na peça curitibana O Olhar de Neuza, da Cia. do Abração, no auditório Raul Cruz.”
Lina Sumizono, fotógrafa

O aplauso de pé do Guairão para atores e equipe técnica de A Toca do Coelho – Foto: Nilton Russo/Clix

“A minha melhor foto foi no espetáculo A Toca do Coelho, de São Paulo, no Teatro Gairão. Foi uma foto difícil de conseguir, teve um pouco de malandragem para poder subir no palco do teatro Guaíra lotado e fazer a foto dos artistas de costas para a plateia junto de sua equipe técnica. Mas correu tudo bem e o resultado é esse aí.”
Nilton Russo, fotógrafo

A mão que pode esmagar ou acalentar o homem – Foto: Samira Chami Neves/Clix

“É uma imagem da peça chilena El Hombre Venido de Ninguna Parte, da Cia La Grand Reyneta. Registrar o gesto, o som, o significado das palavras é mais do que simplesmente clicar, é do silêncio da imagem ser pego e fazer os olhos e ouvidos serem capazes de ir até as emoções não esperadas, como na vida, com seu cenário de artistas e palavras na sua mais pura passagem.”
Samira Chami Neves, fotógrafa

Referências emotivas num palco de Caio Fernando Abreu – Foto: Susan Sampaio/Clix

“Escolhi uma foto da peça gaúcha de Passo Fundo O Homem que Acreditava, apresentada no Teatro Mini-Guaira pelo Núcleo Rindo à Toa. O drama fala de um escritor, Caio Fernando Abreu, sua vida, seus medos e seus amores… A imagem demonstra o mundo adulto do escritor, e a esperança de um mundo melhor pela fantasia da criança.”
Susan Sampaio, fotógrafa

*O jornalista Miguel Arcanjo Prado viajou a convite do Festival de Teatro de Curitiba.

Leia a cobertura completa do R7 no Festival de Teatro de Curitiba!

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

1 Resultado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *