Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

 

Mergulho familiar: a atriz Janaina Leite fala sobre sua doença e a do pai em peça paulistana – Foto: Fernanda Preto

POR MIGUEL ARCANJO PRADO

Álbum de família
A atriz Janaina Leite, do Grupo XIX de Teatro, faz voo solo na peça Conversas com Meu Pai. Faz um verdadeiro mergulho familiar na obra. A peça levou sete anos para ficar pronta. O pai da atriz, que morreu em 2011, ficou sem poder falar por conta de uma traqueostomia. Já a artista descobriu que sofre de doença degenerativa que a está deixando surda. Pai e filha “conversam” por meio da montagem. A peça, que tem texto de Alexandre Dal Farra, estreia no dia 25 de abril, na Oficina Cultural Oswald de Andrade, no Bom Retiro, em São Paulo. Estão todos convidados.

Celso Akin: querido nas estreias paulistanas – Foto: Eduardo Enomoto

Luto nas estreias
A morte precoce nesta semana do fotógrafo Celso Akin, um dos mais queridos profissionais nas estreias teatrais paulistanas, deixa um vazio em toda a imprensa da maior cidade do Brasil. Celso, com sua calma e coleguismo de sempre, soube cativar a cada repórter e fotógrafo que cobriu algum evento a seu lado. Era muito querido da coluna e já está fazendo uma falta enorme. Que descanse em paz.

Agenda Cultural da Record News

Willkommen
A produção da peça Rózà foi trabalhosa. Contou com uma viagem de 15 dias das atrizes Martha Kiss Perrone e Lowri Evans e da diretora de fotografia Marilia Scharlach para Berlim, capital da Alemanha. Elas foram filmar cenas e gravar depoimentos que estão na montagem que estreia nesta sexta (18), às 20h, na Casa do Povo, no Bom Retiro, em São Paulo, após causar frisson no Festival de Teatro de Curitiba. A peça mergulha no universo de Rosa Luxemburgo, uma das principais teóricas da esquerda. O material colhido em terras germânicas foi farto: 37 horas de gravação. Eita!

De volta
O ator Laerte Késsimos fará sua primeira ida ao teatro no próximo domingo (20) após ter sofrido cirurgia no maxilar depois que levou um soco na rua Augusta. Ele verá Viúva, porém Honesta, do Grupo Magiluth, no Itaú Cultural. Leia entrevista com os artistas pernambucanos.

Vandré Silveira em cena de Farnese da Saudade: temporada grátis em SP – Foto: Rodrigo Castro

Artista na gaiola
O ator Vandré Silveira avisa que está esperando todo mundo na Caixa Cultural da praça da Sé, em São Paulo. Ele apresenta por lá até o dia 27 de abril, sempre de quinta a domingo, a peça Farnese de Saudade, que fez sucesso no Rio, sobre o artista plástico mineiro Farnese de Andrade (leia crítica de Átila Moreno). E o melhor: a entrada é de graça. A sessão começa sempre às 19h15. Combinado?

Sex and the City
O ator de musicais André Torquato está causando na primavera nova-iorquina.

Salve a MPB!
Edu Lobo e Chico Buarque são uma das maiores duplas da MPB. Ambos compuseram as músicas de O Grande Circo Místico, que fez história como trilha do balé do Teatro Guaíra. Entre as canções, estão clássicos como Beatriz e A História de Lily Brown. Agora, a obra vira musical com direção de João Fonseca no Theatro NET no Rio. O texto tem assinatura de Newton Moreno e Alessandro Toller. Estreia no dia 1º de maio. Merda.

Clássico
O diretor Marcelo Lazzarato mergulho na última peça de Anton Tchekhov para criar seu novo espetáculo. O Jardim das Cerejeiras estreia neste feriado de Tiradentes, 21 de abril, às 18h, no Sesc Bom Retiro, em São Paulo.

Criança feliz
Os Satyros vão mergulhar no mundo das crianças. A trupe da praça Roosevelt estreia em seu Espaço Um, no dia 26 a peça Mitos Indígenas. A fonte de inspiração é a cultura indígena guarani. Lendas como a da origem da mandioca estão na montagem que promete alegrar as crianças do centro paulistano. Rodolfo García Vázquez dirige o elenco formado por Bárbara Salomé, Breno da Matta, Gutho Vieira, Johnny Klein e Lívia Prestes. Turma boa reunida. Fica em cartaz até 10 de maio, sempre aos sábados, às 16h. O ingresso é baratinho: R$ 10 a inteira e R$ 5 a meia-entrada. Ninguém precisa pedir convite.

Cumbia grátis
O ritmo colombiano da cumbia vai invadir o Memorial da América Latina, na Barra Funda, em São Paulo, no próximo dia 30 de abril, uma quarta-feira. A festa Sarau no Memorial será na praça, ao ar livre, ao som da banda El Cartel. Começa às 19h e ninguém paga nada.

Festibero
Falando em Memorial, acontece por lá de 22 a 27 de abril o 7º Festival Ibero-Americano de Teatro de São Paulo. São 15 espetáculos de sete países. Todos com entrada gratuita. Veja a programação.

Maria de Medeiros: show em São Paulo no fim de semana – Foto: Bob Sousa

Solto a voz nas estradas…
Maria de Medeiros, nossa grande atriz e cantora portuguesa, faz o show de seu disco Pássaros Eternos nesta sexta (18) e sábado (19) na Casa de Francisca, em São Paulo. Estão todos convidados.

Celebração
A peça Operação Trem-Bala reestreia no dia 23 de abril no CIT-Ecum, em São Paulo. Ela marca os 70 anos de vida e 40 de carreira do dramaturgo e diretor Naum Alves de Souza.

Comédia Toc Toc está de volta ao Teatro APCD: 400 mil pessoas em seis anos – Foto: Divulgação

Eu voltei 1
A peça Toc Toc, dirigida por Alexandre Reinecke, está de volta ao Teatro APCD, em Santana, zona norte de São Paulo. Fica por lá até 8 de junho, sempre aos fins de semana. Já foi vista por 400 mil pessoas em seis anos.

Eu voltei 2
Consagrado pela crítica paulistana com o Prêmio APCA de melhor direção para Dagoberto Feliz, o espetáculo Folias Galileu volta ao cartaz neste sábado (19), no Galpão do Folias, ao lado do metrô Santa Cecília, São Paulo. Fica em cartaz até 1º de junho. Sempre sábado, 21h, e domingo, 19h. Quem ainda não viu tem oportunidade única de conferir.

Cristiano Kunitake (ao centro, agachado) com o elenco de Que Talento!, que estreia dia 24 – Foto: Divulgação

Japa na TV
Cristiano Kunitake, que já foi eleito Muso do Teatro R7 e integrou o elenco do espetáculo Barafonda, da Cia. São Jorge, está no elenco da primeira série brasileira do canal pago Disney Channel: Que Talento!. Estreia dia 24 de maio. Olha ele aí, o japonesinho no centro da foto, em pose para a coluna. Sucesso para todos!

Performance
O artista alemão Klaus Nomi, cuja morte faz 30 anos, será homenageado com a performance Obra_Dois na Casa de Zuleika, em São Paulo, nos próximos dias 26 e 27 de abril. O ingresso custa R$ 25. O criador do movimento New Wave foi a primeira celebridade vítima da Aids. Participam os artistas Klaus Kühn, Bret Frederick e Sirius Amen.

Ditadura no palco
Após encerrar temporada no CIT-Ecum na última quinta (17), a peça Morro como um País, da Kiwi Companhia de Teatro, faz temporada carioca. Eles estarão de 23 de abril a 2 de maio na Sede das Cias, na Lapa, no Rio. A peça tem a melhor atriz do Prêmio Shell, Fernanda Azevedo. A que levantou polêmica ao protestar contra a empresa ao receber o troféu. A obra fala sobre a ditadura civil-militar que dominou o Brasil entre 1964 e 1985 e seus efeitos até os dias atuais.

Fernanda Azevedo, em Morro como um País: no Rio – Foto: Bob Sousa

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Phillipe disse:

    Que Akin e o pai da Janaína descansem em paz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *