Rita Cadillac ganha homenagem do Grupo Magiluth e manda beijinho no ombro pro recalque passar longe

Rita Cadillac entre os integrantes do Grupo Magiluth no palco da avenida Paulista – Foto: Bob Sousa

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Fotos de BOB SOUSA

“Num tempo de Anittas e Valescas, ninguém entendeu o Brasil como Rita Cadillac”, disse o diretor Pedro Vilela, do Grupo Magiluth, no palco do Itaú Cultural, na avenida Paulista, em São Paulo, na noite desta sexta (18). A frase foi dita após a sessão da peça Viúva, porém Honesta, antes que Vilela entregasse um buquê de rosas vermelhas a Rita Cadillac, presente na plateia.

A companhia teatral de Recife cumpre temporada na capital paulista com sua versão debochada para o texto clássico do dramaturgo e jornalista Nelson Rodrigues. Havia fila para ver a obra que dobrava a esquina e não era possível ver seu fim.

Rita Cadillac diante do cartaz de Viúva, porém Honesta: sessões no Itaú Cultural e na Funarte SP – Foto: Bob Sousa

Rita assistiu, na primeira fila, à sessão da obra a convite do Atores & Bastidores do R7 e do Grupo Magiluth. Sua canção É Bom para o Moral é a principal da trilha sonora da obra teatral.

Ao ouvi-la, Rita se emocionou, assim como a plateia. Assim que a peça acabou, foi chamada ao palco para receber a homenagem.

A dançarina do Chacrinha revelou aos artistas que ama Pernambuco. “Só não fui morar lá porque a Gretchen foi antes, e iam dizer que eu tinha copiado ela”, contou, enquanto posava para fotos.

Entrevista de Quinta: “Viramos o Pequeno Príncipe”, diz Grupo Magiluth

Rita fez questão de posar com os integrantes do Magiluth: Pedro Vilela, Pedro Wagner, Mário Sergio Cabral, Giordano Castro, Erivaldo Oliveira, Thiago Liberdade e Lucas Torres.

“A peça me divertiu muito. Nunca imaginei que minha música poderia entrar em uma peça de teatro, que eu poderia ser lembrada por artistas tão bons”, revelou, emocionada, à reportagem.

Convertida em ícone cult, Rita ainda lembrou da importância do texto. “Mesmo que eles revolucionem na montagem, ainda é Nelson Rodrigues. Amanhã, estes meninos vão fazer muito sucesso e eu vou dizer: eu estava lá, sendo homenageada por eles. É uma honra para mim. Obrigada, Magiluth”, afirmou.

A ex-chacrete contou que a partir de agora virou fã de carteirinha da peça e do Grupo Magiluth. “Eu amei tanto que vou levar uma turma de amigos para ver na Funarte, nesta semana agora. Ainda quero chamar os meninos para comer algo comigo”, prometeu Rita Cadillac.

Sobre receber a homenagem em um palco em plena avenida Paulista, Rita, aquela que inventou o beijinho no bumbum muito antes do beijinho no ombro, definiu: “Este é o meu beijinho no ombro para as outras!”.

O Grupo Magiluth, que está completando dez anos, faz sessões gratuitas de Viúva, porém Honesta até domingo no Itaú Cultural (av. Paulista, 149, metrô Brigadeiro), sábado, 20h, e domingo, 19h. Entre 23 e 27 de abril, eles se apresentam sempre às 20h na Funarte de São Paulo (al. Nothamann, 1058, metrô Marechal Deodoro), também com entrada gratuita.

Rita Cadillac se emociona com homenagem do Grupo Magiluth em Viúva, porém Honesta – Foto: Bob Sousa

Entrevista de Quinta: “Viramos o Pequeno Príncipe”, diz Grupo Magiluth

Leia a crítica de Viúva, porém Honesta

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. kim melo disse:

    PARABÉNS AO GRUPO E A ETERNA CHACRETE RITA CADILLAC!

  2. kim mleo disse:

    PARABÉNS AO GRUPO E A ETERNA CHACRETE RITA CADILLAC.

  3. cleuza gomes disse:

    parabens a eterna rita cadilac sim..e beijinho no ombro mesmo para recalcadas como por exemplo a andressa urack,que xingou a rita de véia…..vamos ver se vc andressa vai chegar na idade da rita 63 anos com tudo em cima ….a bunda vai cair quando vc fazer 50 kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkbeijinho no ombro pra vc andressa urack…….parabens tita cadilac..

  4. Phillipe disse:

    É fato que Rita Cadillac marcou época em se tratando das chacretes. Tanto é que é sempre a primeira a ser lembrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *