Musical Sabiás do Sertão é raiz brasileira no FIT-BH

Cena da peça musical Sabiás do Sertão: artistas paulistas encantam mineiros – Foto: Jorge Etecheber

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Enviado especial do R7 a Belo Horizonte*

Além de Minas Gerais e dos espetáculos internacionais, cinco Estados brasileiros mandaram seus artistas para o FIT-BH (Festival Internacional de Teatro, Palco e Rua de Belo Horizonte), que acontece na capital mineira até o próximo dia 20.

Um destas companhias visitantes é a Cia. Cênica, vinda de São José do Rio Preto, cidade do interior de São Paulo também famosa por seu Festival Internacional de Teatro.

O grupo existe desde 2007 e tem foco nas tradições populares do Brasil. A produção deles é tão intensa que a trupe mantém atualmente cinco peças em circulação — todas com foco em temáticas nacionais.

A escolhida para participar do FIT-BH é Sabiás do Sertão, apresentada neste fim de semana no FIT-BH. A obra estreou na sexta (16), no Conjunto Estrela Dalva. Neste sábado (17), às 18h, será apresentada na praça Duque de Caixas, em Santa Tereza. Já no domingo (18), às 16h, será encenada no Parque Guilherme Lage.

A montagem é definida pelo grupo como “um teatro musical brasileiro em um ato, uma chegança e uma andança”, com direção de Luiz Carlos Laranjeiras, com co-direção de Fagner Rodrigues, que merece reconhecimento por ser o autor de espetáculo tão importante em tempos que engolimos qualquer coisa vinda da Broadway e muitas vezes damos as costas para o que temos por aqui.

Sabiás do Sertão: raízes no palco – Foto: Estevam Collar

Em foco, ícones da nossa música caipira: a dupla Cascatinha & Inhana, casal no palco e na vida real, espécie de porta-bandeira de nossa música de raiz.

A montagem, com dramaturgia de Clara Roncati, revive a história da dupla, que cantou no rádio e em circos interioranos, por meio de uma companhia teatral mambembe.

Ritmos como toadas, boleros e guarânias — que evidenciam a influência de nossos vizinhos aqui na América Latina — estão presentes na obra e cativam o público, que canta junto, emocionado em reviver um tempo e um tipo de arte tão caro à nossa história artística e musical.

Que bom que ainda há artistas que, tal qual um sabiá do sertão teimoso, resistem em falar e cantar as nossas coisas.

*O jornalista Miguel Arcanjo Prado viajou a convite do FIT-BH.

Acompanhe a cobertura do R7 no FIT-BH!

Conheça a programação completa do FIT-BH

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *