O Retrato do Bob: Laura Cardoso, artista de respeito

Foto de BOB SOUSA 
Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Laura Cardoso: aos 86 anos, ela segue encantando o público diariamente – Foto: Bob Sousa

Qual atriz de 86 anos está por aí, trabalhando como uma menina e arrebatando espectadores diariamente?  Pois a paulistana Laura Cardoso faz tudo isso e muito mais. Não é à toa que esta mulher formidável se tornou uma das artistas mais admiradas e cultuadas pelo público brasileiro, seja no teatro, no cinema ou na televisão. E os paulistanos ainda têm a chance de vê-la de perto, no palco, até o próximo dia 25 de maio. Afinal, ela é estrela da peça A Última Sessão, sucesso no Teatro Shopping Frei Caneca. Laura é uma espécie de mestre de cerimônia do espetáculo escrito e dirigido por Odilon Wagner que traz no elenco mestres veteranos de nossas artes cênicas. Defensora ferrenha da liberdade e do pensamento inteligente, Laura faz sempre questão de dar dicas preciosas aos jovens. Porque tem frescor, como demonstra nesta pose para o nosso Bob Sousa. Afinal, referência incontestável, Laura Cardoso é artista de respeito.

Visite o site de Bob Sousa

Baixe o livro Retratos do Teatro, de Bob Sousa

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Phillipe disse:

    Os olhos de Laura são maravilhosos. E ela é generosa com os mais jovens. É uma artista para ser celebrada. Das vezes que assistia à novela FLOR DO CARIBE, em grande parte assistia à novela por conta dela, já que, enquanto telespectador, achava péssimo o desempenho do casal de protagonistas e do antagonista. Sentia até preguiça de ver as cenas desse trio. Mas destaco que, dessa novela, além da querida Laura Cardoso, achava também muito bons os desempenhos dos atores José Loreto, Ailton Graça, Débora Nascimento, Bete Mendes, Luiz Carlos Vasconcelos, Jean Pierre Noher, Moro Anghileri e Rita Guedes (não gostei da personagem, que achei confusa, mas gostei da interpretação da atriz, que buscou imprimir veracidade mesmo a um personagem pouco crível).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *