Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Chico Buarque será homenageado no 2º Prêmio Bibi Ferreira – Foto: Divulgação/Rolling Stone

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Olha o Chico!
O cantor e compositor Chico Buarque, que completa 70 anos no próximo dia 19 de junho, será o grande homenageado da segunda edição do 2º Prêmio Bibi Ferreira, dedicado ao teatro musical brasileiro.

Pré-primavera
O evento já tem data marcada: será no dia 8 de setembro de 2014, no Theatro São Pedro, na Barra Funda, em São Paulo.

Zé Celso vai?
Quem pensa que só tem superprodução da Broadway na parada se engana. Entre os concorrentes, estão o musical Walmor y Cacilda 64: o Robogolpe, do Teat(r)o Oficina de José Celso Martinez Corrêa.

Corrida
Ao todo, 16 musicais estão concorrendo. Entre eles, superproduções como Elis, a Musical, Jesus Cristo Superstar, Gonzagão e Crazy for You.

Mestre de cerimônia
Alessandra Maestrini vai apresentar a festa, assim como ocorreu na primeira edição do prêmio.

Agenda Cultural da Record News

A atriz Ana Kfouri em cena de Moi e Lui, um dos dois monólogos de Beckett no CIT-Ecum – Foto: Divulgação

Dobradinha
A atriz Ana Kfouri está em dois monólogos ao mesmo tempo no CIT-Ecum, em São Paulo. Ela pode ser vista tanto em Primeiro Amor (sábados, 19h) quanto em Moi Lui (sábados, 21h). Ambas as peças têm base em textos de Samuel Beckett, o grande homem do teatro mundial. Ficam em cartaz até 1º de junho com entrada a R$ 20 a inteira e R$ 10 a meia-entrada. Vai, gente!

O amor é lindo
Tem ator da praça Roosevelt, reduto do teatro alternativo paulistano, que não sai mais do Rio. Tudo por culpa de um amor global. A coluna deseja felicidade ao casal.

Não é o do Clube da Esquina
Muita gente que lê o nome do ator Betho Guedes no cartaz da peça Deus e o Diabo na Terra do Sol se engana. Ele não é o cantor mineiro do Clube da Esquina, seu xará Beto Guedes. A obra está em cartaz a partir desta sexta (23), no Espaço Sesc, em Copacabana, no Rio. É uma adaptação do filme clássico do Cinema Novo, do gênio baiano Glauber Rocha. A temporada, dirigida por Jefferson Almeida, que na peça vive Corisco, vai até 1º de junho. Pelo jeito, outra vez o sertão vai virar mar. E o mar vai virar sertão.

Musical
Deus e o Diabo na Terra do Sol é um musical com canções assinadas por Glauber Rocha e Sérgio Ricardo, aquele que quebrou o violão no Festival da Record de 1967.

Fecha de Caducidad é um dos destaques do festival Circos – Foto: David Perez

Picadeiro 
A grande São Paulo viverá 130 horas de atrações circenses nos próximos dez dias. Porque começa nesta sexta (23) a segunda edição do Circos – Festival Internacional Sesc de Circo. Além da unidade de Santo André do ABC, 12 unidades da capital sediam 23 espetáculos. Eles reúnem 160 artistas vindos de lugares como Austrália, Bélgica, Espanha, França, Inglaterra, Peru e, claro, Brasil. Saiba a programação.

Gringos
O Circos – Festival Internacional Sesc de Circo tem participação de oito companhias internacionais que trazem espetáculos inéditos em São Paulo. Entre os destaques, está Fecha de Caducidad, da Organización Efímera, que será neste fim de semana no Sesc Belezinho. O grupo tem artistas espanhóis, mexicanos, argentinos e irlandeses. A atração vinda diretamente de Barcelona é dirigida por Rob Tannion, um dos bambambãs do circo europeu. Chique.

Theatro Municipal de São Paulo: entradas para ópera Carmen estão esgotadas – Foto: Divulgação

Última chance
Estão esgotados os ingressos para a temporada da ópera Carmen no Theatro Municipal de São Paulo, em cartaz até junho. Mas resta uma última oportunidade: a CIP (Congregação Israelita Paulista) será a anfitriã da pré-estreia, nesta segunda (26) e vende os ingressos para reverter a renda a obras sociais da entidade. Custam a partir de R$ 200, no posto na rua Antonio Carlos, 653, próximo à rua da Consolação. Informações pelo telefone 0/xx/11 2808-6299. Além da presença do maestro John Neschling, que fará a abertura do espetáculo, Carmen terá a regência do maestro espanhol Ramón Tebar, com a participação da mezzo-soprano israelense Rinat Shaham, pela primeira vez no Brasil, além de outros 150 artistas de palco. Um verdadeiro time de primeira qualidade.

Baila comigo
Você sabia que crianças também podem ver espetáculo de dança contemporânea? Pois esta é a aposta do grupo Balangandãs, que apresenta a partir deste fim de semana o espetáculo Ninhos – Performances para Grandes Pequenos, na praça de eventos do Sesc Belenzinho. A entrada é franca, sempre sábado e domingo, 14h. A temporada vai até 8 de junho. Georgia Lengos dirige o espetáculo que tem seis bailarinos em cena. Além de usarem movimentos animalescos de inspiração, eles até ensinam o alfabeto para os pequeninos. Que didático.

Está acabando
Termina neste fim de semana a temporada da peça Peter em Fúria, do coletivo Pequeno Teatro de Torneado. As últimas sessões são neste sábado e domingo, às 19h. O endereço é rua Álvaro de Carvalho, 75, no centro paulistano. William Costa Lima assina texto e direção. Bruno Lourenço faz a direção musical. O ingresso custa R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada). Estão todos convidados.

Rui Ricardo Dias estreia monólogo no Sesc Ipiranga nesta sexta (23) – Foto: Bob Sousa

Lula no palco
O ator mineiro Rui Ricardo Dias, que fez o presidente Lula no filme Lula – O Filho do Brasil, de Fábio Barreto, se aventura nos palcos paulistas. Ele estreia nesta sexta (23), às 21h30, a peça A Hora e Vez, no Sesc Ipiranga. Olha ele aí acima, no clique do nosso Bob Sousa. A peça tem direção e dramaturgia por Antonio Januzelli, que se inspirou no clássico A Hora e a Vez de Augusto Matraga, do também mineiro Guimarães Rosa.

De volta às telonas
Além da peça, Rui Ricardo Dias está escalado para viver o Marechal Rondon, na série e no filme Rondon – O Grande Chefe.

Aysha Nascimento e Flávio Rodrigues em Azar do Valdemar: apresentações gratuitas em SP – Foto: Bob Sousa

Teatro de Rua
Na próxima segunda (26), acontece a última apresentação da peça Azar do Valdemar, no largo São Bento, no centro de São Paulo. Começa às 19h. Depois, entre 2 e 5 de junho, também às 19h, o espetáculo de rua será apresentado na praça do Patriarca, também no centro paulistano. A montagem da Cia. dos Inventivos é livremente inspirada no livro Viva o Povo Brasileiro, do grande Darcy Ribeiro.

Falou e disse
Causou impacto na classe teatral a última Entrevista de Quinta, com Sidney Santiago Kuanza. Corajoso, disse coisas que muita gente por aí prefere fingir que não existe. Leia.

Ninguém merece
Falando em Sidney Santiago Kuanza, uma espectadora má educada deixou o celular tocar na sessão desta quinta (22), no Espaço dos Fofos, de seu monólogo Cartas a Madame Satã ou me Desespero sem Notícias Suas. E o incômodo barulho foi justamente em um dos momentos mais silenciosos da peça. Que feio!

Antenados
Quem vive com ideias fervilhando na cabeça pode dar um pulo no Festival Path, na SP Escola de Teatro, neste sábado (24) e domingo (25). Além de palestras, a programação inclui exibição de filmes grátis no MIS, o Museu da Imagem e do Som. Saiba mais.

Puxa a faca!
Olha aí abaixo, que beleza, no clique do nosso Bob Sousa, o elenco da peça Navalha na Carne, dirigida por Marcos Loureiro e que estreia o Galpão do Teatro Garagem, em São Paulo, no próximo dia 30 de maio. Wilson Loria, Fransérgio Araújo e Anette Naiman estão no clássico texto de Plínio Marcos, morto há 15 anos. Que bom ver sua obra perdurando nos palcos!

Wilson Loria, Fransérgio Araújo e Anette Naiman, de Plínio Marcos: estreia dia 30 em São Paulo – Foto: Bob Sousa

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Phillipe disse:

    1. CARMEN deve ser mesmo imperdível.
    2. Deixar o celular ligado durante uma peça teatral é falta de respeito aos artistas e a quem está ali para ver o espetáculo. Etiqueta nota Zero!

    • Miguel Arcanjo Prado disse:

      Phillipe, vi Carmen na segunda. É mesmo imperdível. Sai texto nesta sexta. Sobre o celular: 🙁 Vergonha nacional essa falta de educação do público.

  2. Albino Ventura disse:

    O texto da peça Navalha na Carne, é muito bom, já vi várias montagens. Essa do Marcos Loureiro, deve estar formidável. Vou ver logo, logo, afinal além do texto o elenco é espetacular. Salve O Grande Plínio Marcos!!! Valeu pela dica, Miguel…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *