Atriz Olivia Martins vibra com parceria nos palcos com Fause Haten na peça A Feia Lulu

A atriz Olivia Martins em cena da peça A Feia Lulu, inspirada no mundo da moda – Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Fause Haten é realmente um artista inquieto. Tanto que sua criatividade não cabe mais só no mundo da moda. O estilista está em cartaz em São Paulo, no Teatro Faap, com a peça A Feia Lulu.

A obra é uma produção coletiva. Assinam, além do estilista, Fábio Retti, Gregory Silvar, Francisco Carlos, Marina Caron e Ondina Clais Castilho.

A obra reúne variadas linguagens artísticas e teve sua origem na performance. No enredo, a vida de um misterioso estilista. A personagem foi criada para os quadrinhos por ninguém menos que Yves Saint Laurent.

No começo nos bastidores da montagem, uma atriz foi convidada para fazer parceria com Haten no palco: Olivia Martins. Ela conversou com o Atores & Bastidores do R7 sobre teatro, moda, a amizade com Haten e a peça que chega ao fim no dia 3 de junho.

Leia com toda a calma do mundo.

Olivia Martins no camarim do Teatro Faap: peça A Feia Lulu vai até o dia 3 de junho – Foto: Divulgação

Miguel Arcanjo Prado – Como foi o convite para entrar na peça?
Olivia Martins – Em agosto do ano passado, fui chamada para trabalhar na produção dessa peça, pois se tratava de um monólogo do Fause. Com o passar do tempo, o projeto foi mudando, tomando outra forma, e o Fause começou a sentir necessidade de mais um personagem na peça, para introduzir algumas cenas para ele. E foi aí que eu saí da produção e entrei como atriz da peça.

Estilista francês Yves Saint-Laurent inspirou obra – Foto: Divulgação

Miguel Arcanjo Prado – É um espetáculo bem alternativo. Como foi o trabalho de pesquisa e composição de personagem?
Olivia Martins – No meu trabalho como produtora já estava estudando muito, durante todo o processo, sobre a vida de Yves Saint Laurent. O livro que Yves escreveu chamado A Vilã Lulu chegou às minhas mãos no ano passado, e eu fiquei enlouquecida! Sabia que eu havia sido fisgada pela personagem. Falei para o Fause: “Se você não for usar essa personagem na sua peça, eu quero montar uma peça sobre esse ela”. Acabou que o Fause usou a personagem e me chamou para ser a Ninon, a amiga da Lulu! E a personagem Ninon, que é uma criança, foi nascendo aos poucos… Tenho a sorte de dar aula de teatro para crianças de 6 a 17 anos em colégios. Observá-las me inspirou absurdamente na hora de criar e compor a personagem.

Miguel Arcanjo Prado – Você já conhecia o trabalho do Fause estilista? E o do Fause ator? Como está sendo este encontro?
Olivia Martins – Conheci o Fause quando fazíamos o curso de teatro na Escola Célia Helena. Nos formamos juntos. Primeiro, conheci o Fause ator, depois, o estilista. Isso me ajudou a não ver o Fause como um estilista famoso, e sim a vê-lo como um ator em construção, assim como eu. Ficamos amigos e o Fause me convidou para fazer assistência de figurino de musicais para ele, assistência de direção de desfile no SPFW… Foi então que surgiu A Feia Lulu e retomamos essa parceria, mas dessas vez como ator e atriz. Tem sido muito rico para nós e só tem reforçado da nossa certeza em continuarmos no caminho do teatro e da arte!

O estilista Fause Haten: ele também é ator – Foto: Divulgação

Miguel Arcanjo Prado – A peça tem referência no mundo da moda. Você é ligada a este ambiente? O que mais a atrai nele?
Olivia Martins – Não era muito ligada. Hoje, entendo mais por causa do Fause e da peça. O Fause traz esse universo para mim por meio da vivência diária dele. O que me atrai nesse universo é o poder de criação e de transformação que o estilista tem. Eles se inspiram e criam coisas absurdamente maravilhosas! Hoje, me interessa entender como uma peça é criada, desde o papel até sua chegada na passarela. Mas acho que ainda tenho muito que aprender. A moda não é algo que você compreende com facilidade, requer um olhar aguçado.

Miguel Arcanjo Prado – A temporada está chegando ao final. Como tem sido a recepção do público?
Olivia Martins – Muito positiva. O público foi generoso conosco. Graças a Deus, tivemos uma temporada muito boa de público, superando o desafio de estarmos em cartaz com uma peça que acontece às segundas e terças feiras. Tivemos público misturado, desde estudantes de diversos cursos da faculdade Faap a pessoas ligadas à moda. Conseguimos, no mínimo, fazer aquelas pessoas saírem da peça pensando bastante sobre o que tinham acabado de assistir. Está sendo muito gratificante!

Miguel Arcanjo Prado – Você espera viajar com a peça? Já tem algo agendado?
Olivia Martins – Com certeza espero viajar com a peça! Estamos em negociação com alguns festivais com os dedos cruzados, torcendo! Acredito que uma segunda temporada também possa surgir em São Paulo. Esta peça merece ser vista por mais pessoas.

Miguel Arcanjo Prado – Além da peça, você está com algum outro projeto?
Olivia Martins – Tenho projetos com outros grupos de teatro. Na nossa área não dá para ficar parado. Temos que agarrar tudo o que aparece com unhas e dentes, certo?

A Feia Lulu
Quando: Segunda e terça, 21h. 70 min. Até 3/6/2014
Onde: Teatro Faap (r. Alagoas, 903, Higienópolis, São Paulo, tel. 0/xx/11 3662-7233)
Quanto: R$ 60
Classificação etária: 14 anos

Olivia Martins e o amigo Fause Haten: parceria nos palcos une teatro e moda – Foto: Divulgação

 

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Phillipe disse:

    1. A foto de Olivia com Fause ficou excelente.
    2. Yves Saint-Laurent? Que chique! Ou melhor, como diria o próprio Saint-Laurent, “très chic”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *