O Retrato do Bob: Antonio Fagundes, pés no teatro


Foto de BOB SOUSA
Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Com Tribos, produzida por ele e na qual atua ao lado de seu filho, Bruno, o ator Antonio Fagundes demonstra seu amor pelo teatro. A peça faz sucesso no Tuca, em São Paulo, cidade para onde se mudou com os pais aos oito anos e que foi fundamental na formação do artista consciente que é. Começou no teatro estudantil em 1963 e, em 1967, quando a ditadura começava a ficar cada vez mais feroz, entrou para o elenco do histórico Teatro de Arena. Dois anos depois, foi para a extinta TV Tupi. Aos poucos, foi se tornando um dos rostos mais conhecidos da teledramaturgia. Em 1969, fez a emblemática montagem de Hair, de Gerome Ragni e James Rado, com Ademar Guerra. Trabalhou depois com diretores como Antônio Bivar, Fernando Torres, Paulo José, Flávio Rangel, Jorge Takla, Bibi Ferreira e Ulysses Cruz, entre outros. Na Globo, está desde 1976, quando integrou o elenco de Saramandaia. Três anos depois, fez sucesso ao lado de Stenio Garcia no seriado Carga Pesada, no ar entre 1979 e 1981, e que foi retomado entre 2003 e 2007. Apesar do estrelato, Fagundes jamais perdeu o vínculo com a turma do teatro paulistano. Exemplo disso é sua participação no seriado Mundo da Lua, no começo dos anos 1990, na TV Cultura, ao lado de nomes como Gianfrancesco Guarnieri, seu antigo companheiro no Arena. Considerado um dos grandes galãs da TV, Fagundes não se deslumbrou e é defensor de sua profissão. Fez questão de receber o nosso Bob Sousa em casa. Inteligente, mantém os pés no teatro.

Tribos

Quando: Sexta e sábado, 21h30; domingo, 18h. 100 min. Até 27/7/2014
Onde: Tuca (R. Monte Alegre, 1024, Perdizes, São Paulo, tel. 0/xx/11 3670-8455)
Quanto: R$ 70 (sex. e dom.) e R$ 80 (sáb.)
Classificação etária: 14 anos

Visite o site de Bob Sousa

Baixe o livro Retratos do Teatro, de Bob Sousa

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Phillipe disse:

    Realmente, o Fagundes não se deslumbrou e sempre manteve os pés no Teatro. Só acrescentaria ao texto que ele é conhecido pela memória prodigiosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *