Ladrão rouba deputado e questiona o Brasil

Carlos Nunes em cena do espetáculo: questionamento sobre maracutaias – Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Conhecido na cena teatral belo-horizontina por suas comédias debochadas, o ator e humorista mineiro Carlos Nunes está em cartaz em São Paulo com uma peça que ri e questiona o mundo político brasileiro, repleto de corrupção.

Em Comi uma Galinha e Tô Pagando o Pato, ele interpreta um presidiário que cumpre pena por ter roubado a galinha de estimação da filha de um deputado. O objetivo era alimentar sua família com fome.

O texto é assinado por Nunes e Nazir Malaheb, com direção de Fernando Couto.

Sentindo-se ultrajado pelo ocorrido, o político resolve fazer um projeto de Lei para tornar a galinha um animal sagrado no País, tal qual a vaca é na Índia.

Ao expor suas agruras na prisão, o protagonista da história cutuca a ferida de um País mergulhado nas maracutaias e gerido por gente de índole duvidosa.

Além de Carlos Nunes, também está em cena o ator André Maurício.

[r7_poll id=16140]

Comi uma Galinha e Tô Pagando o Pato
Quando: Sexta e sábado, 21h; domingo, 19h. Até 29/6/2014
Onde: Teatro Bibi Ferreira (av. Brigadeiro Luis Antônio, 931, São Paulo, tel. 0/xx/11 3105-3129)
Quanto: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada)
Classificação etária: 14 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Flavio Pincerno disse:

    Este País é o paraíso dos criminosos tanto nacionais como internacionais justamente
    porque os deputados e senadores fazem LEIS para salvar seus interêsses e em caso
    de descoberta e prisão , seus advogados tenham falhas e brechas para justificar os
    roubos e fraudes sempre alegando que a culpa é ” de outro ” , que nunca acham ….
    Assim, o criminoso comum também é beneficiado e ele vê que o crime compensa , com
    juízes velhacos que ajudam manter essa situação para ganhar o seu , dizendo que apenas
    ” obedece a lei ” , quando solta um bandido político cheio de provas em contrário ao invés
    de prender . O juiz sempre tem chance em aberto para enriquecer ….veja o juiz NICOLAU.
    Todos políticos , Ministros e Juízes , quando desmascarados , de repente ficam doentes e
    o juiz da ocasião acredita … só ele mesmo . Por que será ? !!!!!.

  2. Phillipe disse:

    Aparentemente, esse humor é ao estilo de Oscarito. Ao menos na foto, é o que dá a entender. Confesso que me atrai mais. Bem mais. Tenho sentido uma preguiça cada vez mais forte desses espetáculos do povo “descolado de plantão” com uns enredos superloucos, só para dar uma de “povo cabeça”. Se o público que assiste a uma comédia passa boa parte do espetáculo sem entender o que se passa, é sinal de que há ruído na comunicação e aí se perde em parte o objetivo do próprio espetáculo. Então, peças como COMI UMA GALINHA E TÔ PAGANDO O PATO representam um momento de frescor. Que bom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *