Morre atriz Manoelita Lustosa, aos 72 anos, em BH: “Vários artistas se espelhavam nela”, diz filha

Manoelita Lustosa era uma das principais atrizes mineiras – Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A atriz Manoelita Lustosa, que morreu nesta terça (1º), em Belo Horizonte, aos 72 anos, foi um dos grandes nomes das artes cênicas brasileiras.

Antes de ficar conhecida em todo Brasil por atuar em novelas na Record e também na Globo, a atriz fez marcantes montagens no teatro em Minas Gerais.

Manoelita Lustosa e Bruna Marquezine, em 2003, na novela Mulheres Apaixonadas: papel marcante – Foto: Divulgação

Ela morreu em casa, de insuficiência respiratória, às 9h. Sua filha, Maria Bethânia Diniz Lustosa, conversou com o Atores & Bastidores do R7.

Emocionada, contou que sua mãe foi exemplo de amor à profissão.

— A mamãe foi uma pessoa muito ativa na área cultural. Ela começou a carreira muito nova. Ela era muito competente no que fazia.

Segundo a filha, Manoelita era muito requisitada por jovens e experientes artistas.

— Vários artistas se espelhavam nela como exemplo de disciplina profissional. Ela era apaixonada pela arte e tinha um respeito enorme pelo trabalho que fazia. Ela amava ser atriz. Sempre foi muito dedicada. É uma perda enorme.

A filha conta que Manoelita não faltou ao teatro nem mesmo quando perdeu o marido, 18 anos atrás. No fim de semana da morte, subiu ao palco. Dizia que “a arte não pode parar”.

Manoelita deixa três filhas: Manoela, Maria Bethânia e Mariana, e seis netos — um casal de cada filha. O corpo será velado a partir do fim da tarde desta terça (1º), no Cemitério Parque da Colina, na região norte de Belo Horizonte, onde deverá ser sepultada na manhã desta quarta (2).

Artistas lamentam

A morte de Manoelita Lustosa foi sentida na classe artística. A diretora e atriz Yara de Novaes, afirmou que “foi uma honra” pode ter trabalho com a atriz, em Um Céu de Estrelas. O produtor Guilherme Marques, do CIT-Ecum, declarou que Manoelita deixou um “legado maravilhoso”.

A atriz gaúcha Patrícia Vilela, que atuou ao lado da colega na novela Esmeralda, no SBT, contou ao R7 que ficou muito triste ao saber da notícia.

— A gente se deu tão bem nos bastidores da novela. Era uma grande atriz e uma pessoa maravilhosa.

O ator mineiro Odilon Esteves também lamentou a morte da amiga. E lembrou-se também do episódio em que ela trabalhou logo após perder o marido.

— Manoelita fazia Na Era do Rádio quando seu esposo faleceu. Eu era adolescente e ia ver o espetáculo quase todo dia. Então, saía com eles do teatro para ir ao hospital onde ele estava internado. Na sexta-feira em que ele se foi, não teve apresentação, nem no sábado, mas no domingo, Manoelita já estava de volta ao palco. E presenciei o que só mais tarde, na escola, fui aprender como sendo o caráter votivo dessa profissão: apesar de quase toda adversidade, o artista segue seu trabalho. Uma personagem de Manoelita  cantava Último Desejo, de Noel Rosa, no espetáculo, e naquele domingo as notas da canção se misturaram a um choro profundo. Os espectadores jamais saberiam que não se tratava de representação. Coração apertado hoje! Saudade de Manoelita! E gratidão!

Clássicos e comédia

Natural de Pirapora, às margens do Rio São Francisco, Manoelita foi criada em Sete Lagoas. Desde menina, era encantada com o rádio e, depois, o teatro a TV.

Manoelita Lustosa, como Terezinha em Dona Xêpa: último papel na TV – Foto: Michel Ângelo

Foi agitadora cultural e exerceu cargos políticos na área da Cultura na região do Vale do Aço, durante o tempo em que morou na cidade de Timóteo. Mas foi em Belo Horizonte, para onde se mudou no começo da década de 1990, que sua carreira artística deslanchou.

Sua estreia como atriz foi em Tio Vânia, de Tchekhov, dirigida por Luiz Carlos Garrocho e Walmir José. Logo, chamou a atenção de importantes diretores mineiros como Pedro Paulo Cava, com quem fez o musical Na Era do Rádio, e Ílvio Amaral, que a consagrou junto ao público em comédias como É Dando que se Recebe e A Comédia dos Sexos.

Logo, Manoelita se tornou uma das mais respeitadas atrizes da cena local. Atuou em comédias rasgadas e de grande bilheteria na cena belo-horizontina, como Perigo, Mineiros em Férias. Fez ainda textos clássicos do teatro brasileiro, como Perdoa-me por me Traíres, de Nelson Rodrigues.

Seu último papel na TV foi em 2013, como a pasteleira Terezinha, na novela Dona Xêpa, na Record. Outro papel marcante de sua carreira televisiva foi na novela Mulheres Apaixonada, de Manoel Carlos, em 2003, como Inês, a avó maldosa de Salete, papel da então menina Bruna Marquezine.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Você pode gostar...

14 Resultados

  1. maria de nazareth borges disse:

    É muito triste, esta noticia , mais o que eu digo para as filhas dela que tenham forças . que nestas horas só Deus e o Espírito Santo para Fortalece-las que Deus as Abençõem.

  2. A laide disse:

    Que perda!Era uma grande atriz!

  3. July disse:

    Uma grande perda para o cenario artistico, uma grande atriz,muita força aos familiares.

  4. poliana azevedo dos santos disse:

    essa é a unica certeza que temos na vida a morte,mas quem morre em cristo é lucro ,pois só nele a salvação que DEUS conforte os corações ……

  5. Gesa Vasconcelos disse:

    Grande atriz que perdemos. Conheci Manoelita no Musical Emilinha e Marlene. Deus conforte sua familia. Só Ele é que pode confortar.

  6. Fabiano Rodrigues disse:

    Muito Humilde e Talentosa. Fará muita falta na TV. Que triste que os bons estão indo tão cedo. Sentimentos a família.

  7. sheila disse:

    excelente atriz, eu adorava assistir suas novelas.O Brasil fica mais pobre em conteúdo.vai com Deus e que ele console os fãs órfãos .

  8. Acir Oliveira disse:

    Manoelita não morreu, foi para os seios de Abraão e é mais uma estrela que brilha junto aos anjos e continuará cuidando e amando o que ela verdadeiramente gostava de fazer que é cuidar de suas filhas -Manoela, Bethânia e Mariana(Marica)e dos seus netinhos amados. Muito mais do que ser artista, Manoelita é um ser criado por Deus que sempre cumpriu os dois grandes mandamentos “Amar a Deus e Amar o seu Próximo como a Ti Mesmo”.Essa é Manoelita Lustosa, uma cabloca do norte de Minas que foi para Sete Lagoas onde pequena já mostrava seus talentos para as artes junto com, o também inesquecível trapalhão Zacarias.Mudou-se para o Vale do Aço com seu marido, o engenheiro
    metalurgico Valdejur Lustosa que foi ator, diretor de teatro e da Escola de Samba vai Quem Quer, quando tornaram-se amigos próximos de Joãozinho Trinta e da E S Beija-Flor.
    O legado cultural deixado no Vale do Aço, em especial em Acesita -Timóteo, nas artes cênicas, musicais e poéticas, além de excelente comunicadora da rádio Educadora de Coronel Fabriciano e cronista do jornal Diário do Aço nunca caiu e nem cairá no esquecimento.Porém,de tudo, o grande legado de Manoelita,com aquela sua cabeleira selvagem é o amor,respeito e carinho como sempre
    se relacionou com o ser humano sem qualquer preconceito com as diferenças,mesmo porque foi a professora que mais se destacou, no Colégio Técnico de Metalurgia de Acesita,em relações humanas.Manu,Beta e Marica temos orgulho de vcs,Manoelita vive e sempre viverá em nossos corações.

  9. Débora disse:

    Saudades, Manoelita, saudades…

  10. Marcos Valerio Alves Das Neves disse:

    Eu Amava seus Trabalhos, era uma profissional Muito Respeitada, e Perfeita nos seus papeis, até seu papéis era tão bem representados que até apareci reais na sua apresentação perfeitissima. Vai faz falta!!!

  11. Phillipe disse:

    Eu me lembro perfeitamente dela no papel da terrível vovó megera da personagem de Bruna Marquezine. Ela estava muito boa no papel, tanto que ela causava raiva, sinal de que estava conseguindo despertar no telespectador uma reação devido a sua interpretação competente. Vi a novela pois gostava das tramas de Manoel Carlos. Naquela época, as redes sociais não influenciavam tanto o desenrolar da trama. Grandes saudades desses tempos de maior liberdade criativa! No mais, que a Srª Manoelita descanse em paz!

  12. Lúcia disse:

    Familía de Manoelita Lustosa, somos serva de Deus, ficamos aqui na terra para cumprir o que temos de cumprir por determinação de D’Ele quando o fazemos, Ele com sua sabedoria nos leva para junto. Portanto descanse em paz Manoelita.

  13. eliane de souza gomes disse:

    que dor perder uma mae

  14. karina disse:

    Que dó eu adorava essa grande atriz.. Eu já gostava da Filó de Maria Esperança e da Rosario da Esmeralda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *