Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Volta a SP: O ator Rodrigo Negrini, no camarim do musical Crazy for You – Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Diga, espelho meu
Olha aí o ator Rodrigo Negrini se preparando para a volta do musical Crazy for You a São Paulo. Na superprodução de Claudia Raia, ele vive o caipira Lank Hawkins. Reestreia dia 28 de agosto, no Teatro Sérgio Cardoso, em temporada popular. Os ingressos vão de R$ 50 a R$ 60 em preço de inteira e já estão à venda. A temporada vem com novidades, como a atriz Marilice Cosenza em novos papeis.

Incorporou
A língua do povo diz que o ator Emílio Dantas, protagonista do musical Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz, está mesmo igualzinho a Cazuza. Inclusive nos bastidores.

Guerreira
Falando no musical, Lucinha Araújo, a mãe de Cazuza, tinha dito ao diretor João Fonseca que veria o espetáculo todos os dias. Depois, diante do baque de ver no palco a história do filho recontada, inclusive o período de tanto sofrimento, preferiu ser mais sensata. “Acho que vou ver só uma vez por semana”, mandou avisar. Faz bem.

Mirada 2014
O Mirada terá totens com sua logomarca espalhados por Santos, nos quais o público poderá baixar com o celular a programação do festival que acontece entre 4 e 13 de setembro na Baixada Santista. São 45 espetáculos, dos quais 25 internacionais. O lançamento da programação foi nesta quinta (14), no Sesc Santos. A coluna esteve por lá. Felipe Hirsch causou sensação com seu Puzzle – Parte D. Saiba mais.

Minuto de silêncio
Raquel Rollo, da Trupe Olho da Rua, de Santos, pediu a todos um minuto de silêncio pela morte do político Eduardo Campos, candidato à Presidência pelo PSB, e das outras vítimas no desastre aéreo em Santos, na quarta (13). Também houve comoção no elenco da peça Puzzle, porque Guilherme Weber perdeu a mãe no dia do lançamento do Mirada e não pode se apresentar.

Nervosismo
Diante de situação tão tensa, o diretor Felipe Hirsch não parava de caminhar para lá e para cá nos corredores do Teatro do Sesc Santos, enquanto a peça não começava. É mais do que compreensível.

Para todos
O Sesc Itaquera, em São Paulo, vai sediar entre 16 de agosto e 27 de setembro a 13ª Copa da Inclusão. O encontro reúne cultura, esporte e saúde mental. Cerca de 70 centros de serviço participam do encontro que deve reunir 2.400 participantes. “Queremos combater o isolamento das pessoas com deficiência e ver protagonismo, autonomia e emancipação dessas pessoas em relação à doença”, diz Ed Osuka, da ONG Sã Consciência, que promove o projeto. Coisa boa.

Tem teatro no evento Festas Brasileiras: Caixa Parangolé será encenada no Sesc Itaquera – Foto: Divulgação

Macunaíma
Os Brasis de Macunaíma é o nome da Festa Brasileira que acontece entre 16 e 31 de agosto, sempre a partir das 15h, aos sábados e domingos, também no Sesc Itaquera. Em foco, o multiculturalismo do Brasil antropofágico. Vai lá.

Teatro no parque
O diretor paulistano Pedro Granato estreia sua versão de Sonho de Uma Noite de Verão, de William Shakespeare. É neste sábado, 15h, no Parque Villa-Lobos, em São Paulo. Vai ter temporada sempre sábado e domingo, 15h, até 14 de setembro. Com entrada gratuita, a peça é encenada ao lado do campo de futebol. Não vá se perder…

Fioravante Almeida vive o pedreiro Lucas em Muro de Arrimo no Teatro Brigadeiro, em SP – Foto: Divulgação

Operário em construção
Estreia nesta sexta (15), no Teatro Brigadeiro, em São Paulo, a peça Muro de Arrimo. O texto de Carlos Queiroz Telles faz parte da história de nosso teatro. Desta vez o pedreiro Lucas será vivido por Fioravante Almeida. A peça marca a estreia de Alexandre Borges como diretor teatral em São Paulo. Fica por lá até 26 de outubro. Depois da temporada no Brigadeiro, a peça vai para o Teatro Aliança Francesa. Vale a pena conferir.

Encontro marcado
Na próxima terça (19), acontecerá às 20h, um debate sobre teatro com a diretora francesa Anne Kessler e o crítico e diretor brasileiro Sérgio Salvia Coelho. Será no Teatro Aliança Francesa, na rua General Jardim, 182, na República. A entrada é gratuita. Vai, gente!

Matías Umpierrez: depois de Nova York, ele conquista SP – Foto: Divulgação

Na boca do povo
Está dando o que falar o TeatroSOLO, do diretor argentino Matias Umpierrez, em cartaz em São Paulo, a convite de Celso Curi da Oficina Cultural Oswald de Andrade. Cada sessão é vista apenas por uma pessoa. Saiba mais.

Plínio com tudo
Já que Plínio Marcos voltou à moda nos teatros paulistanos, reestreia nesta sexta (15), às 21h, no Teatro Nair Bello, no shopping Frei Caneca, a peça Abajur Lilás. A direção é de André Garolli. A nova temporada vai até 14 de setembro. No elenco, está a mulher do diretor e também atriz Fernanda Viacava. Amor no palco e nos bastidores.

Novo palco
A turma da peça Sit Down Drama pede para a coluna avisar que não precisa ninguém se desesperar porque a temporada no Teatro Anchieta do Sesc Consolação terminou no último domingo (10). Já está acertada a ida para o Teatro Gazeta, na av. Paulista, 900, onde estreia dia 22 de agosto. Fica até 14 de setembro. O ator Danilo Grangheia rouba a cena, como sempre.

Aplauso
Na última sessão no Teatro Anchieta, vários atores estavam na plateia. Entre eles, Maria Casadevall. Aplaudiu calorosamente no fim.

José Celso Martinez Corrêa, o Zé Celso: 53 anos de Oficina na rua Jaceguai, 520 – Foto: Bob Sousa

É pique, é pique!
Zé Celso manda avisar que o Teat(r)o Oficina faz 53 anos de instalação no mesmo endereço neste sábado (16). A festança será com a peça Cacilda!!!!! A Rainha Decapitada no emblemático espaço da rua Jaceguai, 520, no Bixiga. O ingresso custa R$ 30 a inteira e dá para levar aquele amigo gringo, já que peça tem legendas em inglês.

Comes e bebes
Os meninos do Oficina reforçam que depois da peça quem quiser pode dar pinta no Nick Bar, que fica no famigerado terreno de Silvio Santos nos fundos do teatro. As gostosuras são feitas pelo restaurante Le Cassarole, aquele famoso do largo do Arouche que até música do Criolo virou.

Festas múltiplas
São três datas emblemáticas na história do Oficina: além de 16 de agosto de 1961, quando o Teat(r)o Oficina foi inaugurado, comemora-se também 3 de outubro de 1993, quando foi inaugurado o atual edifício projetado por Lina Bo Bardi e Edson Elito, chamado de Terreiro Eletrônyko, e 28 de outubro de 1958, quando foi encenada a primeira peça do grupo de Zé Celso.

Sanduíche íche
Em 1961, quando foi inaugurado no mesmo 520 da rua Jaceguai, o Oficina tinha um palco entre duas arquibancadas, uma de frente para a outra. Na época, ganhou o apelido de teatro-sanduíche.

Foto histórica do ensaio de A Vida Impressa em Dólar, do Oficina, em 1961 – Foto: Arquivo Oficina

Perda do cabaço
A peça que inaugurou o Teat(r)o Oficina em 1961 foi A Vida Impressa em Dólar, de Clifford Odets, com direção de Zé Celso, é claro.

Confusão
Um dia após a estreia a censura proibiu o espetáculo e mandou lacrar o teatro. A peça só voltou ao cartaz depois que o presidente Jânio Quadros renunciou.

Vista lateral do Teat(r)o Oficina, um dos principais grupos do teatro brasileiro – Foto: Felipe Stucchi

Mineira na EAD
Grace Passô, diretora do Grupo Espanca! de Belo Horizonte, foi convidada para trabalhar com a turma 63 da Escola de Arte Dramática da USP, a EAD. Fez direção e dramaturgia da peça Carne Moída. Fica em cartaz por lá no Campus Butantã até 24 de agosto. Grace está podendo.

Um charme
O Teatro do Sol, do Grupo Gattu, é sofisticado e charmoso. Um verdadeiro oásis intelectual na zona norte paulistana. As poltronas vermelhas nas quais se senta o público são confortabilíssimas. Saiba mais sobre a peça Reino, que está em cartaz por lá.

Gente do povo
Márcio Araújo, que dirigiu o musical Nara, está de volta ao batente com uma nova temporada paulistana de Um Mestre Brasileiro. A montagem, que celebra o maranhense Mestre Raimundo Irineu Serra, ficará em cartaz entre 29 de agosto e 28 de setembro no Teatro Alfredo Mesquita, em Santana, na zona norte de São Paulo. Popular, o espetáculo é uma espécie de homenagem ao teatro de rua e aos heróis anônimos deste Brasil. Uma belezura!

Peça Um Mestre Brasileiro será encenada no Teatro Alfredo Mesquita em São Paulo – Foto: Divulgação

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

 

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Eduardo de Almeida Dantas disse:

    Curti. Parabéns pelo projeto………….

  2. Phillipe disse:

    1. Como já disse anteriormente, lamento por Guilherme Weber. É perfeitamente compreensível que ele não pudesse atuar no dia.
    2. A proposta de TeatroSOLO é absolutamente incrível. Chique demais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *