O Retrato do Bob: Alexandre Falcão, rumo ao norte

Foto BOB SOUSA
Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Cerca de 2.000 quilômetros separam Tupi Paulista e Porto Velho. A primeira, no extremo oeste de São Paulo. A segunda, nos rincões amazônicos do norte do País. No meio desta longa trajetória feita por Alexandre Falcão, está uma parada fundamental em São Paulo. Ele começou no teatro cedo, no Cefam de sua terra natal. Filho de uma professora de biologia, sempre gostou de arte engajada com a natureza. Tanto que formou-se em gestão ambiental na USP (Universidade de são Paulo) e depois fez mestrado em artes na Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho). Orientado pelo prof. dr. Alexandre Mate, estudou teatro de rua e política. E disso entende muito bem: é membro do coletivo Alma (Aliança Libertária Meio Ambiente), em Itaquera, zona leste paulistana. Em 2014, passou no concurso da Universidade Federal de Rondônia e tornou-se professor do curso de teatro desta instituição. Pegou as malas e voou para o norte do país com um sonho em mente: misturar arte, teatro e natureza. Um dia antes de embarcar no avião para Porto Velho, posou para nosso Bob Sousa nos corredores do Instituto de Artes da Unesp, na Barra Funda, em São Paulo. Lugar que já faz parte de sua nostalgia.

Visite o site de Bob Sousa

Baixe o livro Retratos do Teatro, de Bob Sousa

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Luciano Oliveira disse:

    Genial esse cabra!

  2. Wandes Leão disse:

    Seja muito bem vindo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *