Luiz Guilherme é serial killer em peça em SP

O ator Luiz Guilherme vive assassino em série em peça de teatro – Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

No momento em que o Brasil discute a profusão de assassinos seriais que trazem o medo à sociedade, uma peça vai abordar o tema no palco. Afinal, o teatro está sempre atento ao que se passa na sociedade.

O ator Luiz Guilherme se prepara para conquistar o público paulistano com a peça O Velho, que estreia em 5 de novembro no Teatro Augusta (r. Augusta, 943, tel. 0/xx/11 3151-4141 ).

Na obra, vai interpretar um senhor setentão que resolve confessar ter cometido 45 assassinatos a um jovem repórter, papel de Antonio Fragoso.

A peça escrita por Márcio Alemão Delgado tem inspiração no clássico de Hollywood O Silêncio dos Inocentes. Assim como o papel de Anthony Hopkins no filme, o assassino de Luiz Guilherme também tentará seduzir o jornalista durante a entrevista, gerando um clima de tensão desconcertante.

A obra ficará em cartaz até 27 de novembro, sempre quarta se quintas, 21h, com entrada a R$ 40 a inteira e R$ 20 a meia-entrada. A direção é de Sacha Celeste.

Veja o vídeo com o convite do ator Luiz Guilherme, feito pela equipe de Comunicação da Record:

[r7_poll id=19404]

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. luiz guilherme disse:

    Obrigado Miguel!
    OBRIGADO!

  2. Phillipe disse:

    Ótima enquete! Votei pelo “sim” e, até o momento, vi que é a resposta de 100% dos internautas. E aqui cabe a reflexão de que, se os assassinos seriais estão proliferando, há que se verificar que as políticas públicas atuais têm sido ineficientes, ineficazes e obsoletas perante o assunto. Cabe à sociedade reacionar perante o problema, de forma organizada e dentro da legalidade. É como um doente que reclama de dor mas não toma os remédios prescritos pelo médico: lamentar-se apenas não adianta. Mudar é preciso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *