Domingou: A boca fala do que o coração está cheio


“Com tanto ódio compartilhado, os corações estão prestes a explodir de tanta coisa ruim estocada” – Foto: Thinkstock

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Lá em Belo Horizonte, minha mãe sempre diz, desde que me entendo por gente: “A boca fala do que o coração está cheio”.

A frase de Cristo nunca foi tão apropriada quanto nestes últimos dias, em que vimos, incrédulos, pessoas conhecidas vomitando preconceito nas redes sociais, sem ao menos pensar duas vezes antes de apertar enter.

É um sintoma dos nossos tempos de relações líquidas, como definiu o sociólogo polonês Zigmund Bauman. Como é tudo virtual, a pessoa diz o que quer sem ver, presencialmente, a reação do outro. O outro não importa neste mundo de tanto egoísmo.

No conforto do lar e diante de seu computador, é muito mais fácil ser covarde e criminoso. Se fosse, por exemplo, na mesa do bar, seria preciso encarar o desagravo dos demais, a réplica imediata e, até mesmo, a expulsão da mesa, dependendo da gravidade do impropério proferido.

Mas a internet é essa terra de ninguém. As redes sociais que serviriam para integrar tudo e todos em uma comunicação instantânea viraram uma arena de ideologias deformadas e de informações propagadas sem o mínimo de verificação. E, claro, de ataques.

Pessoas se ofendem sem pensar duas vezes. Destroem num clique relações de anos. É um excesso de demência e covardia.

Uma coisa é certa: falta leitura inteligente ao nosso povo, que compra qualquer “verdade” pré-fabricada com este fim: servir como discurso pronto a ser repetido pelas matracas da vida.

Pensar por conta própria é difícil. Exige tempo, referências, esforço e, sobretudo, inteligência para a análise minuciosa de tudo. Não é tarefa simples.

Com tanto ódio compartilhado, os corações estão prestes a explodir de tanta coisa ruim estocada. Para evitar a morte imediata, resta a estes seres abrir a boca em uma explosão de falta de respeito ao outro, de amor ao próximo.

Vendo tudo isso, penso eu, quieto no meu canto: minha mãe estava coberta de razão quando sempre me advertiu, repetindo com toda confiança a bela frase de Jesus Cristo: “A boca fala do que o coração está cheio”.

*MIGUEL ARCANJO PRADO é jornalista e anda com medo de gente. A coluna Domingou, uma crônica semanal, é publicada aos domingos no blog Atores & Bastidores do R7.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *