Fotógrafos ficarão de olho na Satyrianas 2014

Tiago Martelli e Mariana Hein participam da Satyrianas 2009 – Foto: Lindsay Oliveira/Coletivo Fotomix

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Todos os artistas — e pessoas interessantes, é claro — da cidade rumam para a praça Roosevelt, em São Paulo, durante as Satyrianas.

O evento, que debuta em 2014, em sua 15ª edição, que ocorre entre 20 e 23 de novembro, promete as 78 horas ininterruptas de sempre de muita arte. Além de celebrar os 25 anos do grupo Os Satyros, idealizador do festival.

Para registrar tudo para o futuro, um batalhão de fotógrafos acompanhará cada detalhe (muito cuidado na hora de aprontar), seja de teatro, música, cinema ou artes plásticas.

É o Coletivo Fotomix, idealizado por Luciana Camargo e que participa pela sétima vez do evento e inaugura parceria com o projeto Humans of São Paulo, que registra histórias de moradores da metrópole e conta com 30 mil seguidores nas redes sociais.

Uma exposição gratuita ficará em cartaz até dezembro com as melhores fotos do Coletivo Fotomix nas seis edições anteriores no hall da SP Escola de Teatro, também na praça Roosevelt.

O Coletivo Fotomix tem idealização e organização de Luciana Camargo e conta com coordenação de Fábio Silva, Fábio Fioravanti, Giórgio D’Onófrio, Giovana Pasquini e Will Prado.

Participam ainda os fotógrafos convidados Alex Radoux, André Murrer, Bella Tozini, Bruna Fernandes, Daniel Garcia, David Samulionis, Érica Olbera, Gastão Guedes, Inês Correa, Kennedy Silva, Luciana Zacarias, Marco Antonio de Ávila, Natália Ranhel, Nil França, Noel Filho, Paula Cipriano, Paula Nogueira, Renato Peixoto, Vagner Click, Vivi Carvalho e Vivian Sechin.

Conheça a página do Fotomix

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Phillipe disse:

    Acredito que cada um é livre para ir ao local do qual gosta. Não acho que só as pessoas interessantes estejam na Praça Roosevelt durante as Satyrianas. Para quem gosta, que vá e se divirta.
    Mas acho que deve haver várias outras pessoas igualmente interessantes em cinemas, em igrejas ou em qualquer outro lugar, inclusive em casa, fazendo o que desejam.
    Eu, por exemplo, acho interessantíssimas as pessoas religiosas que visitam doentes em hospitais, levando palavras de conforto a muitos que estão esquecidos pelas famílias. Aliás, é triste ver que tem gente que vive em festas, curtindo bastante (inclusive registrando as múltiplas baladas através de “Selfies” propagadas em redes sociais), mas é incapaz de passar uma tarde que seja num hospital visitando pai, mãe, irmão, avó ou tia doente. É como se todo o amor que essas pessoas – hoje acamadas – não tivesse existido na vida dessas pessoas. Aí é a hora em que se vê a capacidade de gratidão de cada um!

  2. Dirceu disse:

    Philipe este é um blog que se ocupa do teatro. Quando a matéria fala de pessoas interesantes se refere aquelas “interesantes” para o fazer teatral. Se o blog se ocupasse de outros temas acharia interesante outras pessoas entre elas as que você nomeu. Abraço

  3. Phillipe disse:

    Respeito o pensamento de todos e gosto que respeitem o meu. Se o blog fosse exclusivamente sobre Teatro, não haveria uma matéria específica sobre a polêmica do jogo do Grêmio e, no entanto, houve. O blogueiro escreve essencialmente sobre Teatro, mas, por ser o blog dele, pode escrever sobre o que desejar. Apenas segui o estilo do blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *