Veja 7 destaques da Satyrianas na praça Roosevelt

Diva maior da praça Roosevelt: Phedra D. Córdoba fará show e terá vida contada em filme no primeiro dia das Satyrianas, nesta quinta (20), a partir das 20h, na Matilha Cultural – Foto: Bob Sousa

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Entre as 18h desta quinta (20) e a meia noite de domingo (23) acontece a 15ª da Satyrianas 2014. O evento reúne 2.500 artistas de diversas áreas, como teatro, música, cinema, circo e artes plásticas. O epicentro da festa paulistana é a praça Roosevelt, no centro. Pensando nisto, o Atores & Bastidores do R7 selecionou sete destaques do evento pela região. Aproveite!

1 – Show e filme de Phedra D. Córdoba
Logo na primeira noite da Satyrianas, a maior diva da praça Roosevelt, Phedra D. Córdoba (foto acima), fará pocket show antes da exibição do documentário sobre sua volta a Havana: Cuba Libre, de Evaldo Mocarzel. Quinta (20), a partir das 20h, na Matilha Cultural (r. Rego de Freitas, 542, do outro lado da rua da Consolação, de frente para a praça Roosevelt). Pague quanto puder.

Hugo Possolo vai se apresentar com os Parlapatões na praça Roosevelt – Foto: Weslei Soares

2 – Combo Paralapatões
O circo armado na praça Roosevelt recebe o espetáculo Parlapatões: Clássicos do Circo, com números de grande sucesso da trupe paulistana, que conta com Raul Barretto, Hugo Possolo (fotoa acima), Fabek Capreri, Alexandre Bamba e Hélio Pottes. Sábado (22), 18h, na praça Roosevelt. Pague quanto puder.

Barroco: bailarino Ivan Bernadelli está na Satyrianas com a Dual Cena Contemporânea – Foto: Divulgação

3 – Sagrado e profano
O mundo do barroco, a mineração e a escravidão são temas do espetáculo de dança Terra Trêmula da Dual Cena Contemporânea dirigida por Ivan Bernadelli (foto acima), que dança ao lado de Mônica Augusto e Junior Gonçalves. Sexta (21), 23h30, no 6º andar da SP Escola de Teatro (praça Roosevelt, 210). Pague quanto puder.

Edição especial do projeto Chefs na Rua vai alimentar os artistas e o público – Foto: Divulgação

4 – Ai, que fome!
Entre uma peça e outra dá para dar uma abastecida na Feirinha Gastronômica montada na praça Roosevelt pelo mesmo grupo que realiza o projeto Chefs na Rua (foto acima). Dez barraquinhas servem gostosuras indianas e nordestinas, como o famoso sanduíche Cabra da Peste (carne de sol desfiada com queijo coalho e torresmo com queijo gratinado no pão ciabatta). Quinta (20), de 18h às 23h59; sex (21), sáb. (22) e dom. (23), das 12h às 23h59, na praça Roosevelt. Preço variado.

Soraya Martins está na peça Como Matar a Mãe – 3 Atos na Satyrianas – Foto: Guto Muniz

5 – Alô, mamãe!
A peça da Sofisticada Cia. de Teatro, de Minas Gerais, faz um mergulho na biografia dos artistas para expor no palco o difícil relacionamento entre mães e filhos. Como Matar a Mãe – 3 Atos fez sucesso em Belo Horizonte e traz Léo Kildare Louback (também autor) ao lado de Fabiane Aguiar e Soraya Martins (foto acima). Domingo (23), às 23h, na SP Escola de Teatro (praça Roosevelt, 210). Pague quanto puder.

Cabeça atormentada: Ricardo Corrêa está em cena em Coração Dark Room – Foto: Divulgação

6 – No escurinho
Inspirada livremente na obra de Caio Fernando Abreu, a peça Coração Dark Room faz um mergulho na mente de um assassino em série com direção e atuação de Ricardo Corrêa (foto acima). Sexta (21), 23h59, no Espaço dos Parlapatões (praça Roosevelt, 158). Pague quanto puder.

O ator Carlos Jordão: peça da Satyrianas será feita com ajuda do Whatsapp – Foto: Divulgação

7 – Olho no celular
Telefone não é problema nesta peça da Satyrianas 2014: Whatsapp – Teatro Sonoro. Os três atores, Aleirbag Pas, Carlos Jordão (foto acima) e Diana Souza convidam os transeuntes da praça a conhecerem um novo e instigante formato teatral feito em um grupo do aplicativo Whatsapp. Cada grupo e temática terão duração de seis horas. O texto e a direção são de José Sampaio (foto). Sexta (21) e domingo (23), às 22h, na praça Roosevel. Pague quanto puder.

Veja o site da Satyrianas e monte sua programação!

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Phillipe disse:

    Realmente só pelo título, essa tal peça “Dark Room” já levanta polêmica. Sinceramente, sentiria desgosto de ver algo assim. Respeito o trabalho dos envolvidos, acho até que eles devem estudar muito para passar para o público esse tipo de tema. Eu, se fosse ator, sairia exausto ou com dor de cabeça depois de uma apresentação de uma peça com esse tema porque, para mim, é algo muito chocante. É uma realidade? Sim, é. Depois de ver a proliferação de temas polêmicos e pesados, está acontecendo algo comigo que jamais imaginava: estou começando a gostar de musicais. Realmente o mundo ainda tão pesado e deprê que é preciso ver coisas leves. Particularmente, se eu fosse ser entrevistado durante as Satyrianas, iria dizer que, hoje, acho que seria absolutamente revolucionário ver uma peça com uma protagonista totalmente virgem e puríssima. Antigamente, lia em revistas que o sonho de muitas atrizes era interpretar prostitutas, pelo desafio que representa. Hoje, com essa estética da perversão que vem crescendo, eu acho que o desafio é interpretar uma personagem superpura de virgindade quase santa.

  2. Armando augusto Cotrim disse:

    Desculpe mas não colocar como destaque a intervenção poética do Grupo Sensus com sua diretora atuando arrasadoramente há 15 metros de altura é como não ter ido à praça.Thereza piffer atriz reconhecida dos palcos brasileiros está maravilhosa atuando e emocionando no meio da praça no alto de um guindaste azul.! impossível não ser um dos seus destaques, miguel. O Grupo Sensus mais uma vez foi surpreendente e emocionante . Só se falou nisso. coloca ela aí nos seus destaques !

    • Miguel Arcanjo Prado disse:

      Armando, tudo bem? Primeiramente, obrigado pela leitura e pela mensagem. Provavelmente, você não acompanhou toda a nossa cobertura do evento, já que demos grande destaque para a performance do Grupo Sensus; inclusive nosso fotógrafo, Eduardo Enomoto, subiu com eles nas alturas para registrar a experiência para nosso internauta, o que foi feito em diversas fotos ao longo de nossa cobertura. Inclusive dediquei texto exclusivo a falar sobre as experiências diferentes de teatro ao longo do festival, incluindo o Sensus e seu guindaste. Forte abraço! Ps. Segue o link da cobertura completa do R7 na Satyrianas: http://entretenimento.r7.com/blogs/teatro/tag/satyrianas/

  3. Armando Augusto Cotrim disse:

    É isso aí Miguel ! É que fui direto nos ” destaques da Satyrianas ” e eles não estão … Uma pena! A cobertura completa eu vi sim. Aliás li tudo. Adoro seu blog e tudo que vc escreve. Só acho MESMO que eles do Sensus deveriam estar entre seus sete destaques. Vamos ver o que eles aprontam nas Satyrianas do ano que vem… sou fã. Pronto falei. eles , o Sensus e a Thereza Piffer são demaisssssssssssss .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *