Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Atores do Teatro Kunyn nas ruas de Buenos Aires, Argentina – Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Orgia
Ronaldo Serruya, Paulo Arcuri, Luiz Gustavo Jahjah e Luiz Fernando Marques, o Lubi, os integrantes do Teatro Kunyn, passaram o começo do ano em Buenos Aires, na Argentina. Tudo para pesquisar a fundo o tema da peça Orgia ou de como Corpos Podem Substituir as Ideias, que vão estrear em junho no parque Trianon, em plena avenida Paulista, em São Paulo. Ah, quando estrearem Orgias, os meninos também voltam com a peça Dizer e Não Pedir Segredo, apresentada em apartamentos paulistanos.

Orgia 2
Os três atores e Lubi, que também é diretor do Grupo XIX de Teatro, se inspiraram no livro Orgia: Os Diários de Tulio Carella, Recife 1960 para criar a peça, que ainda contará com mais atores no elenco, escolhidos em oficina que começou no último dia 26 e vai até 15 de abril. Só puderam se inscrever homens maiores de 18 anos.

O trio de atores nos bosques do bairro de Palermo, em Buenos Aires – Foto: Divulgação

Orgia 3
É que o livro do dramaturgo, jornalista e poeta argentino Tulio Carella que inspirou a obra conta os encontros sexuais do intelectual com brasileiros no período de dois anos em que viveu na capital de Pernambuco. Ele ficou encantado com os rapazinhos pernambucanos. Na Argentina, os artistas do Teatro Kunyn perambularam por brechós portenhos, onde compraram peças para o figurino da peça.

Orgia 4
Para não fazer feio na língua castellhana em Buenos Aires, os atores do Grupo XIX tiveram aulas particulares de espanhol com o ator argentino Juan Manuel Tellategui, radicado em São Paulo.

Licenciado em teatro
Falando em Tellategui, ele está todo sorridente e muito mais calmo. Entregou esta semana seu Trabalho de Conclusão de Curso de Licenciatura em Teatro na Faculdade Paulista de Artes. Ele, que começou a graduação no IUNA (Instituto Universitário Nacional de Artes de Buenos Aires), terminou no Brasil. Agora, só espera a formatura para posar com capelo, beca e diploma. Parabéns.

Licenciado em teatro 2
O tema da monografia foi O Sistema Pedagógico da SP Escola de Teatro no Processo de Criação Fora do Âmbito Escolar. A pesquisa é resultado do processo da peça Hermanas Son las Tetas, peça escrita e dirigida por Tellategui que esteve no último festival Satyrianas e contou em sua criação com o método estudado por ele no curso de atuação da SP Escola de Teatro, dirigida por Ivam Cabral.

Barulhinho bom
Falando nele, o ator Ivam Cabral anda ouvindo o disco Nostalgia, o novo álbum de Annie Lennox.

Beleza é fundamental
Ivam, ao saber da morte de Odete Lara, nesta semana, decretou: “Odete Lara juntamente com Norma Bengell, Maria Della Costa e Tonia Carrero são as brasileiras mais lindas que pisaram no planeta Terra”.

Ivam Cabral e Laura Cardoso em encontro na SP Escola de Teatro – Foto: Divulgação

Grande dama
E Ivam ainda disse outra frase certeira nesta semana. Ao receber a visita de Laura Cardoso na SP Escola de Teatro, resumiu: “Laura é tudo o que eu acredito – e espero – do teatro”. Falou bonito.

Generosa
Por falar em Laura Cardoso na SP Escola de Teatro, ela teve de fazer selfie praticamente com a escola inteira. Generosa, não negou um só pedido. Uma fofa.

Tá certa
Marba Goicochea, nossa linda atriz peruana do teatro paulistano, tem uma meta para 2015: ficar longe de gente e de atitudes que drenam a energia da gente. Está coberta de razão.

Lidiane Shayuri e Michael Keller levam Sarah ao Teatro Augusta para ver Cinderela, o Musical; à dir., Lidiane e Sarah com os atores Marcos Teixeira, Natália Foschini – Foto: Divulgação

Sarah e a Cinderela
A apresentadora da Record News Lidiane Shayuri e o repórter do Domingo Espetacular, da Record, Michael Keller levaram a pequenina Sarah ao teatro. Foram ver Cinderela – O Musical. Sarah vibrou com as cenas românticas e, claro, interagiu com o elenco, conta a mamãe à coluna. Ao fim da sessão, fizeram o registro com Cinderela e o Príncipe. A peça dirigida por Marina Costa está em cartaz no Teatro Augusta, em São Paulo, sábado e domingo, às 15h, até 1º de março. A entrada é R$ 60 a inteira e R$ 30 a meia-entrada. Estão todos convidados a levar os pequeninos.

Titio
Depois de Cléo De Páris, agora chegou a vez de o ator Gustavo Ferreira virar titio. Cleozinha, que já é mestre no assunto, vai lhe dar algumas dicas. Este vosso colunista também está à disposição para aconselhar sobre o tema. A primeira dica é comprar um brinquedo bem exclusivo e artesanal para o bebê que vai nascer.

Posso mandar um beijo?
A coluna aproveita a deixa para mandar os parabéns aos primos Luciana Duarte e Gabriel Cerletti pelo nascimento da pequena Lara, lá em Buenos Aires. O titio brasileiro está todo babão. Para Cecília não ficar com ciúme, já que é a sobrinha mineira deste colunista, aqui também vai um beijo pra ela.

Alice Zamur mostra toda a sua elasticidade para encarar Alice – Foto: Divulgação

Estica e puxa
Olha quanta elasticidade tem a atriz e cantora Alice Zamur, protagonista de Alice – O Musical. A estreia já está marcada. Será em 21 de fevereiro, no Teatro Viradalata, em São Paulo. Max Oliveira assina a direção. O moço já integrou o elenco de musicais consagrados na cena brasileira, como Cats e Miss Saigon, além de ter feito O Rei Leão na Espanha e Austrália. Que poder!

Pausa para a folia
Os meninos da peça Hamelete – O Cordel pedem para a coluna avisar que não haverá sessões nos dias 14 e 15 de fevereiro, por conta do Carnaval. Mas a peça volta ao Armazém Cultural, em São Paulo, no dia 21 de fevereiro e fica por lá até 29 de março. Recado dado.

Luiz Buranga como a divertidíssima personagem Dona Coca: sucesso baiano – Foto: Divulgação

Coca para todos
Atenção, baianos: o ator Luiz Buranga incorpora a divertida personagem Dona Coca na peça homônima mais uma vez. Tem sessão em Salvador, no Centro Cultural de Plataforma, no sábado (7), às 20h, e no domingo (8), às 17h. O ingresso é baratinho: R$ 10 a inteira e R$ 5 a meia-entrada. Buranga integra A Outra Cia. de Teatro, grupo talentoso que faz um barulho danado na Bahia. São queridos da coluna.

Nasce um romancista
O ator e jornalista Valmir Martins escreveu dois livros: Tele e Os Poderes. Vai registrar nos próximos dias na Biblioteca Nacional e depois vai mandar para as editoras. A coluna deseja sucesso.

Humildade
Dira Paes foi um amor de pessoa em sua passagem pela 18ª Mostra de Cinema de Tiradentes. Tirou foto com quem lhe pediu, sempre com um sorriso no rosto e muita educação.

A diretora Juliana Rojas, os atores Eduardo Gomes e Luciana Paes, e o produtor Carlos Barbosa, da Avoa Filmes, na sessão do longa Sinfonia da Necrópole em Tiradentes – Foto: Leo Lara/Universo Produção

Tiradentinos
Os atores Eduardo Gomes e Luciana Paes também foram muito elogiados em sua passagem por Tiradentes, onde participaram da exibição do filme Sinfonia da Necrópole, da cineasta Juliana Rojas, no qual são protagonistas. A exibição lotou o largo das Forras, no centro histórico da cidade mineira, onde foi montado o Cine-Praça. Um verdadeiro sucesso. Edu e Luciana, que são uns queridos, gostaram tanto da cidade histórica mineira que não queriam mais voltar para São Paulo. É que em Tiradentes ainda tem água. A coluna compreende perfeitamente e confessa: teve a mesma dúvida.

Transex
A diretora Cibele Forjaz já marcou a data de estreia da nova peça da Cia. Livre: Maria que Virou Jonas ou A Força da Imaginação. Será no dia 19 de fevereiro, no Sesc Belenzinho, onde fica em cartaz até 15 de março. A obra tem no elenco Lúcia Romano e Jonas Couto, que vivem dois atores transexuais que estão montando a peça A Força da Imaginação. Segundo a diretora, “trata-se de um jogo de metateatro, uma peça dentro da peça”. É a décima peça do grupo sediado na Barra Funda e que tem 15 anos de história. Merda.

Síntese
A coluna está com a pulga atrás da orelha: por que os nomes de espetáculos da cena paulistana estão cada vez maiores?

Phedra D. Córdoba, a diva cubana dos palcos: coroação como rainha da Banda do Fuxico, em São Paulo, neste domingo (8) – Foto: Bob Sousa

Phedra, a Rainha
Phedra D. Córdoba, a Diva Automática, como decretou para todo o sempre Alberto Guzik, será coroada rainha da Banda do Fuxico, bloco carnavalesco que desfila neste domingo, a partir das 10h, no largo do Arouche, centro de São Paulo. A coroação de Phedra deve acontecer à tarde. Ela está em polvorosa para receber a devida homenagem.

Documentário
Falando em Phedra, o documentário sobre sua volta a Cuba, dirigido por Evaldo Mocarzel, já pode ser visto pelos mineiros. O filme Cuba Libre está em cartaz no Cine 104, na praça da Estação, em Belo Horizonte. Mineiros, uni-vos para prestigiar Phedrita!

Banda Redonda
Falando em bloco de Carnaval, a Banda Redonda, tradicional reduto de artistas do teatro, já que teve Plínio Marcos à sua frente por muito tempo, se concentra na segunda (9), a partir das 19h, em frente ao Teatro de Arena, ali na esquina de avenida Ipiranga, rua da Consolação e rua Teodoro Baima, na República. A ida é obrigatória à turma do tablado. Plínio Marcos, do céu, agradece.

Lulu Librandi, em foto de 2012: Brasil perde grande produtora teatral – Foto: Amauri Nehn/AgNews

Luto nos palcos
Foi cremado na tarde desta sexta (6) o corpo da produtora teatral Lulu Librandi. Ela morreu nesta quinta (5), em São Paulo, aos 74 anos, vítima de fibrose pulmonar. Lulu deixa marcada a história do teatro brasileiro com produções fundamentais para nossos palcos.

Agenda Cultural da Record News desta sexta (6):

 

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

 

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Phillipe disse:

    Realmente não pagaria para ver a tal peça. Isso me soa a ode a turismo sexual, o que é algo lamentável e que merece ser ferozmente combatido. Como se, para os gringos, o Brasil só servisse para isso. Pernambuco certamente tem muitos outros atrativos, bem mais interessantes. Pagaria, sim, com a maior tranquilidade e boa vontade, para ver uma peça sobre o folclore pernambucano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *