Bloco do teatro, Banda Redonda sai nesta segunda

Banda Redonda desfila no centro de SP: bloco foi fundado em 1972 por artistas e jornalistas – Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Eram anos de chumbo da ditadura militar, e o Bar Redondo, em frente ao Teatro de Arena, no centro de São Paulo, era uma espécie de refúgio de artistas, jornalistas e outros boêmios com ideias libertárias. Foi em uma de suas mesas que Carlos Costa, o Carlão, Plínio Marcos, Chico de Assis, Oswaldo Mendes, Luiz Carlos Parreira, Aldo Bueno e Henrique Lisboa, o Taubaté, se uniram para fundar a Banda Redonda.

Quarenta e três anos depois, o bloco mais antigo do centro de São Paulo volta a desfilar, nesta segunda (9), com concentração a partir das 19h, em frente ao Arena, na esquina de rua Teodoro Baima com av. Ipiranga e rua da Consolação, com presença da Corte do Samba Paulista. O desfile começa às 21h.

Carlão define o público do bloco: “Nossa gente é essa aí: atores, jornalistas, boêmios, artistas do cinema, televisão sambistas, pintores, gente da noite, do dia, da madrugada e de todas as horas, enfim, gente que cultua a nossa cultura popular”.

Sambas e marchinhas tocados pelos 30 integrantes da Banda do Fumaça vão animar os foliões. Todos na voz dos cantores Aldo Bueno, Douglas Franco, Germano Mathias, Jandir, João Borba, João Pedro, Mazinho do Salgueiro e Silvio Modesto.

Troféus

Durante a concentração, haverá a entrega do Troféu Banda Redonda, por Carlão, a personalidades da cidade. A lista dos que vão receber a honraria já está prontinha. E o blog adianta os nomes que serão chamados no alto do carro de som: Adriano Diogo (Presidente da Comissão da Verdade do estado de São Paulo Wladimir Herzog), Dulce Muniz (atriz e diretora de teatro), Julio Calasso (ator, documentarista e diretor de cinema), Wilson Martins Poit (Presidente da SPTuris).

E ainda haverá novidade: neste ano, pela primeira vez na história da Banda, o troféu será entregue a uma peça de teatro: “As Insubmissas”, de Oswaldo Mendes, em cartaz no Teatro de Arena, espaço que comemora seus 60 anos. Moisés da Rocha, do programa O Samba Pede Passagem, será o apresentador. Já a rainha da Banda Redonda e porta-estandarte é a bailarina Dan Sonora.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Phillipe disse:

    Aplaudo a cultura popular. Também gosto de marchinhas carnavalescas, inclusive um de meus álbuns favoritos é FANTASIA, de Gal Costa.

    • Miguel Arcanjo Prado disse:

      Quanta tristeza, meu caro! Sinto muito. Que ele seja homenageado no desfile deste ano. Um forte abraço e meus sentimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *