Renata Sorrah se junta a elenco dos sonhos em nova peça da Cia. Brasileira

Elenco dos sonhos de Krum, da Cia. Brasileira, é encabeçado por Renata Sorrah – Foto: Nana Moraes

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Imagine só conseguir reunir, em um mesmo elenco teatral, Renata Sorrah, Danilo Grangheia, Grace Passô, Inês Vianna e Rodrigo Bolzan. Não bastasse esses nomes fortes da atuação, a mesma peça ainda traz Cris Larin, Edson Rocha, Ranieri Gonzales e Rodrigo Ferrarini.

O responsável pela façanha que muitos diretores por aí adorariam ter feito é Marcio Abreu, diretor da curitibana Cia. Brasileira de Teatro. Ele comanda esta equipe de ouro na primeira montagem brasileira do texto Krum, escrito pelo israelense Hanoch Levin (1943-1999).

Esta é a segunda vez que Renata Sorrah trabalha com Abreu e seu grupo. A primeira parceria, Esta Criança, em 2012, rendeu à atriz o reconhecimento da crítica e o Prêmio Shell carioca de melhor atriz.

Como de costume, a Brasileira escalou sua equipe forte na criação. Giovana Soar fez a tradução do texto. Já Nadja Naira, ficou mais uma vez responsável pela luz e também pela assistência de direção. Enquanto Fernando Marés fez o cenário e Felipe Stornio, a trilha sonora.

O texto tem como fio condutor a volta para casa do personagem Krum, após anos perambulando pela Europa. No meio do caminho, há dois enterros e dois casamentos.

Para o diretor, “é uma peça sobre pessoas” que coloca “em jogo a matéria humana”, com “um olhar cruel e generoso sobre vidas mínimas”.

Abreu ainda lembra que o texto é fruto das inquietações do autor na década de 1970 em diálogo com clássicos do teatro. “Há em Tchekhov do entretempo, Beckett do pós-guerra, Levin do final do século 20 e nós hoje algo em comum”, avalia. E explica o porquê: “Enquanto o mundo turbulento destila suas violências, as pessoas tentam seguir suas vidas, muitas vezes, sem brilho, confinadas em suas casas ou alimentando expectativas, sonhos de consumo, esperança de dias melhores”.

Krum
Quando: Quinta a domingo, 20h. 120 min. Até 26/4/2015
Onde: Teatro Oi Futuro (r. Dois de Dezembro, 63, Flamengo, Rio)
Quanto: R$ 20
Classificação etária: 16 anos

 

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

 

 

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Phillipe disse:

    Não sei se o texto da peça vai funcionar já como peça pós-montagem, mas, pela escalação do elenco, a aposta é que sim. Só tem “fera” nesse elenco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *