Livro de Galeano inspirou peça América Vizinha

Cena da peça América Vizinha, inspirada em livro de Eduardo Galeano – Foto: Patrícia Ribeiro

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A notícia da morte de Eduardo Galeano, aos 74 anos, nesta segunda (13), emocionou a equipe da peça América Vizinha, em cartaz em São Paulo. A obra é inspirada no livro O Século do Vento, do célebre autor uruguaio.

A encenação, do grupo Los Cucarachos, formado nos núcleos de pesquisa do Grupo XIX de Teatro, tem direção de Juliana Sanches.

“Estamos todos muito tristes com a morte do Galeano”, conta a diretora ao Atores & Bastidores do R7, ainda consternada. “Estamos preparando uma homenagem para ele em nossa próxima apresentação”, afirma.

América Vizinha terá sessão gratuita no próximo dia 25, na sede do Grupo XIX de Teatro [veja serviço ao fim].

Obra de Galeano foi ponto de partida para América Vizinha, diz diretora – Foto: Patrícia Ribeiro

Juliana revela que o livro de Galeano “foi um ponto de partida muito rico”, com suas históricas ficcionadas sobre fatos reais da América Latina. “Partimos daí e criamos nossa própria ficção”, conta a diretora, que trabalhou de forma colaborativa com seus 14 atores.

Estão no elenco Amilton de Azevedo, Bruno Piva, Daniel Viana, Débora Ribeiro, Denise Sperandelli, Gabi Costa, Juan Manuel Tellategui, Luisa Dalgalarrondo, Maria Carolina Dressler, Rosana Borges Silva, Tatiana Ribeiro, Thai Leão, Vanessa Candela e Vinicius Brasileiro, além do músico Matías Nuñez.

Veja mais fotos da peça América Vizinha

Na peça, que tem trechos em castelhano, surgem ícones culturais latino-americanos, como Violeta Parra, Carlos Gardel, Frida Khalo, Pablo Neruda e Evita Perón, em um encontro no povoado fictício de San Pueblo Exilado.

Peça América Vizinha, do grupo Los Cucarachos, traz encontro de ícones latino-americanos – Foto: Patrícia Ribeiro

Para a diretora, “Eduardo Galeano deveria ter durado no mínimo mais 20 anos”. Segundo Juliana Sanches, o trabalho do uruguaio, a quem define como “voz lúcida na loucura latina de nossa vida”, foi fundamental para a compreensão de nossa realidade latino-americana.

“Eu gosto do microconto  Me Ajuda a Olhar, do Livro dos Abraços. Conta a história de um menino que vê o mar pela primeira vez e pede ao pai a ajuda para poder olhar o mar. Creio que Galeano nos ajudou a olhar o nosso mar”, diz.

O ator Amilton de Azevedo afirma que “Galeano captou a alma de tudo que se propôs a observar e escrever. Do futebol, da nuestra America, do mais humano”.

América Vizinha
Quando: 25/04/2015, sábado, 17h. 90 min. Única apresentação.
Onde: Armazém 19 (r. Mário Costa, 13, Vila Maria Zélia, Belém, São Paulo, tel. 0/xx/11 2081-4647)
Quanto: grátis
Classificação etária: 16 anos

Veja mais fotos da peça América Vizinha

O autor uruguaio Eduardo Galeano, que morreu aos 74 anos – Foto: Eugenio Mazzinghi

Veja mais fotos da peça América Vizinha

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

 

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. abril 13, 2015

    […] Peça em SP inspirada em Galeano homenageará o autor […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *