Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Não Tem Nada - Foto: Divulgação

Não Tem Nada no Instituto Cultural Capobianco – Foto: Divulgação

Do R7

Cenas do cotidiano

Não Nem Nada é o texto de estreia de Vinicius Calderoni e também seu primeiro espetáculo como encenador. Calderoni é fundador com Rafael Gomes da Empório de Teatro Sortido, companhia criada em 2010 para abarcar diversas dimensões da cena contemporânea. Não Nem Nada – quinto espetáculo da companhia – é uma  peça em plano sequência, com doze cenas interligadas e dezenas de personagens interpretados por quatro atores. Espetáculo volta em cartaz no dia 6 de junho para curta temporada no Instituto Cultural Capobianco, em São Paulo, depois de duas temporadas de sucesso. Em cartaz até o dia 28 de junho, sextas, 21h30, sábados, 21h, domingos, 19h. Os ingressos custam R$ 50. Informações 0/xx/11 3237-1187.

Oportunidade para grupos de teatro

O Encontro de Artes Cênicas da Baixada Fluminense (EncontrArte) está com inscrições abertas para grupos de teatro interessados em participar da 14ª edição do Festival de Teatro. Os interessados podem se inscrever até o dia 13 de junho de 2015. Podem participar, espetáculos nacionais e internacionais, nas categorias: infantil, infanto-juvenil e adulto, de qualquer gênero (drama, comédia, musical, farsa e épicos, com atores, bonecos, formas animadas e sombras). O Festival se destaca na formação de plateia, cujo ingresso é franqueado ao público através do patrocínio da Petrobrás. Pensando na sustentabilidade, este ano os grupos poderão se inscrever diretamente no site, gratuitamente. O edital e o formulário de inscrição estão disponíveis no endereço www.encontrarte.com.br/edital. Informações complementares podem ser obtidas através dos telefones (21) 97343-0151, (21)3066-0054, e através do e-mail: [email protected]

Por novos dramaturgos

Com o intuito de fomentar o surgimento de novos Dramaturgos brasileiros e o intercâmbio entre novos autores nacionais, a Fetaerj (Federação de Teatro Associativo do Estado do Rio de Janeiro), através do Ponto de Cultura Paschoal Carlos Magno e parceria com a PAR Produções, abre inscrições para participação no 2˚ Concurso Nacional de Dramaturgia – Prêmio João Siqueira. As inscrições ficam abertas até o dia 8 de junho. Os três textos escolhidos participarão da Mostra João Siqueira de Leitura Dramatizada, que acontecerá no Ponto de Cultura Espaço Paschoal Carlos Magno e os vencedores serão premiados em dinheiro: 1º lugar R$1000,00; 2º lugar 500,00; 3º lugar R$200,00. Todas as informações estão no site  www.fetaerj.com.

Juca de Oliveira em Rei Lear - Foto: Divulgação

Juca de Oliveira em Rei Lear – Foto: Divulgação

Juca e Shakespeare

Nesta versão criada por Geraldo Carneiro especialmente para Juca de Oliveira, o ator interpreta Lear, suas três filhas e várias personagens da tragédia (oito ao todo). É a primeira vez na história do teatro universal que Rei Lear é encenado como espetáculo solo. Escrita em 1606, por William Shakespeare (1564-1616), a peça narra a trajetória de Lear, Rei da Bretanha, que aos 80 e tantos anos decide dividir o reino entre as três filhas. A cobiça e a ingratidão filial, temas centrais desta obra-prima, a tornam dolorosamente atual. Dirigido por Elias Andreato, Juca de Oliveira, com mais de 60 anos de carreira e vários prêmios no currículo, celebra com este espetáculo sua paixão e dedicação ao teatro brasileiro. Além da atualidade do tema, característica marcante nos textos do bardo, a montagem traz o ineditismo de ser encenada apenas por um ator. Mas é o Juca de Oliveira, né… Precisa mais? Reestreia em 5 de junho, no Teatro Eva Herz, em São Paulo. Terça a sábado, das 14h às 21h. Domingos das 12h às 19h. Vendas: www.ingresso.com. Fica em cartaz até o dia 9 de agosto.

Nos tempos do rádio

O espetáculo de teatro musical Florilégio Musical II – Nas Ondas do Rádio reestreia dia 13 de junhono Teatro Viradalata, em São Paulo, e fica em cartaz até 26 de julho, aos sábados e domingos. O espetáculo faz uma homenagem à Era de Ouro do rádio no Brasil, através de um repertório de clássicos da música popular brasileira que embalou toda uma geração de ouvintes nos anos de 1930, 40 e 50. E relembra, com muito carinho, bom humor e emoção, os cantores e cantoras dessa época, as grandes estrelas idolatradas pelo público de então. Os ingressos custam R$ 40. www.ingressorapido.com.br.

O Mistério do Sapato Desaparecido - Foto: Jean-Charles/Divulgação

O Mistério do Sapato Desaparecido – Foto: Jean-Charles/Divulgação

Para a criançada

Inspirado em um dos sapatos mais famosos da literatura infantil, o sapatinho da Cinderela, o espetáculo infantil O Mistério do Sapato Desaparecido estreia 7 de junho, domingo, às 11h, no Teatro do MuBE, em São Paulo. Encenada pelo Grupo Teatro Por um Triz, montagem explora as possibilidades expressivas dos sapatos dentro da linguagem do Teatro de Objetos. Peça tem texto e direção de Márcia Nunes e Péricles Raggio, que também estão no elenco, ao lado de Andreza Domingues e Wagner Dutra. No espetáculo, o sapatinho da Cinderela, que está em exposição num castelo, é roubado. Quem o roubou tem um objetivo muito claro: precisa que ele seja alargado. Para isso, o leva para uma sapataria. Na sapataria, além de dois sapateiros muito divertidos, existe um mundo fantástico onde os sapatos têm vida. Quando entra em cena um Sapato Detetive, a la Sherlock Holmes, a peça se transforma num caso policial. Ingressos: R$40,00. Em cartaz até o dia 26 de julho.

Para quem vai à Parada

O Teatro Kunyn reestreia em São Paulo o espetáculo Dizer e Não Pedir Segredo em pleno feriado que acontece a Parada do Orgulho Gay de São Paulo. A montagem, sucesso de público e crítica, faz quatro apresentações com ingressos gratuitos – dias 5, 6, 12 e 13 de junho, sexta-feira e sábado, às 20h30, na Oficina Cultural Oswald de Andrade. Partindo do livro Devassos no Paraíso – A homossexualidade no Brasil, da Colônia à Atualidade, de João Silvério Trevisan, o espetáculo busca a construção de uma identidade gay em paralelo a uma identidade brasileira. A montagem tem direção de Luiz Fernando Marques, criação, pesquisa e dramaturgia do próprio grupo e atuação de Luiz Gustavo Jahjah, Paulo Arcuri e Ronaldo Serruya. Espetáculo recomendável para maiores de 16 anos. Grátis. Informações: 0/xx/11 3222-2662.

 

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *