A Filosofia na Alcova dá sequência à tetralogia de Marquês de Sade no Satyros

Os Satyros - Foto: Divulgação

No dia 17 de abril, Os Satyros abriram seu novo espaço na Praça Roosevelt, o Estação Satyros, onde anteriormente funcionava o Espaço dos Satyros II, em uma parceria com o escritório de arquitetura Arkitito. O Estação Satyros abrigará a Tetralogia de Marquês de Sade, que será encenada ao longo desse ano. Marcada pela estreia do espetáculo Juliette, também no dia 17, e agora seguida da remontagem de A Filosofia na Alcova, e em breve Os 120 Dias de Sodoma e Justine.

Em janeiro de 2013, a companhia se viu obrigada a encerrar as atividades do Espaço, devido a uma série de fatores, entre os quais: dificuldades econômicas e de manutenção do espaço, necessidade de reforma urgente das instalações e falta de estrutura financeira para desenvolvimento de novas produções no local.

Durante dois anos, o grupo tentou uma série de alternativas e apoios tendo em vista a importância do trabalho cultural dos Satyros na região. Finalmente, em agosto de 2014, chegou-se a um acordo com os proprietários do local. O novo espaço cultural, chamado de Estação Satyros, será um espaço para as artes em geral, com exposições, performances, música e teatro.

Para a abertura do Estação Satyros, a companhia definiu a realização da Tetralogia Libertina, a partir da obra do Marquês de Sade. O projeto se estenderá durante o ano de 2015 e não conta com apoios oficiais e nenhuma forma de patrocínio.

Nascido em Paris, Sade pertencia à aristocracia francesa decadente do século XVIII. Ingressou no Exército e voltou da Guerra dos Sete Anos como capitão de cavalaria. Sua natureza sexual perversa o levou a várias ocorrências policiais, tendo sua primeira prisão ocorrido em Aix-en-Provence, quando torturou prazeirosamente uma moça. Condenado à morte, foi indultado por interferência da família. Estes casos se repetiram em várias outras cidades como em Arcueil e Marselha. Várias vezes preso, sempre conseguia evadir-se, até ser preso definitivamente em Vincennes (1777), de onde foi transferido para a prisão da Bastilha (1784). Ficou internado no hospício de Charenton (1789-1790, 1801-1814) até a morte. Sua obra mais notável foi marcada pelo tom pornográfico.

Em A Filosofia na Alcova, Sade apresenta Dolmancé e Madame de Saint´Ange, dois dos personagens mais libertinos da história da literatura universal.

Os Satyros - Foto: Divulgação

A Filosofia na Alcova
Quando: Sextas e sábados, às 23h59. Até o dia 30 de agosto.
Onde: Estação Satyros (Pra Roosevelt, 134, Consolação. Informações: 0/xx/11 3258-6345)
Quanto: R$ 40
Duração: 60 minutos
Classificação: 18 anos

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *