Prêmio Reverência sacode musicais; veja indicados

O Grande Circo Místico, um dos campeões em indicações ao Prêmio Reverência - Foto: Leo Aversa

O Grande Circo Místico, um dos campeões em indicações ao Prêmio Reverência – Foto: Leo Aversa

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O teatro musical no Brasil, que ganhou vigor neste século 21, conquista um prêmio para destacar os melhores do gênero no País.

O Prêmio Reverência realiza sua primeira edição no próximo dia 24 de agosto, no Hotel Fasano, no Rio.

Quatorze categorias abarcam todos os musicais que estrearam no último ano em São Paulo e no Rio.

A criação do prêmio é de Antonia Prado.

“O desejo é antigo. Percebi que temos importantes produtoras e artistas, mas ainda precisamos olhar para o mercado, com todo o potencial que ele possui. Somos o terceiro maior produtor de musicais do mundo e não reconhecemos, como deveríamos, nossos talentos” afirma.

Ela ainda garante que o prêmio chega com toda a seriedade necessária. “Todos vão saber do resultado juntos: a produção do prêmio, indicados e jurados”, declara.

O ineditismo do prêmio é abarcar as produções musicais das duas cidades em apenas uma cerimônia, que se revezará entre Rio e São Paulo a cada ano. Isso o torna o maior prêmio de musicais do País.

O sistema de votação do júri é secreto e auditado pela Ecovis Pemom. Na primeira parte dos votos, o júri determina os indicados. Em parte posterior, o júri elege os vencedores.

Antonia Prado, criadora do Prêmio Reverência, na cerimônia do Tony, o Oscar da Broadway - Foto: Divulgação

Antonia Prado, criadora do Prêmio Reverência, na cerimônia do Tony, o Oscar da Broadway – Foto: Divulgação

Jurados

O júri paulistano é formado pela cantora Cida Moreira, os jornalistas Ubiratan Brasil, Sergio Martins e Miguel Arcanjo Prado (autor deste site), a produtora Claudia Hamra, o pesquisador Claudio Erlichman, a diretora Neyde Veneziano e a coreógrafa Kika Sampaio.

A diversidade do júri carioca abriga a bailarina Ana Botafogo, o múltiplo Luiz Carlos Miele, os jornalistas e críticos Macksen Luiz e Rafael Teixeira, a pesquisadora Tânia Brandão, o diretor Paulo Afonso de Lima, a coreógrafa Janice Botelho e a atriz e cantora Mirna Rubin.

Três musicais empataram com sete indicações cada: O Grande Circo Místico, Os Saltimbancos Trapalhões e Samba Futebol Clube. Elis, a Musical vem atrás, com seis indicações.

A categoria melhor espetáculo conta com votação popular no site do Prêmio Reverência.

Veja os indicados:

DIREÇÃO            

Dennis Carvalho por ‘Elis, a Musical’
Gustavo Gasparani por ‘Samba Futebol Clube’
João Fonseca por ‘O Grande Circo Místico’
Jorge Takla por ‘Jesus Cristo Superstar’

ATOR PRINCIPAL            

Alirio Netto por ‘Jesus Cristo Superstar’
Elenco Samba Futebol Clube
Emílio Dantas por ‘Cazuza- Pro dia Nascer Feliz ‘
Leo Bahia por ‘Chacrinha, o musical’

ATRIZ PRINCIPAL            

Adriana Garambone por ‘Os Saltimbancos Trapalhões’
Jullie por ‘Constellation, o musical’
Laila Garin por ‘Elis, a Musical’
Soraya Ravenle por ‘Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 minutos ‘

ATOR COADJUVANTE   

Danilo Timm por ‘Elis, a Musical’
Davi Guilhermme por ‘Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 minutos ‘
Felipe Habib por ‘O Grande Circo Místico’
Wellington Nogueira por ‘Jesus Cristo Superstar’

ATRIZ COADJUVANTE  

Andrea Marquee por ‘Vingança, o musical’
Andrea Veiga por ‘Constellation, o musical’
Lilian Valeska por ‘Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 minutos ‘
Stella Miranda por ‘A Madrinha Embriagada’

AUTOR

Anna Toledo por ‘Vingança, o musical’
Chico Buarque por ‘Ópera do Malandro’
Gustavo Gasparani por ‘Samba Futebol Clube’
Newton Moreno e Alessandro Toller por ‘O Grande Circo Místico’

COREOGRAFIA

Alonso Barros e Charles Möeller por ‘Os Saltimbancos Trapalhões’
Kátia Barros por ‘O Homem de La Mancha’
Renato Vieira por ‘Samba Futebol Clube’
Tania Nardini por ‘O Grande Circo Místico’

FIGURINO         

Claudia Kopke por ‘Chacrinha, o Musical’
Claudio Tovar por ‘O Homem de La Mancha’
Fause Haten por ‘A Madrinha Embriagada’
Luciana Buarque por ‘Os Saltimbancos Trapalhões’

ILUMINAÇÃO   

Luiz Paulo Nenen por ‘O Grande Circo Místico’
Maneco Quinderé por ‘Elis, a Musical’
Paulo Cesar Medeiros por ‘Os Saltimbancos Trapalhões’
Paulo Cesar Medeiros por ‘Samba Futebol Clube’

CENÁRIO            

Gringo Cardia por ‘Chacrinha, o musical’
Jorge Takla e Paulo Correa por ‘Jesus Cristo Superstar’
Nello Marrese por ‘O Grande Circo Místico’
Rogerio Falcão por ‘Os Saltimbancos Trapalhões’

SOM     

Bianca Tadini e Luciano Andreys (Versão – ‘Jesus Cristo Superstar’)
Branco Ferreira (Design de Som – ‘Samba Futebol Clube’)
Carlos Esteves (Design de Som – ‘Chacrinha, o Musical’)
Délia Fischer (Direção Musical – ‘Elis, a musical’)

CATEGORIA ESPECIAL  

Elenco de Acrobatas (‘Os Saltimbancos Trapalhões’)
Jules Vandystadt (Arranjos vocais – ‘Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 minutos) Projeto Educacional Sesi-SP em Teatro Musical  (‘A Madrinha Embriagada’ / ‘Homem de La Mancha’)
Thiago Trajano (Arranjos musicais – ‘Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 minutos’)

MELHOR ESPETÁCULO 

Atelier de Cultura (‘Homem de La Mancha’)
Aventura Entretenimento (‘Elis, a Musical’)
Maria Siman / Primeira Página Produções (‘O Grande Circo Místico’)
Möeller e Botelho (‘Os Saltimbancos Trapalhões’)
Sábio Projetos (‘Samba Futebol Clube’)

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *