Rapidinhas teatrais

Após 20 anos longe dos palcos, Tarcísio Meira vai celebrar 80 anos com peça - Foto: Raphael Dias/Globo

Após 20 anos longe dos palcos, Tarcísio Meira vai celebrar 80 anos com peça – Foto: Raphael Dias/Globo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A volta de Tarcísio
Tarcísio Meira, o grande galã da TV, vai quebrar o jejum de 20 anos longe do teatro para comemorar seus 80 anos de vida e 60 de carreira. Ulysses Cruz vai dirigir.

Em dupla
Tarcísio estará no palco ao lado de Kiko Mascarenhas no espetáculo inédito O Camareiro, que se passa nos bastidores do teatro. Os ingressos começam a ser vendidos em 4 de agosto, e a estreia está agendada para 4 de setembro, no Teatro Porto Seguro, em São Paulo. A coluna já reservou lugar.

Novidadeiro
Ivam Cabral já chegou de Nova York abalando as estruturas do teatro paulista. Anunciou que a SP Escola de Teatro, que ele dirige, vai virar Estação SP: “É nossa escola tomando outras direções e aportando para novos rumos e desafios. A partir de agora, estaremos em 218 municípios do Estado de São Paulo e nos preparando para criar raízes em outros estados brasileiros. Sim, somos a maior escola de teatro da América Latina!”. Ele não para.

Rei da comédia, grupo Os Melhores do Mundo completa 20 anos em 2015 - Foto: Divulgação

Rei da comédia, grupo Os Melhores do Mundo completa 20 anos em 2015 – Foto: Divulgação

Parabéns
O grupo teatral brasiliense Os Melhores do Mundo celebram neste 2015 seus 20 anos de carreira, coisa a ser aplaudida de pé quando o assunto é teatro. Neste fim de semana, apresentam o sucesso Hermanoteu na Terra de Godah na Lona Cultural MM, em Ceilândia, no Distrito Federal. O poder todo vai.

Mudança de hábito
Depois de negar convites a críticos e jornalistas para a sessão VIP do espetáculo Raia 30 – O Musical, na última segunda (27), no Theatro NET São Paulo, a assessoria de Claudia Raia voltou a estabelecer boas relações com a imprensa. Ainda bem.

Bibi, a imbatível
Bibi Ferreira, a grande atriz de 93 anos, mandou convocar a imprensa para um encontro na próxima segunda (3), às 18h30, no Theatro NET São Paulo. Quer divulgar seu espetáculo Bibi canta Sinatra. A diva brasileira já planeja turnê para celebrar seus 75 anos de carreira em 2016. Ela não é tudo?

Fepa faz espetáculo na Oficina Cultural Oswald de Andrade - Foto: Marina Thomé/Divulgação

Fepa faz espetáculo na Oficina Cultural Oswald de Andrade – Foto: Marina Thomé/Divulgação

Vida no palco
Calma, não se trata de mais um filme de Hollywood. Baseado em Fatos Reais é o nome do espetáculo que o artista multimídia Fepa estreia no dia 14 de agosto na Oficina Cultural Oswald de Andrade, em São Paulo. Na obra, ele trabalha em dupla com Janaina Leite, do Grupo XIX de Teatro.

Gente jovem reunida
O espetáculo terá participações especiais em algumas sessões. Silvia Machete e BrisaFlow já estão confirmadas. Além de fazer a peça, Fepa também vai dar uma oficina que mistura arte, filosofia e urbanidade. Só coisa boa.

Encontro marcado
O ator Luiz Buranga, d’A Outra Cia. de Teatro, pediu para a coluna avisar: o Movimento Sedes faz reunião na Cooperativa Baiana de Teatro, no Pelourinho, em Salvador, na próxima segunda (3), às 18h. A pauta é discutir espaços para arte na capital baiana. Fazem muito bem.

Turma toda
Acontece entre 15 e 23 de agosto o 6º Encontro Comunitário de Teatro Jovem da Cidade de São Paulo. O tema é Teatro, Pedagogia e Comunidade. O evento reúne grupos da Colômbia, Chile, Peru e Brasil em 14 apresentações teatrais, oficinas, debates e shows. Além do teatro, o encontro tem como atração musical a Comunidade Samba da Vela, além de apresentação do OCA Escola Cultural na linguagem da dança e cultura popular. A sede é o Centro Cultural Arte em Construção, em Cidade Tiradentes, zona leste paulistana. Prepare-se.

Equipe da Cia. Contraponto posa durante ensaios de A Última Carta - Foto: Rodrigo Fuzar

Paulinho Faria, Vera Monteiro, Denis Antunes e Elisa Fingermann (à frente) na sede da Cia. Contraponto – Foto: Rodrigo Fuzar

Retrato na parede
O fotógrafo Rodrigo Fuzar mergulhou fundo nos bastidores da peça A Última Carta, que faz sucesso na sede da Cia. Contraponto, na Vila Madalena, com seu ar intimista. O artista fez questão de retratar a equipe do espetáculo para a posteridade. Fez muito bem.

Eleição
O presidente da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), José Henrique Fabre Rolim, convocou os membros da tradicional entidade para realização de nova eleição para compor sua próxima diretoria no biênio 2015/2017. Será no dia 12 de agosto, às 19h30, no Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo.

O diretor Marco Antonio Braz e o ator Marcos Breda: juntos em O Beijo no Asfalto - Foto: Lenise Pinheiro/Divulgação

O diretor Marco Antonio Braz e o ator Marcos Breda: juntos em O Beijo no Asfalto – Foto: Lenise Pinheiro/Divulgação

Viva Nelson
Marco Antônio Braz, especialista na obra de Nelson Rodrigues, estreia nesta sexta (31), no Rio, sua montagem para O Beijo no Asfalto, texto escrito pelo Anjo Pornográfico em 1961 para Fernanda Montenegro. A obra fica no Solar de Botafogo até 23 de agosto. Depois, segue para São Paulo. Aguardemos.

Homofobia mata
A peça tem no elenco Marcos Breda (como o repórter Amado Ribeiro), Pedro Paulo Eva, Alvaro Gomes, Cal Titanero, Danielle Scavone, Josias Souza, Leonardo Santos, Pamela Domingues e Stella Portieri. Carolina Guimarães faz a assistência de direção. A peça trata do tema da homofobia, depois que um homem beija um rapaz que está morrendo após ser atropelado. O fato vai se tornar motivo de chacota na imprensa, na parceria entre um inescrupuloso jornalista e um perverso policial. Tipo nos dias atuais.

Single Singers Bar ocupa palco do Teatro Jaraguá, em SP - Foto: Bob Sousa

Single Singers Bar ocupa palco do Teatro Jaraguá, em SP – Foto: Bob Sousa

Eu canto e danço
O musical Single Singers Bar, clicado pelo nosso Bob Sousa, estreou com tudo que tinha direito no última quarta (29), no Teatro Jaraguá, em São Paulo. Com idealização de Dagoberto Feliz, a obra traz um glamour decadente para o palco. Eita.

Pequena multidão
Single Singers Bar tem dez atores cantando 19 músicas. A temporada vai até 29 de outubro. Vai, gente.

Tarimbada
Olha o currículo da peça: passou pela Broadway nos anos 80 com John Malkovich no elenco e o texto é do ganhador do Pulitzer Lanford Wilson. Trata-se de Queime Isso, que ganha versão carioca a partir de 5 de agosto, no Centro Cultural da Justiça Federal, no Rio.

Contemporânea
No elenco de Queime Isso estão Tatsu Carvalho, Celso Andre, Karine Carvalho e Alcemar Vieira. Todos sob direção de Victor Garcia Peralta. A temática da peça é preconceito e aceitação. Tudo a ver com o Brasil de hoje, né, gente?

A diva cubana Phedra D. Córdoba no palco do Estação Satyros em Phedra por Phedra - Foto: Carina Moutinho/Divulgação

A diva cubana Phedra D. Córdoba no palco do Estação Satyros em Phedra por Phedra – Foto: Carina Moutinho/Divulgação

Gafe
Na última quarta (29), a cantora e compositora Vanessa Bumagny foi a convidada especial de Phedra D. Córdoba, no espetáculo Phedra por Phedra, dirigido por Robson Catalunha, na Estação Satyros, na praça Roosevelt, em São Paulo. Contudo, Vanessa cometeu um deslize.

Datas não batem
Ao falar sobre quando conheceu Phedra, Vanessa disse ter sido antes de a diva cubana entrar para o grupo Os Satyros. Phedra não corroborou a informação, e disse que Vanessa a havia conhecido já no grupo.

Quase uma discussão
Fato é que Vanessa, em vez de deixar pra lá, resolveu manter sua versão, contrariando Phedra. A atriz cubana não arredou pé e disse, no palco, que Vanessa estava errada. O clima pesou.

Phedra sendo diva no palco - Foto: Su Stathopoulos/Divulgação

Phedra sendo diva no palco – Foto: Su Stathopoulos/Divulgação

De volta aos trilhos
O diretor, Robson Catalunha, ficou tão desesperado que até desceu para a plateia. Mas, logo, as duas estrelas viram que era melhor se acertar. Vanessa percebeu que o espaço era de Phedra e preferiu dar-lhe razão, mesmo com um tom irônico.

Anfitriã
Phedra não desceu do salto. Ouviu a canção que Vanessa lhe cantou e depois tratou logo de chamar o próximo convidado, quase não deixando a amiga fazer o segundo número. Eita.

Ki Ury se destaca como Carlitos ao contracenar com Phedra - Foto: u Stathopoulos/Divulgação

Ki Ury se destaca como Carlitos ao contracenar com Phedra – Foto: Su Stathopoulos/Divulgação

Cinema mudo
Um dos destaques da noite foi a apresentação de Ki Ury como Carlitos, o personagem do genial Charles Chaplin. Phedra dançou a seu lado.

Outra diva
Já a grande performance entre os convidados da noite ficou a cargo de Divina Nubia, que fez um número emocionante como Édith Piaf cantando Non, Je Ne Regrette Rien. Roubou a cena.

Divina Nubia rouba a cena fazendo fonomímica como Édith Piaf no show Phedra por Phedra - Foto: Robson Catalunha/Divulgação

Divina Nubia rouba a cena fazendo fonomímica como Édith Piaf no show Phedra por Phedra – Foto: Robson Catalunha/Divulgação

Amigas do peito
Cléo De Páris, a eterna musa do Satyros, foi ver Phedra D. Córdoba no mesmo dia. Estava elegantíssima, de sobretudo preto com cinturinha marcada.

Fã famoso
O ator Gero Camilo também foi ver Phedra por Phedra. E aplaudiu a cubana com furor. Angela Barros também.

Estica e puxa
A coluna descobriu que na próxima quarta (5), o convidado de Phedra será Hugo Possolo. Seria a última apresentação. Mas o povo da praça Roosevelt implora que o show de Phedra permaneça. Pelo jeito, prorrogado está. Ufa.

Filme Terra em Transe, de Glauber Rocha, vira peça de teatro no Pessoal do Faroeste - Foto: Divulgação

Filme Terra em Transe, de Glauber Rocha, vira peça de teatro no Pessoal do Faroeste – Foto: Divulgação

Uma ideia na cabeça
O filme Terra em Transe, de Glauber Rocha, ganha adaptação para os palcos pela Cia. Bará. Estreia 4 de agosto, no Pessoal do Faroeste, na Luz, centro paulistano. Estão todos convidados.

Cabra da peste
Dois espetáculos que participam do festival Palco Giratório do Sesc se apresentam em São Paulo pela primeira vez no Sesc Bom Retiro, neste mês de agosto. No dia 11, às 20h, e no dia 12, às 15h, tem Criaturas de Papel, do Ceará. Já nos dias 20 e 21, às 20h, tem Guerras e Formigas e Palhaços, do Rio Grande do Norte. Só coisa boa.

Do Lado Direito do Hemisfério faz temporada no CCBB-SP - Foto: Ronaldo Janotti/Divulgação

Do Lado Direito do Hemisfério faz temporada no CCBB-SP – Foto: Ronaldo Janotti/Divulgação

Ê trem bão, sô
Vinda de Belo Horizonte, a peça Do Lado Direito do Hemisfério, da Cia. Afeta, chegou com tudo em São Paulo, no CCBB da Sé, nesta quinta (30). A obra se baseia no escritor e neurologista inglês Oliver Sacks, sob direção de Nando Motta.

Neurônios
O espetáculo belo-horizontino e conterrâneo da coluna mergulha na mente humana para descobrir como se sente um indivíduo diferente da massa de 8 bilhões de humanos em nosso planeta. A obra celebra os cinco anos da trupe.

Musa no elenco
A temporada de Do Lado Direito do Hemisfério vai até 25 de setembro, sempre de quarta a sexta, às 20h. No elenco estão Alexandre Cioletti, Nando Motta, Rodrigo Fidelis e a musa da coluna Barbara Salomé, mineira de Piedade de Ponte Nova.

Peça no escurinho
Sabe as árvores do largo do Arouche, no centro paulistano, que vivem disputadas por casais jovens de todos os sexos? Pois é. Elas viraram cenário da peça O Canto das Mulheres do Asfalto, que tem texto de Carlos Canhameiro e direção de Georgette Fadel. É de graça, sempre sexta, 19h e 21h, e sábado, 18h e 20h, até 29 de agosto. Dá uma passada.

Marcelo Médici em Cada Dois com Seus Pobrema : de volta a SP - Foto: Divulgação

Marcelo Médici em Cada Dois com Seus Pobrema : de volta a SP – Foto: Divulgação

De volta pro aconchego
Marcelo Médici volta com Cada Dois com Seus Pobrema, no qual contracena com Ricardo Rathsam, ao Teatro Shopping Frei Caneca, em São Paulo, nesta terça (4). A coluna vai.

Outra vez
Falando em retorno, a peça Cartas Libanesas pede para a coluna avisar aos quatro ventos que ela volta ao cartaz neste sábado (1º), no Teatro Livraria da Vila do Shopping Pátio Higienópolis. Ai, que chique!

Versátil
Kleber Montanheiro, que não para quieto, dirige agora a peça juvenil Navio Fantasma – O Holandês Voador. A estreia acontece neste sábado (1º), às 16h, no Teatro João Caetano, em São Paulo. Não bastasse a direção, Montanheiro, querido da coluna, também assina cenário e iluminação da obra idealizada por Elder Fraga e Deborah Correa. Danado.

Natalia Gonsales chega ao fim com monólogo Festa - Foto: Divulgação

Natalia Gonsales chega ao fim com monólogo Festa – Foto: Divulgação

Última chance
Natália Gonsales, dona da barriga feminina mais sarada do teatro paulistano, está tristonha. É que seu monólogo Festa chega ao fim neste fim de semana no Viga Espaço Cênico, em São Paulo. Depois, não diga que não avisei.

Agendado
Marcelo Lazaratto já tem agenda para 2016. Vai dirigir a peça Longa Jornada Noite Adentro. O texto foi escrito em 1941 por ninguém menos que Eugene O’neill. Quem está cuidando da produção é André Canto. Aguardemos.

Fernanda Torres em A Casa dos Budas Ditosos: três sessões em SP - Foto: Divulgação

Fernanda Torres em A Casa dos Budas Ditosos: três sessões em SP – Foto: Divulgação

Pura luxúria
Já tem gente nervosa por um ingresso para ver Fernanda Torres contar todas as putarias da Bahia em A Casa dos Budas Ditosos, que faz sessão no Teatro Porto Seguro, em São Paulo, nos dias 21, 22 e 23 de agosto. A coluna, que já viu a excelente peça baseada no livro de João Ubaldo Ribeiro, entende o desespero. É bom garantir a entrada. Porque vai acabar. Se já não acabou.

Pechincha
A peça Dias de Felicidade resolveu baixar o valor do ingresso de R$ 70 para R$ 50. É no Teatro Itália, em São Paulo. Deixa de sovinice e vai.

Boa notícia
O grande Pedro Paulo Rangel volta aos palcos paulistanos a partir desta sexta (31) na comédia Como a Gente Gosta, de William Shakespeare. No Teatro Nair Bello, até 20 de setembro. O povo vai se divertir.

Pedro Paulo Rangel está de volta aos palcos paulistanos em texto de Shakespeare - Foto: Divulgação

Pedro Paulo Rangel está de volta aos palcos paulistanos em texto de Shakespeare – Foto: Divulgação

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *