Rapidinhas Teatrais

Mas, já? Das Bandas do Oficina vai acabar neste fim de semana com os 54 anos da sede do grupo - Foto: Jennifer Glass

Mas, já? Das Bandas do Oficina vai acabar neste fim de semana com os 54 anos da sede do grupo – Foto: Jennifer Glass

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Viva o Oficina!
O Teat(r)o Oficina comemora 54 anos de vida na sede da rua Jaceguay, 520, no Bixiga, em São Paulo, no próximo domingo (16). Vai ter festança, é claro, todo este fim de semana.

Vacina Atropófaga
Zé Celso e sua turma resolveram criar para a festa a Vacina Antropófaga pro Bode Cantar. Com seu elenco, “transmutado no bando Strume und Mangue”, Zé promete fazer um ritual “capaz de despachar as pestes fascistas do dia da marcha verde amarela para além das amarras do ódio e comer doenças, saúde, vida e morte da terra em transe, do Brasil e do mundo”. Ufa.

No bar do Oficina o clima é acolhedor, como mostra a foto com Acauã Sol, Danielle Rosa e Wallace Ruy - Foto: Nash Laila

No bar do Oficina o clima é acolhedor, como mostra a foto com Acauã Sol, Danielle Rosa e Wallace Ruy – Foto: Nash Laila; veja mais imagens

Todo mundo espera alguma coisa…
No sábado (15) à noite, a partir das 21h, vai ter show no Oficina, abrindo o último fim de semana do projeto Das Bandas do Oficina (tem gente em depressão porque vai acabar). Zé Pi vai lançar o disco Rizar. Também se apresentam as bandas Agô Ingoma e Tigre Dente de Sabre.

Zé Celso vai tocar piano, domingo (16), nos 54 anos da sede do Oficina - Foto: Claire Jean

Zé Celso vai tocar piano, domingo (16), nos 54 anos da sede do Oficina – Foto: Claire Jean

Grande encontro
Já no domingo, a partir das 19h, é a vez do show que vai reunir Zé Celso, José Miguel Wisnik e Celso Sim. Vai ser histórico. Ah, também vai ter participação de Arthur Nestrovski e Sérgio Reze. Gente fina.

Datas
Zé Celso e Beto Mettig, seu ator-e-super-assessor-do-Oficina, pedem para a coluna explicar as datas certinhas de aniversário Oficina: 16 de agosto de 1961, quando foi inaugurado no atual endereço, 28 de outubro de 1958, quando estreou a primeira peça do grupo, e 3 de outubro de 1993, quando foi inaugurada a nova sede, o Terreiro Eletrônyko projetado por Lina Bo Bardi e Edson Elito. Anotou tudo?

Performance Atos Íntimos, do Teatro Dodecafônico - Foto: Cacá Bernardes

Performance Atos Íntimos, do Teatro Dodecafônico – Foto: Cacá Bernardes

Trilhos urbanos
A turma do Coletivo Teatro Dodecafônico adora investigar a metrópole e os meios de se ocupar a cidade. Tanto que criaram o projeto Atos Íntimos contra o Embrutecimento.

Pela Pauliceia
O grupo vai fazer intervenções urbanas e oficinas em cinco regiões paulistanas até dezembro. Tudo começa no centro, no dia 20 de agosto, a partir das 14h, na Galeria Olido.

Turma reunida
Estão no projeto os artistas Aline Baba, Anna Zêpa, Beatriz Barjud, Beatriz Cruz, Hideo Neto, Luisa Hokema, Mônica Lopes, Paloma Carvalhedo, Pedro Galiza, Ricardo Mandarric, Sandra Ximenez  e Tatiana Ribeiro. Quanta gente, né?

Manda e-mail
Quem quiser se inscrever nas ações do Dodecafônico precisa enviar uma mensagem para [email protected] Não é para mandar spam, tá?

Ivam Cabral, na peça Pessoas Perfeitas: alguém deixou ele muito magoado - Foto: André Stéfano

Ivam Cabral, na peça Pessoas Perfeitas: alguém deixou ele muito magoado – Foto: André Stéfano

Magoado
Ivam Cabral desabafou na internet: “Eu, muitas vezes, quase desisto da vida. Há coisas que ficam travadas na garganta da gente e a indignação é algo que não me deixa viver em paz. Sigo não suportando mentiras e injustiças. Principalmente quando elas surgem de um discurso pautado em práticas hipócritas. Desonestidade é algo que não cabe no meu mundo. É do teatro que estou falando”. Eita.

Me dá um ingresso aí?
Tem gente se matando para ver o teatro kabuki de Fujima Kanjuro neste fim de semana no Teatro Paulo Autran no Sesc Pinheiros. Quem disse que é fácil?

Ansiedade
A turma da Cia. Pau D’Arco nem vai dormir direito esta noite. É que eles estreiam neste sábado (15) a peça Os Povos, que faz temporada aos sábados e domingos até o fim do mês na SP Escola de Teatro, na praça Roosevelt, São Paulo. Em cena, contos e narrativas ibéricas. Coisa boa.

Participação especial
O ator Celso Frateschi foi convocado pelo diretor Gabriel Villela para fazer o papel de Próspero, na peça A Tempestade, de Shakespeare. Estreia no Tucarena no dia 21 de agosto.

Gloria Menezes em Ensina-me a Viver: 80 anos no palco - Foto: João Caldas

Gloria Menezes em Ensina-me a Viver: 80 anos no palco – Foto: João Caldas

Diva
Gloria Menezes é só alegria com o sucesso da volta da peça Ensina-me a Viver, com a qual celebra seus 80 anos de vida. Fica em cartaz no Teatro Bradesco, em São Paulo, até 7 de setembro. Vai, gente.

Rock
Cléo De Páris, nossa musa, estava outro dia envolvida por suas antigas fitas cassetes. Ao contrário de muita gente que jogou tudo fora, ela ainda tem os objetos preciosos e um aparelho para tocar suas fitas. A quem não sabe, Cléo teve uma banda que abalou as estruturas de Porto Alegre, chamada Acretinice me Atray. Recordar é viver.

Visitante ilustre
Lucélia Santos, que era atriz queridinha de Nelson Rodrigues, foi ver a peça O Beijo no Asfalto no último fim de semana. A montagem dirigida por Marco Antonio Braz pela quarta vez está em cartaz  no Rio, no Solar de Botafogo, até dia 23 de agosto. A obra estreia em 4 de setembro no Teatro Augusta, em São Paulo. Aguardemos.

Flávio Tolezani e Natalia Gonsales em Fala Comigo Antes da Bomba Cair - Foto: Eduardo Tolezani

Flávio Tolezani e Natalia Gonsales em Fala Comigo Antes da Bomba Cair – Foto: Eduardo Tolezani

Casal 20
Fala Comigo Antes da Bomba Cair segue em cartaz até 27 de agosto no Viga Espaço Cênico. No elenco, os dois atores que deixam a plateia em suspiros: Natalia Gonsales e Flávio Tolezani.

Vem aí
Depois de quase ser cancelado, o Fentepp (Festival Nacional de Teatro de Presidente Prudente), no interior de São Paulo, acontece entre 20 e 29 de agosto. Serão 28 peças na programação, que tem peças de rua e infantis de graça.

Quarentão
Corra e vá ver o Grupo Corpo comemorar 40 anos de vida no palco do Teatro Alfa,em São Paulo. Depois não diga que não avisei.

Barbaridade
A coluna tem duas musas chamadas Bárbara. E ambas são atrizes da melhor qualidade. Vejaí quanta beleza!

A atriz Bárbara Bonnie em retrato de Ricardo Biserra

A atriz Bárbara Bonnie em retrato de Ricardo Biserra

Bárbara Salomé, em selfie no camarim do CCBB-SP, onde está em cartaz com a peça Do Lado Direito do Hemisfério

Bárbara Salomé, em selfie no camarim do CCBB-SP, onde está em cartaz com a peça Do Lado Direito do Hemisfério

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *