Polícia prende palhaço no Paraná; Funarte repudia ação da PM contra Tico Bonito

O palhaço Tico Bonito foi preso porque criticou a PM em sua peça - Foto: Luiz Thomann/Divulgação

O palhaço Tico Bonito foi preso porque criticou a PM em sua peça – Foto: Fábio Novelli/Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O artista Leônides Quadra, intérprete do palhaço Tico Bonito, foi preso sob alegação de desacato à autoridade pela Polícia Militar do Paraná, enquanto fazia uma apresentação de teatro de rua no 29º Festival de Teatro de Cascavel (PR) [veja vídeo ao fim desta reportagem].

A PM paranaense diz que prendeu o artista porque ele teria chamado os policiais de “palhaços do governador” Beto Richa (PSDB).

O artista negou a acusação e afirmou que em momento algum usou a alcunha para os agentes da segurança pública. Ele ainda acusa os policiais de o agredirem com socos na região de sua costela.

Durante sua apresentação, Tico criticou a ação da PM, que, em sua visão, apenas patrulha as regiões mais nobres, não dando atenção aos bairros pobres.

Palhaço Tico Bonito brinca com criança durante apresentação - Foto: Luiz Thomann/Divulgação

Palhaço Tico Bonito brinca com criança durante apresentação – Foto: Fábio Novelli/Divulgação

O texto fazia parte de sua apresentação artística e foi entendido como desacato pelos policiais que passavam pelo local e resolveram prender o palhaço.

No ato da prisão do ator, a PM do Paraná utilizou três equipes e até ajuda de policiais da cavalaria.

Tanta truculência para prender um palhaço chamou a atenção da população que estava no local. Os policiais foram vaiados.

Funarte repudia a prisão

A Funarte (Fundação Nacional de Artes) soltou nota oficial na qual “repudia com veemência a prisão arbitrária sofrida pelo palhaço Tico Bonito enquanto se apresentava na rua”.

Segundo a Funarte, em sua apresentação, Tico Bonito fez “críticas públicas à Polícia Militar, no que está dentro de seus direitos, assegurados pela Constituição”.

O texto ainda diz que “ao agir com violência e abítrio, configurando abuso de autoridade, infelizmente a Polícia Militar acabou por confirmar as críticas proferidas pelo palhaço”.

Na nota, Francisco Bosco, presidente da Funarte, diz que o órgão federal “se solidariza com o artista e o cidadão Tico Bonito e espera da Polícia Militar de Cascavel uma nota repudiando a ação de seus policiais”.

Procurado pela reportagem, Leônides Quadra, o palhaço Tico Bonito, não pode dar entrevista por recomendação de seus advogados, já que ele ainda responde a um processo criminal.

A Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, em seu artigo 5º, diz: “É livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.

Palhaço Tico Bonito responde a um processo criminal - Foto: Luiz Thomann/Divulgação

Palhaço Tico Bonito responde a um processo criminal – Foto: Fábio Novelli/Divulgação

Veja o vídeo com a prisão do palhaço Tico Bonito:

 

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Julio disse:

    Polícia militar do Paraná , foi ridícula, abusiva , incompetente , e provou seu despreparado. O crime que e organizado se aninhou no Paraná , enquanto a PM busca reforços até a cavalaria pra prender um palhaço cidadão. Cadê o governador democrata ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *