Entrevista de Quinta: “Fentepp revela diversidade do teatro brasileiro”, diz José Fábio Nougueira

A atriz peruana Marba Goicochea em cena do espetáculo Máquina de Dar Certo, que está na programação do Fentepp - Foto: Viviane de Paoli/Divulgação

Em primeiro plano, a atriz peruana Marba Goicochea, em cena  com Ricardo Socalschi no espetáculo Máquina de Dar Certo, da Cia. Bruta de Arte, que está na programação do 22º Fentepp – Foto: Viviane de Paoli/Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Depois de muito susto e quase ser cancelado, o Fentepp (Festival Nacional de Teatro de Presidente Prudente) realiza sua 22ª edição a partir desta quinta (20) até o próximo dia 29 de agosto.

Presidente Prudente, no interior de São Paulo, recebe 24 companhias vindas de todo o Brasil para realizarem 48 apresentações de espetáculos adultos, infantis e de rua.

O evento, que celebra 30 anos de criação, é feito em parceria com a Prefeitura de Presidente Prudente, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, o Sesc São Paulo e o Governo do Estado de São Paulo.

O secretário de Cultura do município, José Fábio Sousa Nougueira, que também é diretor de teatro, conversou com exclusividade com o site, nesta Entrevista de Quinta, sobre o Fentepp, festival que vêm se tornando um dos principais do País.

Leia com toda a calma do mundo.

José Fábio Sousa Nougueira, secretário de Cultura de Presidente Prudente - Foto: Divulgação

José Fábio Sousa Nougueira, secretário de Cultura de Presidente Prudente – Foto: Divulgação

MIGUEL ARCANJO PRADO — É verdade que este ano o Fentepp quase não acontece?
JOSÉ FÁBIO SOUSA NOUGUEIRA —
O Fentepp é realizado por três instituições: Governo de Presidente Prudente por meio da Secretaria Municipal de Cultura, SESC e Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura. Essas parcerias são resultado de um trabalho árduo e construído a partir da credibilidade do Projeto. Nosso orçamento é pensado e discutido com as três instâncias e o edital é divulgado no início do ano com o pacto firmado. No entanto, recebemos a notícia que o Governo do Estado não participaria este ano, o que comprometeria toda a planilha orçamentária  inviabilizando um item importante do Festival, que é a alimentação e a hospedagem dos mais de 350 artistas previstos para esta edição.

MIGUEL ARCANJO PRADO — E o que fizeram diante desta notícia?
JOSÉ FÁBIO SOUSA NOUGUEIRA —
Iniciamos um diálogo com a Secretaria de Estado da Cultura onde nos posicionamos de forma contundente e responsável no sentido de identificarmos os reais  motivos do fim de um  parceria que perdura há mais de dez anos para um projeto sólido que permite a  circulação de dezenas de espetáculos de excelência artística numa vitrine de diversidade de gêneros, absorvendo a produção de diversos Estados brasileiros. No entanto, conseguimos sensibilizar o governador Geraldo Alckmim por meio de uma ação do prefeito Tupã e do deputado Mauro Bragato e assim obtivemos êxito com a liberação do recurso proveniente do Estado suficiente para a realização do Festival na íntegra.

Adriano Petermann em A Anta de Copacabana, que estará no Fentepp - Foto: Virginia Benevenuto/Clix

Adriano Petermann em A Anta de Copacabana, na programação do Fentepp – Foto: Virginia Benevenuto/Clix

MIGUEL ARCANJO PRADO — Como foi a acolhida da classe teatral ao festival, houve muitas inscrições? 
JOSÉ FÁBIO SOUSA NOUGUEIRA — Foi ótima. Recebemos 211 projetos de 17 Estados.

MIGUEL ARCANJO PRADO — Por que a mudança de período do fim do ano para agosto. O objetivo é manter o Fentepp nesta época agora? 
JOSÉ FÁBIO SOUSA NOUGUEIRA — Na verdade, o mês de realização do Fentepp sempre foi agosto. O que ocorreu foram duas alterações: em 2013, quando foi realizado em setembro, em virtude da expectativa de inauguração do Teatro Paulo Roberto Lisbôa, o que acabou não ocorrendo; e em 2014, quando o Festival foi realizado em novembro em função do calendário da Copa do Mundo. Pretendemos mantê-lo em agosto.

Cena da peça infantil Entre Janelas, que estará no Fentepp - Foto: Annelize Tozetto/Divulgação

Cena da peça infantil Entre Janelas, que está no Fentepp – Foto: Annelize Tozetto/Divulgação

MIGUEL ARCANJO PRADO — Quais são os destaques para este ano? 
JOSÉ FÁBIO SOUSA NOUGUEIRA — Temos vários destaques na programação: A Gaivota – É Impossível Viver sem Teatro, com a Antikatártica, de São Paulo, de Nelson Baskerville; Gigantes da Montanha, com o Grupo Galpão, de Minas Gerais; O Som das Cores, com o Catibrun Teatro de Bonecos, também de Minas Gerais. Ainda temos Aqui Estamos com Milhares de Cães Vindos do Mar, dos Barulhentos, de São Paulo. O Teatro Máquina, de Fortaleza vem com o espetáculo Diga que Você Está de Acordo – Máquina Fatzer. Ainda vêm de São Paulo São Jorge Menino, com a Cia. São Jorge de Variedades e A Geladeira,  com a Antikatártica, entre outros.

MIGUEL ARCANJO PRADO — Qual a importância da parceria com o Sesc? 
JOSÉ FÁBIO SOUSA NOUGUEIRA — A parceria do SESC permite o fortalecimento do Festival e a sua ampliação. Dotados de profundo conhecimento e equipe qualificada, a parceria agrega valor ao evento e nos ajuda  a aprofundar discussões e debates constantes, sempre com a perspectiva de alinhar o Festival como um projeto de referência de linguagem e estética.

Cia. São Jorge de Variedades apresenta São Jorge Menino no Fentepp - Foto: Divulgação

Cia. São Jorge de Variedades apresenta São Jorge Menino no Fentepp – Foto: Divulgação

MIGUEL ARCANJO PRADO — O que o povo de Prudente acha do festival? Como ele o recebe? 
JOSÉ FÁBIO SOUSA NOUGUEIRA — O Festival, durante dez dias, ocupa todas as regiões da cidade, seus espaços convencionais e alternativos, ruas e praças. Isso provoca na comunidade um apoderamento do Festival,  tornando-o necessário. As atividades formativas permitem a circulação de ideias, a integração dos grupos com a comunidade e os artistas, qualificando-os e contribuindo para a formação do espectador.

MIGUEL ARCANJO PRADO — Qual é a marca do Fentepp em sua visão?
JOSÉ FÁBIO SOUSA NOUGUEIRA — Garantir uma programação que além da sua excelência artística possa revelar a diversidade e o panorama da produção teatral brasileira.

Conheça a programação completa do Fentepp

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *