Casa de Clarice Lispector em Recife está abandonada

 

Casa onde viveu a escritora Clarice Lispector (1920-1977) está abandonada no centro do Recife - Foto: Alessandro Moura

Casa onde viveu a escritora Clarice Lispector (1920-1977) está abandonada no centro do Recife: portas foram vedadas e paredes estão repletas de pichações – Foto: Alessandro Moura

Por ALESSANDRO MOURA*
Colaboração especial, em Recife (PE)

O sobrado passa despercebido por quem circula pelas ruas do bairro do Boa Vista, no Centro do Recife. As janelas largas nem de longe remontam o período em que Clarice Lispector residiu ali. Apenas a placa em frente ao imóvel de número 387, nos faz essa referência. Na praça Maciel Pinheiro, a estátua de Clarice repousa em pleno abandono, rodeada de lixo e moradores de rua.

Mesmo tendo morado no Rio de Janeiro e no exterior, a infância da capital Pernambucana acompanhou Clarice até a morte. As lembranças que aparecem nos contos autobiográficos da autora estão sendo apagadas da história da cidade.

Aos poucos vão indo embora os quadros do passado. Sem manutenção, a Santa Casa de Misericórdia, atual proprietária do imóvel, fez a obstrução das portas, mas o sobrado segue em decadência a olhos vistos. As madeiras de sustentação do teto servem apenas como abrigo para pombos e as paredes ganham novas pichações a cada dia.

No meio do mato: estátua de Clarice Lispector está jogada em praça mal cuidada - Foto: Alessandro Moura

No meio da praça: estátua de Clarice Lispector também está abandonada em praça em frente à casa – Foto: Alessandro Moura

Resgate sem resultados

Para resgatar a história da família Lispector, um projeto para a restauração da casa até foi feito. A ideia era que o espaço fosse transformado em um memorial das irmãs Lispector. Espaço para exposições, café, instalações com recurso multimídia e uma biblioteca. A realização do centro cultural iria não apenas resguardar a memória da escritora, como valorizar a praça que também tem sido alvo de marginais.

Sobrinha neta de Clarice, a cineasta Nicole Algranti é quem propôs inicialmente a transformação da casa. O objetivo não foi alcançado por falta de financiadores e por isso Nicole acabou desistindo da ideia que tinha um orçamento de R$2 milhões.

Reforma da casa de Clarice Lispector prevê orçamento de R$ 2 milhões: dinheiro nunca foi conseguido - Foto: Alessandro Moura

Descaso com nosso patrimônio histórico: reforma da casa de Clarice Lispector prevê orçamento de R$ 2 milhões, mas dinheiro nunca foi conseguido – Foto: Alessandro Moura

A Santa Casa reconhece a importância do sobrado e já fez um projeto arquitetônico de restauro do imóvel. O que se espera é que a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco libere a verba para a restauração, mas até agora nada saiu do papel.

Memórias registradas nos livros de Clarice e que estão sendo apagadas com o passar dos dias. Assim como a placa que fica afixada ao sobrado “Tudo acaba, mas o que te escrevo continua. ”, trecho do último capítulo do livro Água Viva, de Clarice Lispector.

Parede pichada e com infiltrações: dinheiro para reforma da casa onde viveu Clarice Lispector ainda não veio - Foto: Alessandro Moura

Parede pichada e com infiltrações: dinheiro para reforma da casa onde viveu Clarice Lispector ainda não veio – Foto: Alessandro Moura

Passeio com Clarice

A escritora ucraniana de origem judia morou no Recife, dos 4 aos 15 anos, entre 1920 e 1930. Clarice frequentou a escola no Ginásio Pernambucano, a instituição que é pública até hoje também foi frequentada por nomes como Ariano Suassuna, José Lins do Rego e o historiador Mario Melo.

Clarice caminhava pela rua da Aurora com as amigas de colégio, ainda hoje o passeio pode ser feito aproveitando a beleza dos casarões antigos que se mantém de pé frente ao rio Capibaribe.

Na conhecida rua da Imperatriz, a escritora tinha uma amiga, filha do dono de uma livraria. Clarice também gostava de brincar nas escadarias da Faculdade de Direito do Recife.

Alessandro Moura - Foto: Divulgação

Alessandro Moura – Foto: Divulgação

*ALESSANDRO MOURA é jornalista formado pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso e repórter da TV Justiça em Recife. Ele também é ator, dramaturgo e diretor e colabora com o site cobrindo a cena cultural em Recife, Pernambuco.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Jonas disse:

    eu gostaria de saber se a casa de Clarice Lispector está à venda, se está, quem está responsável pela venda?

  2. Regina Makarem disse:

    Não me surpreende, embora cause tristeza. O descaso nacional com o patrimônio histórico e cultural já virou praga. São poucos os governantes e políticos que se empenham deveras pela preservação desses espaços, que poderiam acrescentar uma nota de destaque ao turismo local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *